PT Login
PT

9 filmes cuja estética poderá inspirá-la para o seu casamento

O cinema é um reflexo da realidade, adoçado pela magia da imagem, do som e da imaginação dos seus criadores. As possibilidades para criar tornam-se, por isso, infinitas, pelo que os seus mundos e as suas histórias acabam por adquirir tonalidades extraordinárias. Para inspirar-se para o seu casamento, um dia em que devem prevalecer características como a personalidade e a originalidade, propomos-lhe diferentes estéticas de grandes filmes, célebres pelo seu estilo, moda, cor e luz.

1. Vintage

Amélie (2001)

Filme de culto quer pelo seu argumento e fotografia, como pela sua inocência, personagens e estética, que estão directamente relacionadas com o estilo que procuramos mostrar-lhe para o seu casamento: cores vivas, sem serem estridentes; mobiliário clássico, sem chegar a ser propriamente vintage; vestuário retro, perfeito para sair da norma mas sem entrar no campo do piroso; paredes com estampados, que rompem com o ritmo do quotidiano; elementos nostálgicos, geniais para decorações únicas. O filme está concebido numa cor esverdeada, tanto nos objectos que aparecem, como no guarda-roupa ou no tom da fotografia. Recomendamos-lhe, por isso, usar este recurso no seu casamento, destacando uma cor que possa dar homogeneidade ao conjunto. Nesta estética, a ideia é fazer o uso adequado do classicismo para ter o seu casamento de sonho, tal como Amélie, a primeira hipster da história.

Foto: Amélie

Uma História de Amor (2013)

Uma História de Amor (título original Her) é um filme de ficção científica mas, na nossa sociedade, em breve será mais real do que a própria vida. Isto quer dizer que com ele não se vai inspirar em marcianos ou em discos voadores, mas sim, por exemplo, num vestuário vintage, que curiosamente  hoje em dia está na moda. Por isso, a partir da estética deste filme, propomos-lhe a combinação de avanços tecnológicos (drones, actividades nas redes sociais, câmaras da última geração…) com decorações em madeira, tons pastel, óculos “retro”, vestidos e roupas modernas (anteriormente clássicas), camisas aos quadrados para o sexo masculino, assim como chapéus, bigodes e barbas estrambólicos e, para elas, cortes de cabelo trendy, com reminiscências aos anos setenta. Não se esqueça que os seus convidados também devem contribuir para este ambiente.

Foto: Her

Grande Budapeste Hotel (2014)

Na realidade, qualquer filme de Wes Anderson possui uma estética única e inconfundível, ideal para um casamento inovador e original. De novo, cores vivas nas paredes e no vestuário, com menos estampados e mais chamativos, que introduza um mundo insólito de contrastes. Nesta estética, os objectos clássicos tendem a reinar, sendo fenomenais para a decoração do seu casamento. Trata-se de um estilo único, com elementos das últimas décadas cheios de valor. Além disso, neste filme e em todos os outros deste realizador, a simetria é levada ao extremo e, embora não seja muito comum, recomendamos-lha para dar às suas fotografias de casamento um ar moderno.

Foto: El gran hotel Budapest

2. De época

Marie Antoinette (2006)

Explosão pastel num filme obcecada com a cor e as formas. Passado no século XVIII (conta a história da vida de Luís XVI e da sua peculiar esposa), a sua estética de época serve como temática, dando-nos grandes ideias: na combinação de estampados (sobretudo de flores), na escolha das flores e montagem de salas e em tudo que diga respeito ao vestuário. A chave desta estética são as cores suaves e variadas, embora possamos introduzir algum tom mais chamativo.

O filme destaca-se quer pelo excesso - tanto em termos de gastronomia (bolos, pastéis, cupcakes…) como de motivos e decorações pomposas – assim como pelo contraste da estética do século XVIII com a música rock, que ali se juntam de uma forma grosseira. Por vezes, a excentricidade pode ter resultados impressionantes, sobretudo no seu casamento.

Foto: María Antonieta

Orgulho e Preconceito (2005)

O exemplo perfeito para casamentos campestres, com a inspiração da magia das casas de época do século XVIII, desde as mais sumptuosas até às da classe média, igualmente encantadoras e sofisticadas. As casas de campo inglesas são exemplos de bom gosto e autênticas referências para casamentos de estilo rural, graças ao mobiliário, detalhes e vestuário, através de tecidos com o encanto britânico da época. Por todo o lado destaca-se uma mistura perfeita de tons suaves, motivos florais e sensação acolhedora. As pradarias, os campos abertos e os cenários de fundo montanhosos são paisagens que, tal como o fizeram Elizabeth Bennet e Mr. D’Arcy, deve utilizar para dar rédea solta ao amor eterno que vos une. Por sorte, você e o seu parceiro poderão capturar esses momentos para sempre, com uma sessão de fotografias únicas.

Foto: Orgullo y prejuicio

Tróia (2005)

Tróia é um manual de estilo para a moda de inspiração grega, que tem conquistado as noivas nos últimos anos, que recorrem a vestidos similares às grandes damas helenas, como Helena de Tróia, sendo também uma escolha cada vez mais frequente entre as convidadas mais românticas. Tratam-se de vestidos compridos e delicados, com motivos simples, usados por estas “deusas terrestres” com sandálias e diferentes acessórios, tais como brincos compridos, coroas, tiaras e braceletes douradas. Nesta estética destacam-se também as cores suaves – principalmente o branco, o rosa pálido e o azul claro – e reforçam-se os cintos. Para o cabelo, penteados em coque, apanhados simples ou cabelos soltos, sendo que a maquilhagem é mais destacada nos olhos, sem cair em composições demasiado carregadas.

Para os casamentos temáticos, este estilo – tal como o romano – acrescenta interessantes toques de elegância e magnificência, quer em termos de mobiliário, como na decoração e em todo o vestuário, sendo as suas notas dominantes os grandes banquetes, os espaços amplos e as cores básicas combinadas com o dourado e prateado.

Foto: Troya

3. O esplendor do início do século XX

Moulin Rouge (2001)

Num París boémio, com Montmartre repleta de pintores e jovens artistas a criar nos seus sótãos, o Moulin Rouge era o centro da diversão, da cor e da música. Baz Luhrmann encarregou-se de representar o frenesim do local com a preponderância do vermelho, reforçado com o preto e o dourado, num festival de Cabaret interrupto, explosivo e majestoso. A Exposição Universal de Paris abriu um novo mundo na moda, com vestidos com silhueta S, meias transparentes e, no caso de Moulin Rouge, plumas, chapéus altos, espartilhos e vestidos cheios de brilho. Imagina-se num casamento temático dessa época? Sem copiar literalmente o estilo, pode acrescentar  ao grande evento toques do início do século, para lhe dar maior elegância e algum desenfado.

Foto: Moulin Rouge

O Grande Gatsby (2013)

Os “felizes (e loucos) anos 20″, período de prosperidade e diversão desmedida após a Primeira Guerra Mundial, estão perfeitamente representados no romance de F. Scott Fitzgerald e no remake cinematográfico de Baz Luhrmann. Na época do charlestono excesso manifestava-se em festas inesquecíveis, com rios de champanhe e montanhas de caviar; em maravilhosos carros de luxo, como o mítico Rolls Royce; em vestidos elegantes, acessórios, saias curtas, mocassins, chapéus e fatos estreitos com coletes e em diferentes cores; cabelos curtos, ondas e lábios vermelhos… Opulência e desenfreio que podem servir como exemplo para um casamento elegante e ostentoso, com luzes, cor, carros de luxo para o transporte, grandes banquetes e festas memoráveis ao ritmo dos melhores blues.

Foto: El gran Gatsby

Expiação (2008)

A queda da bolsa em 1929 instalou um cenário de caos nos Estados Unidos que se estendeu até à Europa, momentos antes da Segunda Guerra Mundial. Nestes “terríveis anos 30″ a moda adaptou-se à crise económica e desenvolveu um estilo que poderá ter em conta para o seu casamento. As saias mais compridas, os chapéus mais largos, os vestidos mais cintados, com decote prenunciado e costas a descoberto; o cabelo mais comprido e as ondas mais sinuosas correspondem ao resultado dessas transformações, perfeitamente representado por Keira Knightley no filme Expiação. Por seu turno, as cores brilhantes do filme, a sua cuidada fotografia e a decoração sofisticada de inspiração victoriana são ideais para poder se inspirar para o seu casamento com toques temáticos dos anos 30.

Foto: Expiación

Tenha em conta estas ideias antes de dar por encerrados os planos para o seu casamento. Se fizer uma pausa para investigar a cultura popular, tomar como referência os grandes espectáculos estéticos do cinema e as galas do passado, quem sabe não pondera dar uma grande reviravolta ao seu grande dia?

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação