PT Login
PT

As 7 coisas que quem ama nunca diz!

Não me canso de o dizer: quem ama, cuida. Amar dá trabalho, exige-nos paciência, cobra-nos energia. Cansa? Cansa sim. Mas retribui. Dá-nos muito de volta. E por isso é um investimento feliz. As pessoas são únicas e por isso a forma como amam também. Mas, apesar das suas diferentes manifestações, há coisas no amor que são universais. Identificámos sete coisas que quem ama não diz. Porque as palavras, não as leva o vento!

Diana NobreSolicite informação sobre “Diana Nobre”
Foto Diana Nobre
Paulo CastroSolicite informação sobre “Paulo Castro”
Foto Paulo Castro

 

1. Não posso.

A felicidade da pessoa que amamos é importante. E por isso, o que elas nos pedem é-o também. Dizer que não podemos porque temos preguiça ou porque dá muito trabalho ou exige que alteremos demasiado a nossa rotina não é coisa de quem ama. Aliás, só há uma situação em que é aceitável dizer estas duas palavras: quando efectivamente o que nos pedem é impossível.

Diana NobreSolicite informação sobre “Diana Nobre”
Foto Diana Nobre

2. Agora não!

Sabemos que a vida moderna é controlada pelo relógio. Essa ditadura impõe-nos tantas e tantas regras que facilmente nos esgota. E é por isso que darmos o nosso tempo a alguém é uma das maiores provas de amor que podemos dar. Se alguém que amamos nos pede atenção, as palavras que nunca poderemos pronunciar são “agora não”!

Memories FotografiaSolicite informação sobre “Memories Fotografia”
Foto Memories Fotografia

3. Há coisas mais importantes…

Há mesmo? Relativize! Quando se tornou mais importante actualizar o seu status no facebook do que prestar atenção ao que alguém que ama lhe diz? Quando se tornou mais importante fazer aquele relatório de contas que o chefe lhe pediu do que ir ao aniversário da sua cara-metade? Será que fará mesmo diferença entregá-lo às 2 da manhã ou às 10 da manhã?

Foto Momento Cativo

4. Não sei.

Quem ama sabe. Sabe qual a comida (ou comidas) preferida, a cor (ou cores) preferida, o filme (ou filmes) preferido. Sabe o seu nome do meio, o seu momento mais triste, o que dizer quando está ansiosa e o que fazer para que sorria. Sabe porque quer saber. Faz questão de saber.

RetractusSolicite informação sobre “Retractus”
Foto Retractus

5. Isso é ridículo!

Até podemos pensar, mas menosprezar algo que alguém que amamos dá valor é das piores coisas que podemos fazer. É aliás um dos maiores actos de arrogância que alguém pode assumir. Nem é uma questão de amor, é uma questão de respeito. A sua cara-metade vê o mesmo filme todos os fins de semana e você não percebe porquê? Deixe, ela (ou ele) percebe! A sua cara-metade passa os sábados e os domingos enfiada nos estádios, vê todos os programas desportivos e ainda tem tempo para andar na internet a ler (e reler) todos os diários desportivos que são publicados (e são tantos)? Parece-lhe parvo ou estranho? Até pode ser para si, mas para ela (ou ele) não. E sabe que mais? Essas pequenas idiossincrasias são o que a tornam tão irritantemente adorável, não são?

Paulo CastroSolicite informação sobre “Paulo Castro”
Foto Paulo Castro

6. Há quem faça melhor.

Menosprezar é feio. Não lhe fica bem. Mesmo que seja verdade, evite as comparações entre a pessoa que ama e terceiros. Mantenha sempre acesa aquela chama inicial da relação, aquela fase em que tudo o que a nossa cara-metade faz por amor e com gosto é perfeito. Perfeito e incomparável!

Pedro Filipe FotografiaSolicite informação sobre “Pedro Filipe Fotografia”
Foto Pedro Filipe Fotografia

7. Não! (e ponto final parágrafo)

Há que dizê-lo, é certo. Mas quem ama, evita dizer que não. Até porque quem nos ama também não nos pede coisas que não sejam razoáveis, certo? O amor é recíproco. E tudo numa relação é negociável. Se duas pessoas que se amam não estão em acordo, vão trabalhar para estar. E a palavra não (junto com a atitude inflexível de quem faz birra) faz tudo menos ajudar esse processo.

RetractusSolicite informação sobre “Retractus”
Foto Retractus

Já disse alguma? Arrependeu-se? Claro que há coisas que dizemos quando estamos stressados, ansiosos ou esgotados. Coisas que nos arrependemos de dizer assim que as verbalizamos. Mas essas, que não são sentidas, não contam.

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Mais informação

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação