PT Login
PT

Como calcular, de forma eficaz, o orçamento para a seu casamento: 8 dicas para não morrer na praia.

A questão logística que mais preocupa os casais assim que decidem casar está relacionada com o orçamento. Quanto dinheiro deve reservar para o evento? Quem deve pagar as despesas? Será sensato contrair dívidas? Qual o valor real das coisas? Perguntas muito válidas, mas que nem sempre têm uma resposta fácil. O dinheiro continua a ser um assunto tabu e a maioria das pessoas tende a evitar conversas difíceis sobre o ‘vil metal’. Há inclusive casais que não planeiam os gastos antecipadamente, optando por não trabalhar com um orçamento, e depois são surpreendidos com a chegada das contas para pagar.

Pequeno ou grande, é preciso estipular um orçamento. É preciso encarar as despesas com alguma frieza e planear os custos inerentes a um casamento, sabendo diferenciar entre despesas necessárias e despesas frívolas. Ao fazer o seu orçamento e comparar o dinheiro que tem disponível com o valor das coisas que quer, vai aprender a gerir as suas prioridades.

Quinta do HespanholSolicite informação sobre “Quinta do Hespanhol”
Foto Quinta do Hespanhol
Quinta do HespanholSolicite informação sobre “Quinta do Hespanhol”
Quinta do Hespanhol. Foto Nuno Ferreira

Por onde começar então? Nem toda a gente se sente confortável com o esboço de um orçamento e a maioria não sabe sequer por onde começar. A maioria dos noivos não sabe os preços praticados pelos fornecedores que estão no mercado, nem sabe com exatidão tudo o que é realmente preciso para um casamento. O processo que para qualquer wedding planner é perfeitamente natural, para muitos casais é moroso e complicado. Mas é para o descomplicar que a Zankyou exige. Hoje, damos-lhe 8 dicas simples de como preparar um orçamento à sua medida.

1. Comece pelas conversas difíceis e lista de convidados

Decida as pessoas que quer convidar e estabeleça o tamanho do casamento. Assim que tiver uma ideia da dimensão da festa, é importante que se sente com a sua família, a sua cara-metade e a família da sua cara-metade para que juntos decidam quem vai suportar os custos do casamento e em que medida. Prepare-se para alguns momentos embaraçosos e perguntas difíceis, mas é melhor que deixe tudo bem claro desde o início do que presumir que terá dinheiro que não estará, de facto, disponível.

Momento CativoSolicite informação sobre “Momento Cativo”
Foto Momento Cativo

2. Distinga entre o que é importante e o que é supérfluo

Junte tudo o que sabe de casamentos com a ideia do casamento com que sempre sonhou e escreva num papel tudo o que gostaria que o seu casamento fosse. Depois, sublinhe aquilo que seria essencial para si e aquilo de que facilmente abdicaria se tivesse de o fazer. Por exemplo, não abriria mão do vestido de noiva, mas talvez não fizesse questão de ter um véu. O bouquet de peónias é um must have mas não precisa de comprar joias novas para o grande dia. Quer um fotógrafo consigo no grande dia mas até dispensa o wedding planner e aceita assumir as funções que esse profissional teria (à sua conta e risco).

Momento CativoSolicite informação sobre “Momento Cativo”
Foto Momento Cativo

3. Informe-se sobre o preço real de cada produto e serviço.

Agora que tem a lista consigo, informe-se do valor de cada item que está na coluna do que considerou indispensável. Mas lembre-se, os preços da maioria dos fornecedores varia consoante o número de convidados, a altura do ano em que vai casar, o dia da semana que escolheu para a cerimónia e tantas outras variáveis. Seja especifica nos pedidos de informação e de orçamento que enviar. Para a ajudar, damos-lhe uma ideia geral dos preços:

Catering: é onde vai gastar a maior fatia do seu orçamento. O preço médio é de 100 euros por pessoa, mas a esse valor podem somar-se mais uns euros se quiser bar aberto e não quiser ter restrição de horário.

Look da noiva: O vestido pode variar entre uns modestos 300 euros e uns ambiciosos 3000, depende da marca ou estilista que escolher. Mas lembre-se de reservar outos 600 a 1000 euros para gastar nos acessórios, sapatos, joias, makeup e penteado.

Gio RodriguesSolicite informação sobre “Gio Rodrigues”
Vestido Gio Rodrigues. Foto João Almeida

Look do noivo: mais modestos, ficam entre os 500 e os 1.500 euros.

Convites e lembrancinhas: reserve perto de 1000 euros para os convites e as lembranças dos convidados. O valor é variável consoante o número de convidados e a empresa a quem contratar o serviço. Lembre-se que se contratar os dois produtos à mesma empresa pode sempre negociar um desconto.

Flores e decoração: Dificilmente encontra uma boa floral designer por menos de 300 euros.

Momento CativoSolicite informação sobre “Momento Cativo”
Foto Momento Cativo

Animação: primeiro tem de decidir se quer um DJ, uma banda ou até uma orquestra, por valores que rondam os 400, os 500 e os 800 euros (respetivamente).

Fotografia e vídeo: Para uma boa equipa de fotógrafos, aposta num valor médio de 1500 euros. E se quiser somar a isto um videografo, guarde outros 1500 euros. Jogue com o mercado a seu favor e procura empresas de fotografia com parcerias com empresas de vídeo que poderão oferecer-lhe um bundle com um bom desconto.

Lua de mel: uma viagem romântica a um destino europeu não custará o mesmo que uma semana nas ilhas Maurícias. Por isso, decida de antemão se tem 500 ou 3000 euros para gastar!

4. Organize os pagamentos

Nem tudo é pago a pronto e nem tudo é pago apenas depois do serviço (e, portanto, depois do casamento). Muitos fornecedores trabalham com depósitos e com planos de pagamento. Anote todos os compromissos que assumir e não se deixe surpreender de cada vez que for consultar o seu saldo bancário.

João Medeiros & Pamela LeiteSolicite informação sobre “João Medeiros & Pamela Leite”
Foto João Medeiros

5. Planeie os imprevistos (mesmo que não saiba o que são nem quando chegarão)

Em todos os orçamentos, há sempre uma certa margem de erro. Este é o dinheiro que deve colocar de lado para cobrir gastos imprevistos ou gastos adicionais que não estão orçamentados nos contratos que assinou. Podem ser despesas tão simples como despesas de deslocação ou algo mais complexo como despesas com alojamento para os convidados, o importante é que não se deixe apanhar desprevenida. A partir do valor total que quer gastar com a festa, calcule um valor entre 5 a 10% para lidar com estes imprevistos. Se sobrar, sobrou!

DreamakerSolicite informação sobre “Dreamaker”
Foto Dreamaker

6. Esteja atenta aos orçamentos que não discriminam o valor do IVA

A maioria das empresas dá orçamentos com o valor dos serviços que oferecem, sem discriminar e somar o valor do IVA praticado. Muitos casais, aceitam um orçamento e assinam um contrato pensando que vão pagar 1000 ou 2000 euros e depois recebem uma fatura com esse valor, mais o 23% de IVA que pagamos ao Estado. Esteja atenta a esse pormenor ou ficará rapidamente sem dinheiro.

João Medeiros & Pamela LeiteSolicite informação sobre “João Medeiros & Pamela Leite”
Foto João Medeiros

7. Não seja impulsiva com as compras

Sim, pode apaixonar-se por aquele vestido perfeito, aquele headpiece boémio e único que é tão a sua cara. Mas evite fazer compras impulsivas. Pense no vestido como uma parte de um conjunto e algo que terá de combinar com o resto do seu visual e também com o estilo da cerimónia que escolher. De que lhe adianta um vestido com corte princesa e saia armada e uns stilettos de couro assinados por Manolo Blahnik se optou por um casamento na praia? Faça prospeção de mercado e procure avaliar cada compra e cada decisão. É por isso que tantos wedding planners aconselham a marcar o seu casamento com um ano ou até anos de antecedência. Já diz o ditado, a pressa é inimiga da perfeição.

Momento CativoSolicite informação sobre “Momento Cativo”
Foto Momento Cativo

8. Não subestime o valor de um wedding planner

Há quem olhe para este serviço como um custo a eliminar, mas a verdade é que ter alguém com experiência e contatos no mercado de casamento pode poupar-lhe muitas dores de cabeça e alguns euros. Apesar de serem apaixonados pelo que fazem, estes profissionais são capazes de uma visão informada e desapaixonada, capazes de a ajudar a chegar a melhores decisões e, claro, têm um poder negocial muito superior ao seu. Sabe aquele fotógrafo que sempre quis mas que achava que não podia pagar? Com um bom wedding planner a cuidar de si, talvez possa… Já o dissemos muitas vezes, mas não nos custa repetir: profissionais como a Maria (Mary Me), a Rita (Cereja Weddings) e a Lúcia (Guida Design de Eventos) valem ouro!

Guida Design de EventosSolicite informação sobre “Guida Design de Eventos”
Foto Guida Design de Eventos

Não tenha pressa. Desfrute do planeamento, desfrute até da parte mais chata de decidir valores. Esses pequenos momentos também fazem parte da viagem. São os passos que a levam para mais perto do seu final feliz.

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação