PT Login
PT

Dieta da felicidade: os alimentos que nos podem fazer felizes ou deprimidos

Que os alimentos influenciam o nosso estado de espírito não é nenhuma novidade. E se lhe dissermos que há alimentos que nos dão maior felicidade do que outros?

Sim, há inúmeros estudos e pesquisas que indicam que a química dos alimentos é capaz de interferir na produção de neurotransmissores como a serotonina, a dopamina, noradrenalina e acetilcolina, substâncias responsáveis por transmitir impulsos nervosos para o cérebro, que causam sensações de prazer e bem-estar. A verdade é que nós somos o que comemos e que tudo o que ingerimos desencadeia reacções químicas no organismo.

Diana-NobreSolicite informação sobre “Diana-Nobre”
Diana Nobre Fotografia

Imagine que teve um péssimo dia de trabalho ou uma terrível discussão com o namorado, tem o coração apertado e chove torrencialmente lá fora… o que é que lhe apetece comer, uma peça de fruta ou uma fatia de bolo de chocolate?

Quando estamos mais desanimados, a vontade geralmente é comer um alimento cheio de calorias e nada saudável. Mas a sensação de prazer ao comer doces nem sempre é o melhor remédio para apagar seja o que for. Pelo contrário, nestas alturas deveria ingerir algo saudável com muitas vitaminas de alegria!

1love4ever Solicite informação sobre “1love4ever ”
1love4ever

Vai surpreender-se com a lista dos alimentos que nos podem fazer felizes! Claro que isto não significa que vai cortar para sempre os sundaes de caramelo da sua vida, mas sim consumi-los com moderação. A ideia é fazer uma lista de compras orientada para a felicidade: temos de comer COM cabeça e PARA a cabeça!

Veja também O segredo de uma vida saudável!

SIM: Leguminosas

É um grupo de alimentos que deve consumir diariamente. As lentilhas, grão, feijão, etc. são alimentos ricos em magnésio, um mineral essencial para a produção de energia. Em quantidades equilibradas e aliados ao exercício físico, ajudam a estimular a produção de serotonina, a substância que nos dá a sensação de prazer.

NÃO: Alimentos low fat

Os que dizem 0%, low fat, baixos em calorias. Estes alimentos não contêm gordura, mas em contrapartida têm grandes quantidades de sódio e, muitas vezes, açúcar, que consumido em excesso retarda o nosso sistema neurológico, podendo levar-nos à depressão. Além disso, o açúcar dá-nos uma sensação de inchaço e pode reter muitos líquidos.

SIM: Sardinhas

Ricas em Ômega 3 e um dos petiscos mais apreciados e tradicionais de Portugal, este peixinho pequenino possui muitos nutrientes que favorecem o nosso humor. Contém vitamina B12, que ajuda a produzir serotonina!

Foto Unsplash by Lukas Budimaier
Foto unsplash by Sonja Langford

SIM: Mel

O mel é um excelente substituto do açúcar, pois contém quercitrina, um nutriente que reduz a inflamação do cérebro e ajuda a prevenir a depressão. Para além disso é fonte de triptofano, com uma acção calmante que induz a sensação de bem estar, melhorando a função da serotonina no cérebro. É uma excelente opção para ser consumido quando estamos desanimados e com vontade de comer algo doce, pois tem pouquíssima gordura. Uma guloseima saudável!

NÃO: Adoçantes

Sejam líquidos ou em pó, mantenha-se afastado dos adoçantes, pois provocam uma diminuição dos índices de serotonina e despertam a nossa vontade de ingerir carboidratos! Já sabe… mel!

SIM: Oleaginosas

Se consumidas com moderação, as castanhas e as nozes ou amêndoas são excelentes para a libertação de serotonina e são ricas em magnésio, cobre e selénio, que ajuda a diminuir o stress e melhora a memória. Três castanhas ao pequeno-almoço e já está: esta dose já vai ajudar a ter um dia feliz!

Foto Pixabay
Foto Pixabay

NÃO: Açúcar refinado

Inimigo público número 1! Ao ser consumido, converte-se em gordura e reage negativamente em relação à serotonina, diminuindo os níveis de energia do corpo e dando a sensação de cansaço. Ou seja, se comer alguma coisa com açúcar refinado com a intenção de recuperar energia, vai conseguir exactamente o contrário!

SIM: Chocolate Meio Amargo

A versão mais pura do chocolate. A partir de 50% de cacau o chocolate contribui para manter o sistema cardiovascular em forma. Um pedaço de 30 gramas de chocolate meio amargo por dia pode ajudá-lo a ser mais feliz e satisfeito.

NÃO: Cafeína

Uma e até duas doses de cafeína por dia não é prejudicial, porém ultrapassar esta quantidade influencia diretamente o nosso humor, provocando nervosismo, agitação, irritação e agressividade. Fuja também dos refrigerantes que contêm cafeína!

SIM: Coco

O coco fresco e natural contém triglicéridos que beneficiam a saúde cerebral. Água de coco é excelente para a dieta da felicidade!

Foto Unsplash by Jens Theeß
Foto Quinta do FradeSolicite informação sobre “Foto Quinta do Frade”
Foto Quinta do Frade

NÃO: Álcool

Mesmo que possa relaxar a nossa mente, o álcool em excesso pode aumentar a depressão e a tristeza. O álcool rouba a água do nosso corpo e se somos 70% água, imagine o que ele faz com o nosso metabolismo. Um copo de vinho tinto ao dia está permitido, pois ajudará a fortalecer o coração sem prejudicar o seu corpo, mas nada de “beber para esquecer”!

SIM: Frutas vermelhas

Morangos, framboesas, amoras, mirtilos… frutos deliciosos e cheios de antioxidantes que ajudam a prevenir o mau funcionamento do cérebro. Esses antioxidantes bloqueiam outras enzimas que tornam lenta a comunicação entre as células cerebrais.

NÃO: Dieta sem hidratos de carbono

Eliminar totalmente os hidratos de carbono de sua dieta para perder peso e sentir-se melhor é um grande erro se quiser continuar a sentir-se animado e com bom humor. A falta de hidratos de carbono faz com que o cérebro deixe de produzir serotonina com regularidade, deixando-nos tristes e irritados. Procure comer os chamados hidratos de carbono de digestão lenta e naturais – como cereais integrais, leguminosas, frutas, legumes – e evite os os hidratos de carbono facilmente digeridos, provenientes, por exemplo, do pão branco, arroz branco, doces, refrigerantes e outros alimentos processados.

Foto unsplash by Cory Seward
Foto Pixbay

SIM: Ovos

A gema do ovo contém “colina”, um nutriente que ajuda a reforçar as conexões neuronais no cérebro. Ou seja, contribui para melhorar a nossa memória. Ovo sim!

NÃO: Gordura Hidrogenada

Todas os fritos provenientes da Fast Food – como as batatas fritas, os nuggets, etc. – são geralmente feitos com hidrogenados rico em gordura trans de origem animal e vegetal. O problema? Além de bloquearem as artérias e impedir o correcto fluxo sanguíneo em direcção ao cérebro, deixam-nos desanimados e sem energia.

SIM: Azeite 

Sempre! O azeite é um dos ingredientes básicos mais famosos da dieta mediterrânea e não é à toa: os seus benefícios são inumeráveis. É um potente antioxidante graças ao enorme conteúdo de vitamina E e polifenóis. Segundo especialistas, também melhora a memória!

FarawaySolicite informação sobre “Faraway”
Faraway

Estes são alguns dos muitos alimentos que nos favorecem e nos prejudicam! Faça um teste! Comece aos poucos a mudar os seus hábitos alimentares e perceba a diferença no seu dia-a-dia.

Se tem uma boa alimentação e este não é o seu problema, e sim, engordar, leia também O amor engorda? Só se deixarmos! Saiba como não engordar quando se vive a dois.

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação