PT Login
PT

Entrar, estar e sair da igreja: conselhos nossos e de quem sabe!

Emoções à flor da pele… O medo de tropeçar e cair… Um longo corredor, que vos separa… Meninos das alianças que fazem birra… Convidados que não sabem bem onde se poderão sentar… Bancos vazios… Telemóveis a tocar… Missais por distribuir… Arroz por todo o lado… Pétalas de flores, que ninguém sabe onde estão…
Tudo isto – e tanto mais! -, deixa aterrado qualquer casal e transforma o entrar, o estar e o sair da igreja em algumas das maiores preocupações, que todos os noivos têm.

Hélder Couto PhotoSolicite informação sobre “Hélder Couto Photo”
Hélder Couto Photo

O que fazer para controlar a miríade de probabilidades que vos assomam o pensamento? Conversar sobre o assunto, claro! E como podem sempre contar connosco, hoje, trazemo-vos os conselhos sábios da Onefivenine Consulting, que, com mais de 10 anos de experiência na área, sabe como fazer com que não venham a ter dores de cabeça mas, antes, um casamento sem stress!
Já têm o bloco de notas à mão? Então, vamos a isso!

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Efeito Espontâneo

Entrar

À entrada dos noivos, já todos os convidados deverão estar sentados, nos seus respectivos lugares, prontos para assistir à cerimónia.
O noivo, que faz par normalmente com a sua mãe ou madrinha, deverá colocar-se do lado direito do altar, sendo que, para a noiva, está reservado então, o lado esquerdo. A entrada da outra protagonista da festa poderá ser feita, se o casal assim o preferir, em cortejo, depois das damas-de-honor e dos meninos das alianças, acompanhada, habitualmente, pelo seu pai ou padrinho.
Logicamente que, cada caso é um caso, já que cada família é uma família…

Lounge FotografiaSolicite informação sobre “Lounge Fotografia”
Lounge Fotografia

Segundo a Onefivenine Consulting, “em todas as nossas cerimónias, quer sejam religiosas, civis ou de outro carácter, temos por norma, tentar criar todo um mistério e uma teatralidade – essencialmente à volta da noiva – para que haja um impacto junto dos convidados e familiares e, claro, igualmente do noivo… Estas teatralidade e expectativa são sempre recriadas em torno de todos os momentos do casamento, por referência, sendo que para cada momento, tentamos sempre usar diversos locais/zonas, por forma a marcar as diferentes circunstâncias. Como tal, voltando atrás, existe sempre o factor música vs noiva vs surpresa – e, claro, tentamos reunir sempre, estes 3 factores! Efectuamos a entrada sincronizada das madrinhas e padrinhos, deixando o lugar de destaque para a noiva e fazemos questão que ninguém – a não ser o pai ou a mãe – a veja a chegar ao local da cerimónia!”.
Também para esta equipa de especialistas em eventos, além de tudo isto, é fulcral respeitar a vossa vontade, ainda que nunca deixem de manifestar o que pensam ser melhor, por forma a criarem momentos únicos e memoráveis!..

João AlmeidaSolicite informação sobre “João Almeida”
João Almeida

Estar

Se ao noivo, é reservado o lado direito do altar e à noiva, o lado esquerdo do altar, logicamente, que aos familiares e amigos de cada um, cabem os lados direito e esquerdo, respectivamente também, sendo que, os mais próximos devem sentar-se nos lugares imediatamente a seguir, ao local onde o casal está sentado… Pais, padrinhos, avós, damas-de-honor, meninos das alianças… Também os que, de alguma forma e de igual forma, participarão activamente na cerimónia, deverão escolher um local para sentar, perto do altar. Já aos restantes convivas, por último, pede-se o favor de… Não terem medo! Aproximem-se e não deixem espaços por preencher! Garantam a vista privilegiada sobre os primeiros olhares, os primeiros beijos e os primeiros gestos de carinho, dos recém-casados!.. Vão ver que não custa nada!..

Ludgi FotógrafosSolicite informação sobre “Ludgi Fotógrafos”
Ludgi Fotógrafos

E já agora, uma nota para todos: desliguem cada um dos vossos aparelhos electrónicos! Haverá lugar para tirarem fotografias, para atenderem aquela chamada chata – nem que seja só para dizerem que não vos dá muito jeito falar, porque afinal é dia de festa! – e para darem um saltinho às redes sociais… Se foram convidados para estarem presentes naquele que será, certamente, um dos dias mais felizes da vida do casal, então, abracem cada segundo, em pleno!

Lounge FotografiaSolicite informação sobre “Lounge Fotografia”
Lounge Fotografia

Ah e só mais uma coisa!.. Deixem as crianças ser crianças – a não ser que elas estejam na disposição de, simplesmente, fazer a igreja ruir! Algumas das fotografias que mais apreciamos, aqui, na Zankyou Magazine, estão relacionadas com a sua espontaneidade e alegria e alguns dos mais belos momentos, aos quais tivemos o privilégio de assistir, em cerimónias, foram protagonizados pelos mais pequenos!

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Efeito Espontâneo

Sair

A saída da igreja deve ser, simplesmente, triunfal – para que, um dia, seja recordada também, dessa forma!
No final da cerimónia, normalmente, procede-se à assinatura da documentação necessária para o assento de casamento, por noivos e padrinhos. Esse momento, se for possível, pode ser vivido de perto pelos pais de ambos que, tomados pela emoção, de certeza que não quererão perder um minuto que seja, do grande dia!
É natural que se sigam, formalidades cumpridas, alguns breves instantes de fotografias – que poderão retratar sim, familiares e amigos próximos, se preferirem!.. E logo depois? É tempo de partir: cabe aos noivos serem os últimos a sair, preparados para a chuva de arroz e para um outro sem número de possibilidades – pensadas por eles ou não! – que poderão embelezar ainda mais a circunstância… Bolinhas de sabão, confettis, pétalas de flores, serpentinas!.. Tudo é possível!
Para a saída da igreja, muito na moda, está a distribuição de bolachinhas personalizadas e garrafinhas de água decoradas – ou alguns outros elementos que confortem o estômago!.. -, pelos convidados… O detalhe faz, claro, toda a diferença mas, mais que isso, é no coração de cada um dos vossos convivas, que acabarão por tocar! Poderão também, nesta fase, ser entregues, se necessário, os mapas que a todos guiarão, para a recepção! (E até rimou!)

Joaquim Fial FotografiaSolicite informação sobre “Joaquim Fial Fotografia”
Joaquim Fial Fotografia

Para a Onefivenine Consulting, “a saída é quase sempre feita em dois momentos, usando-se uma primeira música que marca o final da cerimónia e logo de seguida, uma segunda escolha, que marca o início da festa, preparando todos os convidados para os momentos de arromba que os esperam, deixando assim a igreja, com grande ênfase”. Este momento é “altamente fotogénico e traduz-se em recordações memoráveis e expressões faciais plenas de felicidade”.
Por último, a Onefivenine Consulting acrescenta que, “cada casamento é um casamento, e apesar de existirem sempre momentos e sequências similares, nunca replicamos instantes, e procuramos sempre ser originais, em cada cerimónia!”.

Diana Nobre FotografiaSolicite informação sobre “Diana Nobre Fotografia”
Diana Nobre Fotografia

E agora que sabem tudo o necessário para terem uma cerimónia de sonho, relaxem e concentrem-se em aproveitar antes, tudo aquilo que o dia do vosso casamento vos trouxer… Viva o amor!
(Se gostaram desta nossa matéria, não percam as 4 coisas que nunca mais serão as mesmas depois do casamento e tudo o que precisam de saber, para organizarem um casamento low-cost, digno de Hollywood!)

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação