PT Login
PT

O que há por detrás destas 13 superstições, relacionadas com o casamento? Nós contamos-vos tudo!

É, praticamente, impossível falarmos de casamento, sem falarmos de todas as crenças, mézinhas e superstições que o rodeiam. São tão comuns e estão tão enraizadas que, temos a certeza, já ouviram falar de todas elas ou, pelo menos da grande maioria. E mais… A verdade é que já ninguém as ignora porque, afinal… Quem nos avisa, nosso amigo é, certo?

Rui Teixeira Wedding PhotographySolicite informação sobre “Rui Teixeira Wedding Photography”
Rui Teixeira Wedding Photography

Hoje, aqui, na Zankyou Magazine, contamos-vos tudo o que está por detrás das 13 mais conhecidas superstições, relacionadas com o casamento… Não se atrevem a perdê-las de vista, pois não?

Ilustre FotografiaSolicite informação sobre “Ilustre Fotografia”
Ilustre Fotografia

1. Algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul.

É, talvez, a superstição mais conhecida, associada ao casamento, de todo o Mundo. O “algo velho” representa os laços familiares do casal. Já o “algo novo” representa a nova união e a sua felicidade, que todos desejam. Por seu lado, o “algo emprestado” representa o apoio e o suporte, incondicional e necessário, de familiares e amigos. E, por último, o “algo azul”, simboliza o compromisso e a fidelidade.

Love and Thanks - Fotografia Arte e VídeoSolicite informação sobre “Love and Thanks - Fotografia Arte e Vídeo”
Love and Thanks – Fotografia Arte e Vídeo

2. Ver a noiva, vestida de noiva, antes do casamento.

A crença de que o noivo não deve ver a noiva antes da cerimónia é muito conhecida e diz-se que traz má sorte ao casamento! Tudo começou quando os casamentos por conveniência faziam furor… A família da noiva evitava a todo o custo que o noivo a visse antes de tempo, para que o pobre coitado não tivesse a oportunidade de mudar de opinião! Ainda que os enlaces do género já não sejam tão comuns nos nossos dias, a tradição vai somando e seguindo porque, muitos casais, mantém a expectativa de se encontrarem apenas, já no altar.

135 milímetrosSolicite informação sobre “135 milímetros”
135 milímetros

3. O véu da noiva.

Antes de dizerem sim ao vosso noivo, digam sim, ao vosso véu! Independentemente de transformar, por completo, o look da noiva, o seu significado e a sua origem, são bastante peculiares: o véu da noiva começou a usar-se para afastar o mau-olhado e a inveja das presentes na celebração. Será que nos protegem também de algumas das sogras desta vida? Bem, se querem saber mais sobre véus, não percam a matéria que preparámos sobre eles também: entre véus!

Hélder Couto PhotoSolicite informação sobre “Hélder Couto Photo”
Hélder Couto Photo

4. Casamento molhado, casamento abençoado.

A chuva é entediante e enfadonha, sim, ninguém o nega. No entanto, o que se calhar, vocês não sabem, é que a chuva, em dia de casamento, traz esperança, fertilidade e um bom início de vida a dois! Sim, sim, é verdade! É esse o significado do famoso ditado, “casamento molhado, casamento abençoado”! E aqui entre nós, a verdade é que achamos que os casamentos à chuva são uma delícia!

Filipe Santos FotografiaSolicite informação sobre “Filipe Santos Fotografia”
Filipe Santos Fotografia

5. Os ovos e a Santa Clara.

Claro que, depois de uma longa jornada de decisões, dores de cabeça e noites mal dormidas, é difícil aceitar que vai chover… E que se danem lá a esperança, a fertilidade e o bom início de vida a dois! Pois bem, a solução é simples… Santa Clara é conhecida por ser a melhor amiga das noivas em tempo de chuva! Uma dúzia de ovos oferecidos à santinha depois e voilá: bye bye! O melhor de tudo: poderão tirar algumas fantásticas fotografias, sem terem de estar preocupadas com o vosso belo penteado ou com o vosso maravilhoso vestido de noiva!

Spatium FotografiaSolicite informação sobre “Spatium Fotografia”
Spatium Fotografia

6. De Janeiro ou Maio, nem bom vento nem bom casamento.

Segundo a tradição, os meses de Janeiro e de Maio são os meses em que ninguém deveria querer casar! Maio, segundo os romanos, é o mês dos espíritos malignos e Janeiro… É, para toda a gente, o mês em que a carteirinha dói, por conta das inúmeras prendas de Natal que comprámos! Não, não estamos a brincar… Janeiro é mesmo o mês em que todas as pessoas estão preocupadas com as finanças!..

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Efeito Espontâneo

7. Nada de casamentos à Terça-feira ou em dia 13.

Para os romanos – porque será que estes romanos tem sempre uma teoria para tudo? – a Terça-feira é o dia da semana que está directamente ligado com Marte – não, não é do planeta que falamos… -, o deus da guerra. Assim que casa à Terça-feira está a pedir… Tristezas e desgraças! Já o número 13 é associado à má sorte desde o início dos tempos e por isso é que não deve ser o escolhido para o vosso casamento! O nosso conselho: casem-se antes à Segunda-feira, à Sexta-feira ou ao Domingo… Esses sim, são os melhores dias para darem o nó!

João AlmeidaSolicite informação sobre “João Almeida”
João Almeida

8. Chorar durante a cerimónia.

Dizem que se a noiva chorar durante a cerimónia, não voltará a chorar em todo o tempo do seu casamento, já que, deixou todas as suas lágrimas, ali mesmo… Bem, já sabem que se não vos apetecer chorar, só sorrir, terão de chorar na mesma! Agora, a sério… Logicamente, que as lágrimas terão de ser sentidas, de emoção e de alegria… Ainda se vira a superstição contra a “feiticeira”!.. Não arrisquem!

Lounge FotografiaSolicite informação sobre “Lounge Fotografia”
Lounge Fotografia

9. As alianças do casamento.

É muito provável que estejam nervosos no dia do vosso casamento… Não contem em não estar! E assim, no momento em que trocam alianças, é provável também, que um dos dois – ou ambos – deixe cair a do seu prometido… O que é que acontece? Nada! Pelo menos, no momento… Reza a tradição que aquele ao qual isso acontecer, é o que morrerá primeiro…

Momento CativoSolicite informação sobre “Momento Cativo”
Momento Cativo

10. Beijo, beijo, beijo, beijo!

Mais que uma superstição, é um símbolo, que representa uma união sagrada. Quando dizem “pode beijar a noiva”, o beijo, sela o casamento, sela o amor, entre duas pessoas que escolheram passar o resto das suas vidas juntas. Sem beijo… Não é oficial! Aqui, que ninguém nos ouve… É também dos momentos mais românticos de toda a cerimónia e, na Zankyou Magazine, adorá-mo-lo!

Ilustre FotografiaSolicite informação sobre “Ilustre Fotografia”
Ilustre Fotografia

11. Lançar arroz aos noivos.

Não há casamento onde não se atire arroz aos noivos, logo depois do “sim, aceito”! Esta tradição tem centenas de anos e representa as coisas boas, a fertilidade, a prosperidade e a boa sorte que todos desejam aos noivos! Hoje, num rasgo de inovação e ousadia, o arroz tem vindo a ser substituído por bolinhas de sabão, confettis ou, as mais convencionais, pétalas de flores!

Rui Cardoso PhotographySolicite informação sobre “Rui Cardoso Photography”
Rui Cardoso Photography

12. Atirar a boa sorte.

O público feminino sai muito beneficiado com esta tradição! A noiva coloca-se costas, conta até três e cá vai disto: atira o bouquet às demais! Cabelos são puxados, unhas saem partidas, mulheres ficam desoladas… Afinal, este costume da Idade Média é uma forma de transmitir felicidade e sorte à mulher solteira que o agarrar! Eu, tive a sorte de, de facto, ser a seguinte da família a casar! Mas, ainda assim… Só vos podemos garantir boas gargalhadas!

Lounge FotografiaSolicite informação sobre “Lounge Fotografia”
Lounge Fotografia

13. Ao colo dele – e que bem!

A nossa última superstição – ou tradição – tem muitas versões… No entanto, aquela que mais nos agrada é esta, que vem da Idade Média: os espíritos malignos, espalhados por cada canto do Mundo, podiam, através dos pés da noiva, em contacto com o chão, entrar em casa dos recém-casados. Assim, e para que tal não acontecesse, o noivo deveria entrar com ela em braços, na sua nova casa! Qual príncipe encantado qual quê, não acham?

Diana Nobre FotografiaSolicite informação sobre “Diana Nobre Fotografia”
Diana Nobre Fotografia

Realidade ou mito? Bem, não o sabemos! A verdade é que muitas são as histórias – e temos a certeza que já ouviram algumas – que se contam e que passam de geração em geração, a respeito deste assunto… Assim, cépticas ou não… Não se esqueçam de as ter em conta! Ah e mais uma coisa… Algo que sabemos ser bem real… Já consultaram a nossa Guia de Fornecedores? É que, mesmo que se esqueçam de levar os ovos a Santa Clara, com os melhores profissionais – os nossos – temos a certeza que tudo correrá bem!

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Mais informação

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação