Os 10 melhores museus para desfrutar na Primavera abraçando a cultura

Apesar das temperaturas e da meteorologia, no geral, serem inconstantes, estamos na Primavera. Por muito que ,às vezes ainda faça um pouco de frio, as pessoas saem às ruas, os rooftops começam a ser invadidos e novos planos começam a surgir! Um desses planos é visitar os museus  e aprender um pouco sobre o mundo onde vivemos: o seu passado, o seu presente e futuro. Por esta razão, hoje partilhamos consigo os melhores do mundo, situados em algumas das grandes cidades do nosso Planeta.

Rijkmuseum de Amsterdam (Holanda)

Depois de uma grande remodelação, o Rijkmuseum de Amsterdão voltou a abrir as suas portas em 2013. Inserido num dos edifícios mais espectaculares da cidade, exactamente na zona onde se agregam tantos outros museus de arte importantes (Museumplein), mais de oito mil obras fazem as delícias dos habitantes locais e dos turistas. Aqui, a colecção do Século Ouro da Holanda está destacada com obras como A Ronda Noctura de Rembrant, A Leiteira de Vermeer e O Cavaleiro Sorridente de Frans Hals. Perto de Rijk, encontram-se, também, o Museu Van Gogh e o Stedelijk de arte moderna.

Rijkmuseum – Foto: John Lewis Marshall
Foto: La ronda de noche – Rembrandt

Museu Nacional de Antropologia da Cidade de México (México)

Encontra-se no Bosque de Chapultepec e inclui a Biblioteca Nacional de Antropologia e História. Contudo, as grandes protagonistas deste museu são todas as suas peças que nos remontam à longa história mexicana, nas quais se destacam, a Pedra de Sol, as esculturas teotihuacadas aos deuses da água, o tesouro da tumba do rei Pakar e o Monolito de Tláloc. Este espaço corresponde a um dos museus de referência na América Latina e recebe a visita de milhares visitantes vindos de todo o mundo. 

Foto: Museu Nacional de Antropologia de Ciade de México
Foto: Museu Nacional de Antropologia da Cidade de México

Museu do Prado de Madrid (Espanha)

O grande museu espanhol alberga algumas das pinturas mais importantes da história da arte. Está especializado na pintura europeia (sobretudo, Espanha, Itália e Flandres) e tem como principais obras a Velázquez, O Grego e Goia.

O seu vasto catálogo de pinturas deve-se ao coleccionador dos reis do passado, pelo que o Museu não segue uma ordem cronológica específica. Talvez seja por esta razão que a sensação de quantidade é arrasadora, com As Meninas de Velázquez como o quadro que ocupa o pódio e O Jardim das Delícias de El Bosco ou As Três Graças de Rubens como algumas das suas pérolas, entre muitas outras. Aqui, as pessoas deixam-se invadir pela arte que encontram. Na mesma zona de Madrid, o Museu da Rainha Sofia (com peças únicas de Arte Contemporânea) e o Museu Thyssen-Bornemisza (Dalí, Picasso ou Kandinsky), são alguns dos grandes protagonistas deste espaço.

Foto via Shutterstock: Anibal Trejo
Foto: As Meninas, Diego Velázquez

Museu Metropolitano de Arte (MET) de Nova Iorque (Estados Unidos)

Situado no Central Park, junto ao privilegiado Upper East Side e com direcção à Quinta Avenida de Manhattan. Aqui estão reunidos mais de dois milhões de obras de todas as épocas, desde a Antiguidade Clássica até à Actualidade. Assim, artistas como Rafael, Tiziano, Rembrandt, Velázquez, Picasso, Dalí ou Braque estão representados nas paredes de MET, assim como muito génios americanos como Pollock e outros menos conhecidos, mas igualmente brilhantes (Winslow Homer, Geroge Caleb Bingham,…). Aqui, também, se conserva o retrato de George Washington de Gilbert Stuart.

Para desfrutar da melhor arte moderna em Nova Iorque, sugerimos o MoMa que é uma verdadeira referência a nível mundial.

Foto via Shutterstock: Susanne Pommer
Foto: Retrato de George Washington, de Gilbert Stuart

Louvre de Paris (França)

Um museu extraordinariamente rico e misterioso, talvez pelos filmes que o utilizaram como palco e cenário de histórias escuras. A Gioconda de Leonardo Da Vinci é a obra protagonista, no entanto, inclui tantas outras obras célebres que permitem aos seus visitantes fazer uma viagem pelo tempo e história da arte.

A extensa galeria é o resultado da influência dos monarcas franceses do passado, os líderes da Ilustração, da Revolução Francesa e das campanhas com fins culturais impulsionadas no século XIX. Hoje, a sua oferta inclui genialidades que chegam à época impressionista da arte, com peças como A Vénus de Milo ou A Liberdade Guiando o Povo. O Museu D’Orsay que exibe artes plásticas do século XIX e parte do XX, também é uma grande referência da arte em Paris.

Foto via Shutterstock: Valikdjan
Foto: A Gioconda, de Leonardo Da Vinci

Museo da Acrópole de Atenas (Grécia)

O Museu abriu as suas portas em 2009 depois de uma mudança de localização desde o interior da Acrópole ao exterior da mesma. Como museu arqueológico é um dos mais importantes do mundo, com uma colecção milenária que coloca entre o século V a.C e V d.C. Muitas das peças que aqui se encontram foram descobertas enterradas durante os séculos depois da destruição persa dos antigos templos. Hoje, são um verdadeiro fenómeno para o mundo e que continuam a contar-nos histórias sobre o nosso passado.

Foto: Museu da Acrópole de Atenas
Foto: Museu da Acrópole de Atenas

A  Galeria Uffizi de Florencia (Itália)

Um hino à arte, sobretudo à italiana, que guarda peças muito especiais. O Nascimento de Vénus e A Primavera, ambas de Botticelli, com as suas grandes reivindicações, mas também, exibe obras de grandes génios como Leonordo Da Vinnci, Miguel Angelo, Rafael ou Tiziana, todos eles representando o Renascimento. 

A Galeria de Uffizi é um grande exemplo da melhor arquitectura renascentista pelo seu fabuloso edifício, obra da família Médici, que a utilizou para as obras que iam acumulando. Para além disso, deparamo-nos, ainda, com, estátuas da Grécia e Roma. 

O Museu Vaticano corresponde a outro museu que coloca Itália na rota dos países a visitar pelos seus maravilhosos museus e a história da arte que representam e homenageiam.

Foto vía Shutterstock: Gordon Bell
Foto: O Nascimento de Venus, de Botticelli

Centro de Arte Contemporâneo Inhotim de Brumadinho (Brasil)

Um dos museus mais originais de todo o mundo, sobretudo pelas suas formas, peças e localização em plena natureza. De facto, as obras dos artistas aproveitam-se da envolvente para exibirem o seu máximo esplendor. Aqui, esculturas de Edgard de Souza primam.

Foto: Revista Forbes
Foto: Edgar de Souza

Museu Vasa de Estocolmo (Suécia)

Estocolmo é uma capital dividida em diferentes ilhas. Uma delas, que se pode alcançar através de uma das suas numerosas pontas, é a Ilha de Djurgarden. Aqui, encontra-se o Museu Vasa, cuja principal atracção é um impressionante barco de guerra do século XVII, recuperado do fundo do mar Báltico há mais de trezentos anos. Em 1961, o barco regressou à superfície e em 1990, o museu abriu as suas portas, com um navio preparado para deleitar todos aqueles que o visitam. Este é o único barco desta época que pode apreciar-se actualmente.

Foto via Shutterstock: abogdanska
Foto: Museu Vasa

Museu Britânico de Londres (Inglaterra)

O museu refere-se a diferentes âmbitos, tais como a etnografia ou arte. Uma grande variedade de objecto que nos remontam a diferentes momentos da história do planeta e a diversos lugares espalhados pelos cinco continentes têm grande destaque.

Devido às suas múltiplas fontes de estudo, o Museu Britânico também conta com a maior sala de leitura da Biblioteca Britânica ou a secção do Antigo Egipto mais importante de todo o mundo.

Foto via Shutterstock: Claudio Divizia
The Rosetta Stone – Foto: Museu Britânico de Londres

Alimentar a nossa cultura nunca é demais e colocar à prova a nossa capacidade de observar e apreciar é uma boa forma para viver intensamente. Deixe-se aventurar com o seu companheiro ou companheiro pelos mais diversos e bonitos museus do mundo!

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação