Seda, tule ou mikado? Os 13 tecidos mais usados pelo estilistas

Quando o assunto é o vestido de noiva, há dois ‘tipos’ de mulheres: as que sabem exactamente o que querem (a forma do vestido que querem, o corte que melhor as valoriza, o tecido perfeito para o design do modelo) e as que ainda estão indecisas em relação a todos os detalhes. Para ajudar as noivas que ainda não encontraram o vestido perfeito a tomar uma decisão mais informada, a Zankyou revela hoje os tecidos mais usados pelos estilistas mais criativos. Porque informação é poder!

Pureza Mello Breyner
Foto Pureza Mello Breyner
Vestidus Atelier
Foto Rembo Styling via Vestidus

1. Bambula: não tanto um tipo de tecido, mas mais um estilo de preparação que lhe dá um acabamento ‘amassado’.

2. Brocado: tecido com relevo feito com fios de ouro ou prata, normalmente caracterizado por motivos florais ou motivos geométricos de inspiração oriental.

3. Crepe: tecido irregular de aparência granular ao toque, usado frequentemente em vestidos com aplicações de strass, rendas e bordados.

Vestidus Atelier
Rembo Styling via Vestidus
Vestidus Atelier
Rembo Styling via Vestidus

4. Dupion: seda natural de textura irregular na trama e com acabamento brilhante.

5. Renda ‘encaje’: tecido criado pela mistura de fios de seda, algodão ou linho, normalmente usado como um ornamento ou aplicados sobre outros tecidos.

Pureza Mello Breyner
Foto Pureza Mello Breyner
Pureza Mello Breyner
Foto Pureza Mello Breyner

6. Gaze:  tecido suave, leve e de muito baixa densidade, o que o torna quase transparente, com uma espécie de névoa.

7. Mikado: tecido de seda que se caracteriza pela sua espessura.

8. Organza: em seda ou algodão, distingue-se pela sua rigidez. Para conseguir este efeito, durante o fabrico, recebe um tratamento químico que lhe confere espessura e nitidez, sem o tornar opaco.

9. Otomano: tecido espesso, forte, durável de seda corpórea e aparência listrada.

10. ‘Piqué’: prima pelo padrão característico de favo de mel conseguido através de uma malha subtil. A sua textura é um pouco áspera e tem um acabamento ‘engomado’.

Vestidus Atelier
Rembo Styling via Vestidus
Vestidus Atelier
Rembo Styling via Vestidus

11. Tafetá: seda fina e compacta, com um toque de volume e muito brilho.

12. Tule: tecido rendado e transparente de textura áspera mas muito leve.

13. Shantung: fio de seda selvagem feito seda irregular, com uma textura crocante e áspero ao toque (muito mais do que qualquer outra seda).

Vestidus Atelier
Rembo Styling via Vestidus
Vestidus Atelier
Rembo Styling via Vestidus

Cada tecido tem a sua textura, cor e personalidade. Conheça-os e descubra o que melhor condiz consigo.

E já agora, saiba quais são os 9 Sinais claros que lhe dizem quando o vestido de noiva não é o vestido certo para si! Anote! O que vai estar na moda em 2017: os 5 tipos de vestidos de noiva infalíveis

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação