Publicidade
10 truques para uns votos de casamento de filme

10 truques para uns votos de casamento de filme

Vimos durante anos nos filmes e agora toca a pô-lo em prática. Mas como? Nós somos 100% a favor dos votos personalizados. Contamos-lhe tudo!

  • A Celebração
  • Conselhos
  • Discurso / votos
  • Noivos
  • Emotivo

Os casamentos civis são cada vez mais comuns. Em 2016 (último ano em que há dados oficiais), constituíram dois terços do total de casamentos realizados em Portugal. E, apesar de por cá não ser tradição os noivos dizerem os votos, começa também a ser habitual ver os casais a declarar o seu amor aos quatro ventos no dia e no momento em que dizem o “Sim”.

Publicidade

O bom que têm os casamentos civis é que é possível personalizar tudo o que quiser: rituais religiosos ou pagãos, inclusivo ritos de outras culturas, música ao vivo não necessariamente religiosa com a qual se identifiquem os noivos, intervenção de amigos e familiares (para fazer um discurso ou fazer alguma surpresa de última hora) e, claro, os votos.

guardar
Diana Nobre Fotografia

Vimos isto acontecer durante anos nos filmes, agora toca a colocá-lo em prática. Mas, como? Bem, nós somos 100% a favor dos votos personalizados e é algo que recomendamos sempre aos noivos mas, há que seguir umas pautas. Aqui vão os nossos conselhos:

1. Deixem os votos para o final da cerimónia. Que seja o climax de tanta emoção.

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

2. Se colocarem música que seja de fundo, baixinha. O importante são as palavras.

3. Expressem-se tal como são. Que os votos saiam de dentro, sejam naturais e sinceros. Se nunca na vida escreveram poesia, este não é o dia para começar.

guardar
Foto: Ricardo Meira

4. Usem a vossa própria linguagem, o vosso próprio vocabulário. Isto não significa que possam dizer qualquer parvoíce, pois há uma linha entre o divertido e o ridículo. Falem sobre a pessoa que têm à vossa frente e do porquê querem passar com ela o resto da vossa vida.

5. Sejam breves. Pensem que provavelmente se vão emocionar. Não está nos planos que fiquem cinco minutos a soluçar à frente de todos os convidados.

6. É melhor falar de memória do que ler, mas uma cópia em papel é sempre uma boa ideia. Em letra grande e em cartolina é melhor do que em papel fino, que pode voar com o vento.

guardar
Foto: Ricardo Meira

7. Se se emocionarem demasiado, parem. Respirem, bebam água, beijem a vossa cara-metade se quiserem. Não tentem dizer o discurso depressa e a correr porque só fará com que fiquem mais nervosos.

8. Ensaiem à frente do espelho (cronómetro na mão) as vezes que sejam necessárias. Ajuda, e muito.

guardar
Diana Nobre Fotografia

9. Se são de diferentes culturas e falam diferentes idiomas, sejam valente e, se dominam um pouco o idioma da vossa cara-metade, atrevam-se a dizer os votos no idioma do outro.

10. E, por último, mas não menos importante: se contam um profissional para oficializar o casamente e têm alguma dúvida não hesitem em perguntar-lhe. Ele (ou ela) terá experiência no tema e saberá o que aconselhar.

Talvez também lhe interesse:

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Diana Nobre Fotografia Fotógrafos e vídeo
Ricardo Meira Fotógrafos e vídeo
Publicidade

Dê-nos a sua opinião