Como escolher as alianças para o meu casamento

A meio da organização do casamento, entre as milhares de coisas que é preciso fazer, alguns detalhes acabam por passar despercebidos, ainda mais se ocupam pouco espaço fisicamente. As alianças de casamento são quase insignificantes do ponto de vista material, mas o seu valor é um dos mais importantes se os noivos acreditarem na tradição e no significado associado a esta acessório.

Siga estes cinco passos para escolher as alianças dos seus sonhos:

Passo 1. Determinar o orçamento

Como  já deve ter percebido, o orçamento é sempre o ponto de partida para todas as decisões relacionadas com o casamento. Neste caso, ele estará diretamente relacionado com o material escolhido, fator que determina se o preço da aliança será mais alto ou mais baixo, consoante o seu grau de pureza. Assim, ao incluir materiais mais ou menos valiosos, o orçamento varia, mas também muda de acordo com os minerais utilizados na decoração da aliança, como os diamantes, tão requisitados e desejados em grande parte das alianças e anéis de noivado.

Foto: Efeito Espontâneo

Também é preciso ter em conta o design do anel, pois existem diferentes formas, acabamentos e estilos com diferentes valores. Nesse sentido, os joalheiros mais inovadores investem toda a sua arte e profissionalismo para criar projetos únicos em que se misturam materiais, texturas e estilos, uma característica que também pode mudar o preço final do produto. 

Passo 2. Calcular o tempo necessário para encontrar o design final

Provavelmente no início da organização entregaram-se aos assuntos “maiores” do casamento: a escolha do espaço, do catering ou do vestido de noiva. No entanto, não deixem para último a escolha das alianças, apesar de não precisarem de tanta antecedência como nos exemplos anteriores.

Foto: It’s all about…

Para que tenha uma ideia, os fabricantes dedicam mais ou menos um mês e meio ao fabrico da aliança. Por isso, recomendamos-lhe que trate das mesmas com uma antecedência de três meses, para ter tempo de corrigir algum problema. Antes, já terão de ter decidido qual o modelo que querem, a gravação dos nomes e a medida para cada membro do casal.

De qualquer forma, e para que não tenham de se preocupar demasiado com a questão das medidas e do tempo que precisam para fazer eventuais correções, é possível também deixar este assunto para depois do casamento, quando a vossa vida já tiver voltado à normalidade.

Foto: It’s all about…

Passo 3. Definir materiais e medidas

Como já dissemos, o material é a base de todas as alianças e, a partir dele, o produto final é desenvolvido. O vencedor, entre a maioria dos casais, costuma ser o ouro – seja amarelo, branco ou rosa – de 14, 18 ou 24 quilates, dependendo do orçamento de cada um. No entanto, é importante saber que a pureza do ouro nem sempre é uma vantagem. Na verdade, quanto mais quilates a peça tiver, mais puro será e, como consequência, terá mais possibilidades de sofrer arranhões e deformações.

Niessing disponível na Elements Contemporary Jewellery

Para quem não é grande fã do ouro ou quem não pode fazer este tipo de investimento, a prata, a platina e o titânio são outras opções cada vez mais usadas e com excelentes acabamentos, que acabam por ser muito mais em conta. Todos esses materiais têm pesos e resistências diferentes, sendo a platina a mais duradoura e a mais pesada.

Recentemente, já se encontram no mercado alianças com outros materiais mais inovadores, como aço ou cerâmica. Essas alternativas ajustam-se melhor a orçamentos mais limitados, sem perder em beleza. No final, são vocês que têm de decidir o que é que mais valorizam no anel que vão usar para o resto da vossa vida.

Por outro lado, a medida do anel é importante, já que a peça deve ajustar-se na perfeição ao dedo, sem que fique muito apertada – o que, para além de ser incómodo, fica mal do ponto de vista estético – ou demasiado solta, pois poderá acabar por lhe cair e perder-se.

Uma forma de saber qual é a vossa medida é verificar se a aliança gira facilmente no dedo. Além disso, vamos ensinar-lhe um truque para ajudar a acertar na media certa e, assim, evitar alterações inesperadas: procure ir à sua primeira visita à joelharia num dia nem muito frio, nem muito quente, pois os dedos podem inchar ou contrair-se a temperaturas extremas, distanciando-se da medida real em condições normais. Sendo assim, organize-se para que o dia do seu casamento e o dia da visita ao joelheiro não tenham temperaturas muito diferentes, pelo que evite fazê-lo em estações do ano diferentes.

Foto: AWE

Lembre-se também que, devido ao stress e aos nervos inerentes à organização, é difícil não chegar ao dia do casamento com alguns quilinhos a menos (ou a mais).  Por isso, se a aliança ficar demasiado grande ou um pouco apertada no dia do casamento, é muito provável que seja a medida adequada quando voltar tudo normalidade.

De qualquer forma, se após o casamento não tiverem o resultado esperado, podem sempre falar com o joelheiro e ajustar a medida aos dedos. Não se preocupem com isso!

Foto: 135 milímetros

Passo 4. Definir o estilo e escolher o design

Mais uma vez, o vosso estilo é essencial na hora de determinar o design da aliança. Como já sabem, a aliança é um elemento de união que fala da vossa história enquanto pessoas independentes e como casal, por isso é importante ajustar o design ao vosso gosto.

Em primeiro lugar, é conveniente decidir a forma, pois hoje em dia há alianças redondas e quadradas, bem como com superfície plana ou semi-redonda (arredondada). Em seguida, existem várias possibilidades de acabamento: foscas, polidas, acetinadas, texturizadas, martelados, florentino, pontilhado ou esmaltado, entre outros. Os profissionais da joelharia poderão explicar as características de cada um deles.

Atualmente, como acontece em diversos campos, os joalheiros reinventaram o design das alianças e conseguiram criar peças com desenhos incríveis. Essas alianças possuem relevos especiais, incrustações únicas, estéticas minimalistas, misturas de materiais, jogos de brilhos… Arte pura nos vossos dedos durante toda a sua vida.

Além disso, alguns joalheiros especializados em casamentos abriram a possibilidade de personalizar alianças para os seus noivos, com o estilo determinado pelos noivos e todos os tipos de extravagâncias. Embora seja melhor confiar nos profissionais, é sempre bom poder dar um toque pessoal e original.

Também é importante lembrar que, apesar do que dizem as tradições, as alianças de casamento não têm de ser iguais. Alguns casais heterossexuais diferenciam os seus anéis com um toque especial para identificar o seu género, como brilhantes e outras incrustações nos anéis da mulher.

No entanto, atualmente, os noivos esforçam-se cada vez mais para manter a sua personalidade intacta e mostrá-la em todos os sectores da vida, também nas alianças. Portanto, se essas personalidades não andam de mãos dadas, cada noivo pode escolher ou criar o seu próprio anel.

Foto: FotoClik – Viseu


Passo 5. Pensar bem na mensagem ou gravação

Antes de decidir por uma joelharia ou outra, é importante saber se eles permitem a personalização da mensagem da aliança. Porque, embora em quase todos eles incluam o nome do casal, muitos noivos escolhem escrever os seus apelidos ou alcunhas, querem incluir uma frase especial, escolher um desenho ou ser criativos e surpreender com uma mensagem diferente.

Foto: Foto de Sonho

E embora muitas pessoas perguntem sobre o conteúdo da gravação da aliança, a verdade é que isso é uma coisa totalmente pessoal, por isso outra das opções é escrever algo mais atrevido e manter esse segredo só entre vocês.

Faça este teste muito simples

e descubra qual é a aliança perfeita para si!

E para ajudá-la na organização

Descarregue o ebook Como organizar o seu casamento“!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Comentários (1)

Dê-nos a sua opinião

Como escolher o penteado e a maquilhagem para o meu casamento em 5 passos
Como escolher o penteado e a maquilhagem para o meu casamento em 5 passos
Já pensou no penteado e na maquilhagem que vai querer usar? A verdade é que são tão, ou mais, importantes do que o próprio vestido para um look de arrasar.
Como escolher o serviço de Catering para o meu casamento
Como escolher o serviço de Catering para o meu casamento
Se há “pormenor” do qual toda a gente se lembra num casamento é… a comida! Por isso é essencial contratar boas empresas para fazer deste um dia inesquecível
Como escolher os convites para o meu casamento em 5 passos
Como escolher os convites para o meu casamento em 5 passos
Se ainda não escolheu os seus convites de casamento, tem aqui as melhores dicas para fazer uma aposta certeira!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação