6 dicas para não enlouquecer com os preparativos do casamento

Tudo o que vale a pena exige esforço, tempo, trabalho, dedicação. O seu casamento e a festa do seu casamento não serão, com certeza, exceção! Nos meses que antecedem o grande dia, há uma série de decisões que tem de tomar, compromissos a que é preciso chegar, tarefas que é necessário cumprir. Essas cedências também fazem parte da viagem e, apesar de por vezes difíceis e exaustivas, são o que a tornam tão especial. Na fase de preparativos pode contar com momentos de stress e ansiedade e algumas discussões menos felizes com a sua cara-metade. Os nervos estão à flor da pele e a gestão desses nervos nem sempre é a mais eficaz. Para a ajudar a atravessar esta fase da forma menos dolorosa possível, falámos com algumas das noivas que já entrevistámos para a nossa revista e reunimos as 6 dicas mais eficazes para sobreviver a esta fase da sua vida sem enlouquecer (ou perder a compostura). São dicas de sobrevivência que apelam ao senso comum. Simples, mas eficazes.

It's all about
Foto It’s all about
It's all about
Foto It’s all about

1. Apele à sua resiliência (e dê bom uso ao seu sentido de humor)

Muitos foram os casais que resistiram à fase mais difícil dos preparativos (escolher e reduzir a lista de convidados, escolher um orçamento que agrade a ambos, optar por uma cerimónia civil ou religiosa). Acertar as agulhas é sempre um processo e é preciso encará-lo com boa vontade e sentido de humor. Comece as decisões cedo, retirando à equação a pressão das decisões de última hora, e lembre-se em todas as fases dos preparativos o que a trouxe até aqui: o desejo de começar uma vida a dois com a sua melhor metade!

It's all about
Foto It’s all about

2. Aceite que há alturas em que terá de fazer compromissos mas a sua opinião (e a da sua cara-metade) é sempre a mais importante.

É um bom treino para o seu casamento. Nem sempre as coisas vão correr exatamente como deseja. Não são as circunstâncias que se adaptam a nós, somos nós que temos a flexibilidade necessária para nos adaptarmos a elas. Com isso em mente, saiba que as decisões mais importantes do seu casamento são para negociar entre si e o seu marido. A opinião das pessoas que são importantes para si tem valor (claro que sim) mas não deve sobrepor-se à sua e à dele. Se quiser agradar a toda agente rapidamente vai entrar em stress e/ou enlouquecer. Aceite que é impossível manter todos felizes e concentre a sua energia em fazer desse dia um dia feliz para si e para a sua melhor metade. É o vosso dia. Os outros, são convidados.

It's all about
Foto It’s all about

3. Seja razoável a fazer o orçamento e deixe espaço para o flexibilizar

O primeiro passo para uma organização feliz é estabelecer um orçamento. Pondere o valor que está disposta a gastar (com espaço uma margem de erro) e as coisas nas quais quer investir mais dinheiro (em detrimento de outras). Mantenha-se firme nesse orçamento. Não vacile quando se deslumbrar por algo que está completamente longe do seu orçamento (e isso acontecerá com certeza). E não seja megalómana na hora de escolher valores. Jogue com os valores possíveis. Como saber se está a ser razoável ou não? Se estiver a endividar-se com valores que não vê como pagar, então páre, respire e repense! Não quer entrar na sua nova vida com dívidas, pois não?

It's all about
Foto It’s all about

4. Comece por escolher um tema para o casamento (ou assumir a ausência de um)

O tema ajuda a definir também o orçamento. Por isso, resista à tentação de escolher os detalhes e pormenores antes de escolher o cenário geral. Escolhendo a base, torna-se mais fácil escolher tudo o que gira em torno dela. Pense no seu tema como o sol em torno do qual todos os planetas e satélites giram. Prefere apostar numa cerimónia clássica ou num casamento boémio? Rústico ou moderno? Bucólico ou sofisticado? Escolha um caminho, afunile as opções e veja as coisas ganharem fora.

João Almeida
Foto João Almeida

5. Se puder, invista num wedding planner

São o Santo Graal dos noivos. E se o seu orçamento tiver espaço para um, então há motivo para celebrar. Eles vão tirar-lhe todo o trabalho duro: vão afunilar as opções disponíveis e levar-lhe apenas 2 ou 3 que se aproximam do seu estilo, vão negociar com os fornecedores, vão lembrar-se daqueles pormenores que você nunca se lembraria sequer de considerar (ossos do ofício). O seu wedding planner é a garantia de sucesso, não só durante a festa do casamento, mas sobretudo na fase dos preparativos. Profissionais como a Maria (Mary Me), a Rita (Cereja Weddings) e a Lúcia (Guida Design de Eventos) valem ouro!

Cereja Wedding
Foto Cereja Wedding

6. Não se esqueça de se divertir

Não se concentre apenas no lado negativo e trabalhoso desta fase. Lembre-se de aproveitar todos os momentos também. Só planeamos o nosso casamento uma vez e todos os momentos são momentos passados com a pessoa que escolhemos para construir uma vida. Isso faz parte. Ria-se dos sobressaltos e das coisas inesperadas e não dramatize. O truque é relativizar. Assim vai ser mais fácil ver o lado positivo da fase de preparativos do seu casamento e divertir-se, claro!

João Almeida
Foto João Almeida

Enlouquecer sob o jugo do stress ou relativizar e divertir-se, a escolha é sua. Mas lembre-se que uma destas opções está muito mais próxima do seu final feliz.

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação