PT Login
PT

Tradicional ou moderno: façam a vossa escolha!

O casamento é uma celebração repleta de regras e simbolismos… Se deverão ser ignorados ou não? Ora, porquê? Ou ora, porque não?

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Efeito Espontâneo

Da surpreendente e arrebatadora entrada da noiva, da presença de pais e padrinhos no altar, passando pela saída dos noivos, já marido e mulher, da igreja, a opção entre o tradicional e o moderno é e deve ser, exclusivamente vossa! Afinal, quem são grandes protagonistas?
Hoje, aqui, na Zankyou Magazine, deixamo-vos com os dois lados da moeda… Decidam-se por um e, claro, contem-nos tudo!

Miguel Matos FotografiaSolicite informação sobre “Miguel Matos Fotografia”
Miguel Matos Fotografia

Os passos mais comuns!

Convidados da noiva e convidados do noivo: tradicionalmente, durante a cerimónia, do lado esquerdo senta-se a noiva e todos os seus familiares e amigos. Por outro lado – literalmente! – o noivo senta-se do lado direito, seguido pelos seus mais próximos.

A entrada dos noivos: normalmente, noivo e noiva entram com os seus mãe e pai, respectivamente. Havendo meninos das alianças, estes seguem à frente da noiva, que será antecedida ainda, pelas suas damas de honor, se as houverem.

A saída dos noivos: a cerimónia chega ao fim, depois de assinado o assento de casamento por noivos e padrinhos, sendo os primeiros os últimos a sair do local, já que os espera, à porta, a chuva de arroz.

Para mais tarde recordar: os noivos posam, no dia do seu casamento, para a fotografia, habitualmente com todos os presentes. O momento poderá acabar por não ser a memória mais viva que guardarão do seu casamento, mas também todos os presentes, invariavelmente, o esperam.

Rui Cardoso PhotographySolicite informação sobre “Rui Cardoso Photography”
Rui Cardoso Photography

A recepção: os recém-casados são os últimos a entrar no salão da recepção, onde farão um brinde – a eles, ao seu futuro e aos convivas.

O banquete: em Portugal, o bacalhau é o rei de qualquer festa e, em dia de casamento, não pode faltar! Em determinadas zonas do país, também o cabrito, a vitela, o lombo e o marisco têm de lhe fazer par – obrigatoriamente! – para deleite de miúdos e, principalmente, de graúdos!

A primeira dança: por tradição, os noivos dançam, perante os olhares embevecidos dos tantos que os amam, uma valsa.

O bouquet: já depois do corte do bolo, às solteiras da festa é atirado o bouquet da noiva – porque o testemunho tem de mudar de mãos!

Diana Nobre FotografiaSolicite informação sobre “Diana Nobre Fotografia”
Diana Nobre Fotografia

Quebrar as regas!

Meu amigo, meu padrinho: os padrinhos de casamento são, por tradição, os mesmos que um dia nos seguraram diante da pia baptismal. Felizmente que se mudam os tempos e, por isso, as vontades… Meu amigo… Meu padrinho!

A caminho do altar: na ausência do pai, a noiva deve ser acompanhada ao altar por um irmão, tio ou outro parente próximo… Mas, qual quê? Cada vez mais noivas, na ausência da figura paterna – independentemente do que motiva essa ausência – caminham, seguras, a par com as suas mães ou até mesmo, sozinhas!

O celebrante: não sendo a cerimónia religiosa, cada vez é mais comum que seja um amigo chegado ou um parente próximo a unir os casais em matrimónio. Além disso, e mesmo em celebrações católicas, é normal hoje em dia, a adopção e a inserção de ritos, como a cerimónia das areias ou a cerimónia das velas.

O melhor amigo do Homem: os nossos – verdadeiros! – amigos de 4 patas também merecem ter um lugar de destaque, no grande dia! E por isso também, cada vez mais, a sua participação é activa e desejada!

Avós das alianças: ao invés de pequenos e doces irrequietos, que tal serem as avós, as portadoras dos anéis – dos preciosos anéis? Assim, dessa forma, unem-se três gerações, num só momento e numa só memória!

Filipe Santos FotografiaSolicite informação sobre “Filipe Santos Fotografia”
Filipe Santos Fotografia

As fitas: e porque é que o bouquet tem de ser atirado? A noiva pode sim, amarrá-lo com fitas coloridas e, de olhos vendados, ir cortando uma a uma…  Até que seja escolhida a feliz vencedora! Evitam-se acidentes de maior… E a sortuda levará para casa bem mais que um mero amarfanhado de flores!

A chuva de arroz: e que tal uma opção diferente? Pois bem, a verdade é que não faltam opções! Confettis, pétalas de flores, bolinhas de sabão… Que seja antes uma chuva de felicidade, bem colorida!

O menu: e se juntarem à velhinha ementa tradicional, um toque de arrojo? Mesas de doces de babar, buffets temáticos de comer e chorar por mais… Sushi, massas, risottos, mini-hambúrgueres, cachorros e francesinhas… Para todas as idades e, claro, invariavelmente, para todos os gostos!

Marido e mulher: a tradicional valsa não tem de ser dançada se nada tem a ver convosco… Optem por um tema que seja vosso, do vosso coração!.. E, nesses breves instantes, esqueçam o resto do Mundo e sejam o Mundo!..

Rui Teixeira Wedding PhotographySolicite informação sobre “Rui Teixeira Wedding Photography”
Rui Teixeira Wedding Photography

A tradição, em boa verdade, como vêem, já não é o que era… Protocolo, etiqueta e boas-maneiras à parte, nada vos deve impedir de criarem as vossas próprias regras, de lançarem os vossos próprios dados!.. Mas, claro, para evitarem todo e qualquer tipo de constrangimento, optem sempre por terem por perto a mão segura de uma wedding planner experiente e a quem confiassem até, a vossa própria vida!.. E, a propósito, saibam que 18 perguntas terão de colocar, para saberem se estão perante a wedding planner perfeita ou não!

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação