PT Login
PT

Como dizer “não” durante a organização do casamento

Mesmo no caso dos casais que têm amigos e familiares tranquilos e muito pouco dados a intromissões, a verdade é que o anúncio de um casamento transforma tudo e todos. De repente, os noivos têm à sua volta uma série de pessoas que lhes são muito queridas e que lhes querem bem a dar palpites e sugestões, criando expectativas em relação ao grande evento e, inclusivamente, à sua participação no planeamento e organização. E é aqui que se coloca uma questão difícil: como lidar com todos estes desejos, palpites e expectativas que não se enquadram naquilo que sonhou para o seu dia de casamento, sem ferir susceptibilidades, excluir e magoar aqueles que ama?

André Tavares FotografiaSolicite informação sobre “André Tavares Fotografia”
André Tavares Fotografia

Hoje na Zankyou vamos abordar esta questão e falar-lhe de algumas formas de conseguir o que quer sem afectar negativamente aqueles que a rodeiam.

Não subestime nenhum pedido, oferta ou sugestão

É claro que poderá ter de lidar com solicitações deveras “assustadoras”, que se tornam verdadeiros dilemas. E se a sua mãe lhe propõe emocionada usar o vestido de noiva que usou há 30 anos atrás? E se a sua tia que faz bolos caseiros maravilhosos se oferece para fazer o seu bolo de casamento? Ou o seu amigo talentoso que tira fotografias espectaculares enquanto hobbie sugere fazer a reportagem fotográfico do grande dia?

Estúdios Santa CruzSolicite informação sobre “Estúdios Santa Cruz”
Estúdios Santa Cruz

Veja também E se experimentasse o vestido de noiva da sua mãe?

Mas há outras sugestões relacionadas com detalhes menores não menos importantes e que surgem com a melhor das intenções, tais como usar determinadas taças para o brinde que nada têm a ver com o vosso estilo ou uma entusiasta recomendação de flores para o bouquet que acha simplesmente… horrível!

A boa notícia é que nem sempre estes pedidos, ofertas ou espontâneas inspirações são de resposta simples, por isso terá sempre a possibilidade do “nim”. Por exemplo, imagine que é habitual na sua família a noiva usar uma determinada jóia que passou de geração em geração mas que nada tem a ver com o seu visual de sonho. Em vez de um redondo “não” ou de um “sim” contrariado, porque não adapta esta tradição e aplica a jóia no seu bouquet ou no véu?

CharismaSolicite informação sobre “Charisma”
Charisma

Pratique o compromisso

Se a chave para um casamento de sucesso tem tudo a ver com o compromisso, então pense na organização do casamento como uma grande oportunidade para o praticar inúmeras vezes. Tal não quer dizer que terá sempre de ceder e tornar-se subserviente dos desejos e expectativas dos outros, em detrimento dos seus. No entanto, significa que deve dar sempre um passo atrás perante as situações, avaliando o que realmente é inegociável para si e para o seu cônjuge, ao mesmo tempo que avalia a importância dos pedidos realizados pelos outros.

AWESolicite informação sobre “AWE”
AWE

Pergunte a si própria se fará mesmo diferença fazer a vontade aos seus pais e incluir os tios e avós na grinalda de fotografias que imaginou para a decoração, onde pretendia apenas colocar fotos da sua infância e da sua família directa? Ou se faz mesmo questão de oferecer um leque como lembrança de casamento quando é tradição na terra do seu futuro marido oferecer um bolo típico da região, seguindo a sugestão de mandar fazer um saquinho com o vosso logotipo personalizado para o colocar lá dentro? No fundo, pergunte-se a si própria se as questões levantadas serão assim tão importantes para si daqui a seis dias ou mesmo daqui a seis meses… provavelmente não serão, o que pode ser um sinal que poderá ceder.

Estúdios Santa CruzSolicite informação sobre “Estúdios Santa Cruz”
Estúdios Santa Cruz

Veja também 10 pessoas com as quais terão de lidar ao longo dos preparativos para o casamento!

E quando a resposta é mesmo “não”?

O compromisso pode ser uma forma de lidar com as expectativas das pessoas que ama em relação ao seu casamento, sem se tornar uma pessoa negativa e desagradável. Mas nem todos os pedidos ou sugestões são assim tão simples de resolver. Por exemplo, imagine que os seus pais fazem questão que case na igreja, quando nenhum de vocês se considera particularmente religioso. Nestes casos, em que estão em causa valores fundamentais, é preciso que haja uma “grande conversa” entre os interessados. Apesar do objectivo da mesma ser a recusa, não será necessariamente indispensável avançar com “não” seco e directo, pois pode ser duro para a pessoa que o sugeriu e que, certamente, não quererá magoar. O que fazer? Dialogar. Explicar aos seus pais como se sente e como o tipo de celebração e o espaço onde ela decorre é importante para vocês enquanto casal. Os pais podem não gostar da decisão final, mas se é aquilo que vocês querem, este será o melhor caminho a seguir.

André Tavares FotografiaSolicite informação sobre “André Tavares Fotografia”
André Tavares Fotografia

Entretanto, e apesar de nem todos pedidos requererem a “grande conversa”, cada um deles exige uma resposta. Em vez de dizer um seco “não”, considere as seguintes estratégias:

Adapte e dê a volta à questão. Se a sua mãe quiser que use o vestido de noiva que ela escolheu para dizer o “Sim”, mas para si aquele modelo do início dos anos 80 definitivamente não deve sair dessa época, tente dar a volta à questão, sugerindo – por exemplo – usar o véu que, por acaso, até lhe parece adequado ao seu estilo e visual. Ou então, caso lhe pareça viável, pergunte-lhe se pode fazer um novo vestido a partir daquele, fundindo os estilos num visual fresco e original. A ideia é aceitar a carga emocional da proposta, fazendo com que a sua mãe se sinta honrada mesmo se não aceitar 100% a sugestão original.

AWESolicite informação sobre “AWE”
AWE

Redireccione a oferta de ajuda. Mesmo que os bolos da sua tia sejam sempre fenomenais, se ela nunca fez um bolo de casamento é natural que se sinta pouco segura em lhe confiar esta tarefa. Mas, em vez do bolo de casamento, porque não sugere que faça bolos para a sua mesa dos doces?

Veja também Fazer o seu próprio bolo de casamento? É mais fácil do que imagina…

Escolha os momentos menos importantes. O seu amigo que se dedica à fotografia como hobbie pode até ser bom, mas para saber capturar todos os pequenos detalhes do seu grande dia é preciso experiência e formação. Para não correr o risco de perder preciosas memórias do seu dia de casamento, porque não sugere ao seu amigo fotografar uma sessão de namoro, por exemplo? Estará a aceitar a oferta, sem comprometer um dos dias mais importantes da sua vida.

CharismaSolicite informação sobre “Charisma”
Charisma

Por fim, a derradeira solução: nem todos os “nãos” têm de vir directamente de si. Porque não delega essa função a um amigo de confiança ou – ainda melhor – no Wedding Planner que contratar? Aliás, uma das funções dos profissionais que organizam os casamentos é precisamente a gestão destas situações. Por isso, veja aqui porque deve contratar um Wedding Planner.

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação