PT Login
PT

E vocês? Qual é o vosso tipo de amor?

Por muito que nos empenhemos a lançar teorias sobre ele, a verdade é que o amor é um conceito extremamente complexo e profundo, sustentado sobre três pilares fundamentais: a intimidade, a paixão e o compromisso. E apesar de quase toda a gente experienciar alguns destes sentimentos, em algum momento da sua vida, o difícil é poder contar com todos eles em simultâneo numa relação.

E vocês? Que tipo de amor existe entre vocês? Continuem a ler e vejam se descobrem!

José RaposoSolicite informação sobre “José Raposo”
José Raposo

Amor passional

Divertido, mas complexo. Não raramente, este amor corresponde ao início de muitas relações, pois o componente sexual é elevado, graças à atracção que cada um sente pelo outro e à necessidade de se entregar a ele/ela. Nalguns casos, o que começa como uma grande paixão transforma-se num sentimento mais profundo, em que a comunicação é mais intima e permanece a ideia da construção de um futuro a dois. No entanto, este tipo de amor pode não evoluir para algo maior e demonstrar ser apenas – e simplesmente  – uma paixão, deixando por descobrir um universo que só é conhecido numa relação de casal propriamente dita. Este tipo de amor é perigoso, pois ambos podem acabar por circular numa estrada de dois sentidos em vez de seguirem na mesma direcção…

Amor romântico

Um amor cinematográfico, mas muitas vezes com um final triste. Porquê? O sexo e a intimidade recomendam-se: dão-se bem na cama e até estão até às tantas a falar da vossa vida, desde a infância até à idade adulta. No entanto, o facto de terem assunto não chega, pois o enredo do compromisso fica por explorar. Um amor destes marca, pode até ser doloroso e, mesmo que se encontre outro parceiro, continua a fazer parte das nossas recordações mais belas.

135 milímetros Solicite informação sobre “135 milímetros ”
135 milímetros

Amor amigo

Um amor muito bonito e interessante, mas insuficiente. Não há paixão, pois a química e a atracção sexual estão ausentes e quase tudo se baseia na intimidade, isto é, na confiança plena, entendimento total e carinho. Em muitos destes casos, o facto de existir uma amizade muito forte aumenta as probabilidades de um dos envolvidos se apaixonar, enquanto o outro permanece a ver tudo só como amizade. E quando é assim… tudo acaba em drama! Muito cuidado com este tipo de amor!

Amor de companhia

Não é perfeito, mas depois de muitos anos de relacionamento, acaba por ser aquele que tem maiores esperanças de sobrevivência. Apesar de ser difícil manter intacta a chama do primeiro dia, a intimidade e o compromisso são cada vez mais poderosos e isso gera um amor muito forte, bem como uma ligação praticamente inquebrável. O desejo sexual até pode ir desaparecendo, mas há sempre formas de corrigir e melhorar esta parte importante do relacionamento. Neste tipo de amor, a base da relação está sólida, sendo apenas necessário trabalhar alguns aspectos.

FarAwaySolicite informação sobre “FarAway”
FarAway

Amor vazio

Um amor que, tal como nos casamentos arranjados dos reis, príncipes e outras pessoas da alta nobreza, o compromisso é a base da relação, mas não há vestígios da intimidade e da paixão. Acontece em relações menos sólidas, que após vários anos caem no amor vazio, pois nelas já não existe comunicação, os dois já não se amam e a paixão está pelas ruas da amargura (é só pensarmos nos casamentos acomodados e desleixados que todos nós conhecemos). Também por questões relacionados com a comodidade e a segurança, há pessoas que embarcam em relações nas quais não existe absolutamente mais nada senão uma união presa por fios…

Amor efémero

Só sexo, nada mais. É, basicamente, um relacionamento irregular à base de paixão,  sem afecto. Geralmente são relações de uma noite, encontros fortuito e até selvagens, que nunca irão muito longe. Nem sequer há intimidade antes ou depois do desencadear da paixão…

Nuno Vicente - PhotographySolicite informação sobre “Nuno Vicente - Photography”
Nuno Vicente – Photography

Amor pleno

O grau mais elevado do amor, o cume, a obra mestra… Intimidade, paixão e compromisso estão conectados até se conseguir alcançar a perfeição. No entanto, nem tudo o que reluz é ouro e a excelência pode acabar em tragédia. Para a evitar, este amor deve ser cuidado tal como se cuida de um bonsai (ou mais ainda): é preciso mimá-lo todos os dias, trabalhá-lo e “morrer” por ele. E apesar de ser difícil chegar a um amor com estas características, é ainda mais complicado mantê-lo para sempre. Se é esse o amor que vocês vivem, não caiam na rotina, no desleixo e na preguiça. Se assim for, o sonho idílico vai acabar em breve. Este amor é, indubitavelmente, o melhor, mas pode acabar por se transformar num dos outros tipos, caso seja descuidado.

Lugares e Momentos Solicite informação sobre “Lugares e Momentos ”
Lugares e Momentos

E então, já sabem qual é o vosso tipo de amor? Se estão contentes com o resultado, parabéns! Senão, já sabem: procurem uma solução até alcançar a perfeição, embora não seja preciso ficarem obcecados com isso.

Contacte as empresas mencionadas na reportagem:

Gostou deste artigo? Partilhe

Dê-nos a sua opinião

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional, Zankyou ofrece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em mais de 19 países. Mais informação