Clara & Paulo: um amor genuíno que surgiu sem avisar

Clara e Paulo conheceram-se através de familiares e a empatia foi quase imediata. Primeiro, ficaram amigos, não havendo qualquer interesse, de parte a parte, em procurar mais do que isso. Mas o amor tem destas coisas e a verdade é que, quando menos esperavam… estavam apaixonados! O amor apareceu sem aviso prévio, mas quem melhor para partilhar a nossa vida do que o(a) nosso(a) melhor amigo(a)?

Faz hoje um mês que disseram o “Sim!”, numa bonita cerimónia com os pés na areia, seguida de uma festa que homenageou a praia e o mar. O casamento foi na terra do noivo, indo contra a tradição. Mas se o sonho era casar na praia, que melhor local do que Porto Santo?

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Venha dai conhecer a história da Clara e do Paulo e seja testemunha na primeira fila de um dia perfeito, tão inacreditável como um sonho, aqui retratado através do fabuloso trabalho de Ricardo Meira, que nos consegue transmitir toda a emoção e a beleza de um casamento tão especial.

Como se conheceram?

Clara: Conhecemo-nos através de um primo do Paulo. Desde logo começámos a falar imenso, a maioria das vezes pelo velhinho MSN. Era muito divertido conversar com ele e a dada altura apercebi-me que já sentia falta daqueles momentos diários. Daí começaram a surgir também mensagens por telemóvel e passámos a estar a maior parte do dia em permanente contacto.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Quanto tempo depois surgiu o pedido de casamento? Como foi?

Paulo: O pedido de casamento surgiu 7 anos e alguns meses após o início do namoro. Já tínhamos conversado sobre o casamento e queria fazer o pedido quando a Clara terminasse a faculdade. Então, em Novembro de 2015, marcámos uma viagem a Paris e a ideia seria fazer o pedido no cimo da Torre Eiffel. No entanto, cerca de 2 semanas antes da nossa viagem deu-se a tragédia dos atentados, no centro de Paris. Mudámos os nossos planos e fomos fazer uma roadtrip pelo sul de Espanha. O pedido acabou por acontecer em Córdoba, junto à ponte Romana da cidade.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Como descrevem a vossa história de amor?

Clara: Genuína. Quando nos conhecemos não havia qualquer interesse, de parte a parte, em procurar mais do que uma amizade. Talvez por isso tenhamos sido até apanhados desprevenidos, quando percebemos o que nos estava a acontecer. A dada altura qualquer um de nós tinha medo de avançar, sob pena de arriscar perder uma amizade fantástica que construímos. Mas a verdade é que não poderia ter sido de outra forma. O Paulo além de namorado, agora marido, já era o meu melhor amigo. Quem melhor do que ele para aceitar as minhas qualidades, defeitos e enfrentar comigo as dificuldades que nos aparecem? Quando começámos a namorar ele já conhecia o meu melhor, mas também o pior e, sabendo lidar com isso, as coisas foram correndo bem ao longo destes anos.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

De que forma correu a organização do casamento?

Paulo: Começámos a organizar o casamento com cerca de 1 ano de antecedência. No início parecia haver tempo para tudo, fizemos nós próprios os convites, mas com o aproximar da data tínhamos a sensação que quanto mais fazíamos, mais havia por fazer. Além disso, o facto de estarmos a trabalhar em Lisboa e o casamento se realizar no Porto Santo, aguçava-nos a ansiedade. Nesta parte tivemos uma wedding planner incansável, com quem falava imensas vezes ao telefone (eu fiquei mais encarregue da parte dos contactos), que acabava por também nos acalmar um pouco e orientar as tarefas. No geral acho que o balanço foi muito positivo, já que o dia correu melhor do que alguma vez tínhamos pensado.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Qual a escolha mais fácil que tiveram de fazer durante a organização? 

Clara: A escolha mais fácil foi o local do casamento, já que tínhamos idealizado uma cerimónia na praia. Isto implicou que se realizasse na terra do noivo e não da noiva, como manda a tradição. A escolha do fotógrafo também se tornou óbvia para nós. Identificámo-nos logo com o trabalho do Ricardo Meira, mas como não conhecíamos ninguém na área, tínhamos medo de nos estarmos a precipitar e, por isso, fomos investigar um bocadinho que opções teríamos à nossa disposição. No final chegámos não só à conclusão de que a nossa intuição desde início estava certa – era o trabalho do Ricardo que queríamos contratar – como também encontrámos por trás da máquina uma pessoa apaixonada por aquilo que faz, super disponível e atenciosa!

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

E a mais difícil?

Clara: A escolha mais difícil foi o destino da Lua de Mel. Passámos vários meses à procura do destino ideal e da melhor relação qualidade/preço. Depois de muitas indecisões e de termos percorrido várias hipóteses espalhadas pelos 5 continentes, acabámos por decidir rumar até a Ásia e escolhemos a Tailândia!

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Organizaram tudo sozinhos ou tiveram ajuda?

Paulo: Inicialmente achámos que conseguiríamos organizar e orientar tudo sozinhos. Contudo, não foi preciso muito tempo para percebermos que organizar um casamento, além de uma responsabilidade acrescida, envolve pormenores aos quais não estamos habituados. Além disso, o facto de estarmos distantes do local do evento tornava impensável planear tudo sem ajuda.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Optaram por algum tema no casamento? Qual?

Clara: Sim, tendo em conta o contexto, o casamento teve como tema a praia e o mar.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Onde foram buscar a inspiração?

Paulo: A escolha do tema foi um pouco óbvia, já que pretendíamos fazer uma cerimónia civil na praia, logo toda a decoração estava a realçar o facto de estarmos naquele local. Para ideias mais concretas, além dos conselhos da nossa wedding planner, usámos muito o pinterest, para nos ajudar a materializar aquilo com que sonhávamos.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Como foi o grande dia?

Clara: O casamento realizou-se numa semana em que o tempo no arquipélago da Madeira estava extremamente instável. No dia 30 de Abril, mesmo antes de dar início à cerimónia, sentimos alguns pingos de chuva a cair. O Paulo ficou logo apreensivo, porque estava já à minha espera no altar. Contudo foram mesmo só alguns pingos para abençoar o dia. Repetiu-se no final do cocktail, mas o resto da noite ficou fantástica e quente para a época! Foi tudo como um sonho! No dia a seguir ainda nos custava a acreditar o quão perfeito foi para nós aquele dia!

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Se pudessem, mudavam alguma coisa?

Paulo: Só falhou um pormenor, o microfone na cerimónia estava com problemas e tivemos que o deixar de lado. Para quem estava perto, ouviu tudo muito bem, mas para os convidados mais longe foi difícil perceber tudo. Mesmo assim, cantar e dizer os votos sem microfone foi como se estivéssemos apenas os dois na praia, o que fez com que o nervosismo ficasse de lado.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira
Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Onde passaram a lua-de-mel? Recomendam? Que memórias criaram juntos?

Clara: A lua-de-mel foi passada na Tailândia. Estivemos muito tempo indecisos se seria o destino ideal, uma vez que associávamos muito este país a praia. Optámos então por passar por 3 cidades e ver um pouco de tudo. Começámos em Bangkok, depois fomos até Chiang Mai e acabámos em Krabi.

Paulo: A Tailândia é um país que definitivamente vale a pena conhecer! Bangkok não foi de todo aquilo que mais nos seduziu, dado ser uma cidade demasiado caótica. Visitámos o mercado flutuante, alguns templos principais, o palácio real e ainda tivemos tempo para um cruzeiro pelo rio à noite, mas definitivamente o melhor da Tailândia ainda estava por conhecer. O maior encanto chegou já em Chiang Mai. É uma cidade mais tranquila, as pessoas são muito simpáticas e sentimo-nos super seguros a qualquer hora do dia. Visitámos a parte antiga da cidade, o night bazaar, o templo Doi Suthep no cimo das montanhas e a tribo Hmong que lá vive. Tivemos ainda a oportunidade de passar uma manhã num santuário de elefantes, cujo objectivo reside em acabar com a exploração animal, muito utilizada para os famosos passeios de elefante. Neste campo pudemos alimentar os animais, dar-lhes banho e fotografar imensos momentos engraçados no estado mais natural possível, sem correntes, sem lhes causar exaustão ou qualquer outro tipo de sofrimento. Finalmente, em Krabi, encontrámos um paraíso fantástico, praias rodeadas por montanhas, pequenas ilhas, o oceano Índico a uma temperatura formidável, todo um conjunto de factores favoráveis para um culminar de lua de mel bem relaxante.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Clara: As memórias são mais que muitas! Na verdade, acho que até os pontos fracos da viagem ficam para a história. A nossa viagem foi no mês de Maio, que na Tailândia corresponde a Verão, ou seja, muito calor, muita humidade e por vezes algumas tempestades (mas que aprendemos igualmente que não duram muito tempo… Muitas vezes 20 minutos era a duração da chuva e trovoada). O tentar aprender algumas coisas em tailandês também foi muito engraçado, aliás a dada altura “obrigada” servia-nos para tudo! Falar com os locais, aprender um pouco da sua cultura e das suas crenças fizeram-nos ganhar um carinho especial por este povo! Esperamos um dia poder voltar para reviver alguns dos bons momentos que por agora levamos connosco na bagagem.

Ricardo MeiraAgende uma reunião com Ricardo Meira
Ricardo Meira

Que fornecedores contrataram?

Espaço: Hotel Vila Baleira | Fotógrafo: Ricardo Meira | Vídeo: Pedro Menezes | Wedding Planner: Noélia Câmara (4Events) | Vestido de Noiva: Ti Amo Noivas| Sapatos & Acessórios da Noiva: Ti Amo Noivas / Atelier Fátima Alves | Fato e Acessórios do Noivo: Elisabeth Videira | Decoração: 4Events / Loja Miragem | Catering: Hotel Vila Baleira | Cabeleireiro: Cabeleireiro Zé Drumond | Maquilhagem: Noiva – Cabeleireiro Zé Drumond / Noivo – Joana Margarida Correia | DJ: Michael Nascimento | Responsável pela Animação: Ulisses Dornellas (equipa residente Hotel Vila Baleira) | Música ao vivo: Joana Filipa Câmara | Coreografia da 1ª dança dos noivos: DanceSpot – Prof. Micaela Rato | Florista: Túlipa

Recomendam?

Recomendamos todos, sem excepção. Tivemos aquilo que considerámos ser um casamento de sonho. Todos os profissionais que contratámos foram incansáveis durante a preparação do grande dia, com o propósito de tornar real aquilo que imaginávamos e, na verdade, acabaram por superar qualquer expectativa! O nosso Muito Obrigado a todos, pela dedicação, pelo carinho e claro pelo excelente resultado que nos proporcionaram!

Obrigada, nós, Clara e Paulo por partilharem connosco o vosso dia. E parabéns pelo primeiro mês de casamento!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

Jenny Makeup Land | Foto: João Almeida
Makeup: cuidado com os 9 erros de maquilhagem que todas cometemos!
Aceite as suas imperfeições e tire partido dos seus pontos fortes. A sua maquilhagem deve acentuar a sua beleza natural e não transformá-la noutra pessoa.
Dicas para uma boca perfeita no dia do casamento
Dicas para uma boca perfeita no dia do casamento
Algumas das nossas Stylists and Make Up Artist deram-nos dicas preciosas para que as nossas noivas tenham uma boca perfeita no dia em que subirem ao altar para dizer o tão ansiado "Sim"!
10 gastos a evitar no seu casamento: não fique sem dinheiro!
10 gastos a evitar no seu casamento: não fique sem dinheiro!
Hoje, a Zankyou partilha consigo algumas dicas para evitar 10 gastos aquando a organização do seu casamento! Tome nota!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação