Conheça os 'influencers' de moda mais importantes do mundo em 2017

Os influencers são aquelas pessoas célebres que se destacam e servem de inspiração a milhões de pessoas. Normalmente, estão direcionados a um sector, mas muitos deles acabam por influenciar a um nível geral. Rihanna, por exemplo, é uma referência da música, mas também da moda e da vida em geral. Hoje em dia as redes sociais têm grande culpa dessa capacidade de influenciar cada vez a maior velocidade.

Chiara Ferragni | Foto Instagram

Neste caso, centramo-nos nas pessoas que abriram o seu próprio caminho na moda através das redes sociais, blogs, vlogs e os diferentes eventos em que participaram, quer mostrando as suas ideias quer mostrando-se a si mesmos. Estes são os mais importantes do mundo do ano de 2017 segundo a revista Forbes, especialista em negócios e finanças.

Chiara Ferragni

Tem muito mérito porque as suas andanças no mundo da moda e dos blogs começou antes do Instagram, por volta do ano de 2009. O seu site, The Blonde Saladatingiu o topo em pouco tempo, com um nível de influência gigantesco. Assim, em 2015, Ferragni converteu-se na primeira influencer de moda estudada na revista Harvard Business Review.

Acumula mais de 10 milhões de seguidores no Instagram, um êxito sem precedentes que explica a importância do seu trabalho. Este sucesso já a levou a abrir a sua própria linha de sapatos e a colaborar com marcas tão potentes como Guess e Gucci.

Aimee Song

Começou o Song of Style com ideias sobre design de interiores. Pouco a pouco, o seu site converteu-se num espaço para a moda em geral, quer no que diz respeito a locais como a pessoas e, sempre com o estilo da influencer como foco principal. Isso levou-a a tornar-se  youtuber, a publicar o livro Capture Your Style que se converteu em bestseller do The New York Times e a colaborar com marcas de prestígio. No caso de Gentle Monster, a sua participação conseguiu esgotar o stock em 22 minutos.

Danielle Bernstein

Com 1,7 milhões de seguidores no Instagram, esta influencer norte-americana começou o seu percurso na Internet com um blog de moda, We Wore Whatcomo muitos jovens para começar a mostrar-se dentro de um sector. Agora, as marcas apostaram nela e podem chegar a pagar-lhe até 20.000 dólares por uma publicação nas redes. Tudo isso permitiu-lhe abrir duas marcas próprias,  Second Skin Overalls (roupa) e Archive Shoes (sapatos, para além de lhe permitir criar um próximo projeto de óculos de sol). Pouco a pouco, passou de falar sobre moda a ser uma referência da mesma.

Julia Engel

Também começou com um blog,  Glam Meets Glams, criado na época que andava na universidade e a chave para o seu percurso até ao sucesso. A introdução de links nos artigos sobre os produtos de que falava permitiu que as vendas destes disparassem em certas marcas. Assim, o seu produto começou a ser célebre, as marcas começaram a pagar-lhe para promover os seus produtos e, atualmente, o seu estilo foi introduzindo em campanhas de Tory Burch, Coach e Club Monaco, entre outras.

Jenn Im

Esta coreana-americana triunfou graças ao Youtube, mais concretamente pelo seu canal ClothesEncountersA aventura começou em 2010 e, hoje em dia, já superou os dois milhões de subscritores e as 190 milhões de visualizações. Tudo isto permitiu-lhe abrir a sua própria marca de roupa, Eggiedireta ao consumidor e responsável por “vender conforto”.

Bryan Yambao

O único homem desta lista vem das Filipinas, lugar onde começou a desenvolver o seu blog em 2004. Ainda que tenha iniciado a sua carreira a escrever sobre viagens, logo se iniciou no mundo da moda e começou a viajar pelo mundo graças ao patrocínio da Marc Jacobs. Agora colabora com marcas como Gucci, Prada, Loewe, Valentino, Ralph Lauren, Coca Cola e American Express.

Look Total, in @Loewe SS2018

A post shared by Bryanboy (@bryanboycom) on

Gabi Gregg

Começou a escrever no seu blog há nove anos, mas 2012 foi o ano chave para ela. Nesse momento liderou uma campanha da SwimsuitsForAllonde as mulheres de tamanhos grandes posavam de biquini e sem complexos. Foi então quando se implantou como referência para as mulheres plus-size, até ao ponto de lançar uma linha de roupa especialmente para elas chamada Premme com a sua colega Nicolette Mason (que falaremos mais à frente).

Leandra Medine

Leandra Medine é jornalista, tendo trabalhado no prestigiado The New Yorker. Acabou por criar o blog Man Repelleronde falava sobre as suas peças favoritas, como as calças de harém e as capas, e também de polémicas para poder repelir os homens sem conhecimentos sobre a moda. Desde 2010, a influencer conseguiu criar uma plataforma repleta de curiosos produtos próprios.

Go home Steve

A post shared by Leandra (Medine) Cohen (@leandramcohen) on

Susanna Lau

O seu caminho até à fama surgiu com um blog sobre moda, Style Bubble, enquanto realizava o seu trabalho de publicidade digital. Com o seu próprio portal aterrou no mundo da moda a nível pessoal. Em pouco tempo embarcou em trabalhos maiores, conseguindo ser uma das referências da Internet nos espectáculos das Fashion Week. O seu próximo passo é o lançamento de um livro, com o prestigiado carimbo editorial Bloomsbury.

Nicolette Mason

Enquanto trabalhava numa empresa de moda, Nicolette Mason tentou entreter-se com um blog. No entanto, a Vogue Itália acabou por contactá-la para lhe propor escrever sobre a moda “curvi”. Desde esse momento, tudo mudou, tanto que se afirmou como influencer plus-size e abriu uma loja Premme para tamanhos grandes juntamente com a mencionada Gabi Gregg.

Tomorrow 🕺🏻✨ @premme.us 📸 @laracallahan

A post shared by nicolette mason (@nicolettemason) on

Mafalda Sampaio

A nível nacional temos cada vez mais influencers de qualidade e que se destacam dos demais. Como Mafalda Sampaio, do canal de Youtube A Maria Vaidosa, que conta já com 199 603 subscritores e que lançou recentemente uma revista própria chamada, claro, ‘A Maria Vaidosa’.

Foto via Instagram @mafalda.sampaio

Inês Mocho

Outra influencer a dar frutos não só no youtube, no qual conta com 122 217 subscritores, mas também nas restantes redes sociais é a maquilhadora Inês Mocho. Recentemente abriu a sua academia dedicada à beleza e aberta ao publico. Foi sem dúvida umas das que se destacou no ano de 2017 e que em 2018 promete surpreender.

Foto via Instagram @inesmocho.makeup

Inspire-se nelas e nele, quer seja pelo seu produto ou pelo seu exemplo empreendedor. Qualquer pessoa, com esforço e talento, pode chegar ao mais alto nível e, também, ser uma referência para facilitar a vida dos demais. Em matéria de moda, as redes sociais são o futuro. Aproveite-as! 

Talvez também lhe interesse:

Dê-nos a sua opinião

Sara Sampaio Instagram
É assim que as influencers usam as 10 tendências chave Outono/Inverno
Esteja atenta às dez peças chave Outono/Inverno e tome nota de como as deve usar. Arrase no dia-a-dia!
A tendência mais kitsch para 2017: as miniaturas gourmet!
A tendência mais kitsch para 2017: as miniaturas gourmet!
A moda chega-nos de terras a Oriente, mas está rapidamente a conquistar o Ocidente também. Há uma tendência particularmente popular para os noivos mais modernos e ousados: as miniaturas gourmet!
Fotografia: Diana Nobre
Os noivos mais charmosos de 2017
Escolher nunca é fácil. E certamente que deixaremos muitos noivos verdadeiramente encantadores de fora. Mas aqui fica a nossa selecão com os noivos mais charmosos de 2017!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação