Dianna e Hugo: duas sessões de noivado com os tons quentes da terra e os azuis frios do rio

Dianna e Hugo: duas sessões de noivado com os tons quentes da terra e os azuis frios do rio

... São duas sessões contrastantes em cor, "atores" e cenário. A direção é de Thrall Photography, o desempenho de Dianna & Hugo

Dianna e Hugo: duas sessões de noivado com os tons quentes da terra e os azuis frios do rio
Foto: Thrall Photography
  • Real Weddings
  • Msn
  • Lisboa

O palácio de Monserrate está mais rico com a presença de Dianna e Hugo. Pode parecer impossível, mas estas imagens tiram todas as dúvidas. Basta ver a cumplicidade deste casal. Cumplicidade? Sim! Claro que o que lhe saltou mais à vista foi o vestido de Dianna. E talvez tenha sido isso que você julgou que enriqueceu este cenário, já de si rico em beleza, imponência e história. E é verdade. Nós pensámos igual. Mas veja um pouco mais além… As formas como posam, olham um para o outro e até sorriem demonstram cumplicidade. Aquela que existe por complemento. São o yin e o yang, a água e o vinho, o azeite e o vinagre. Mas juntos são um só: Dianna & Hugo. Só mesmo o estúdio Thrall Photography conseguiu captar a essência dos dois em imagens. A sua arte deu assim origem a dois ensaios de noivado em dois ex-libris lusos: Monserrate (tal como pode já ver por estas primeiras imagens) e a Torre de Belém.

 

guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography

Como sabemos que ficou de queixo caído com a beleza e detalhe do vestido que Dianna ostentou em Monserrate, eis que selecionámos estas fotos só para si. Assim, consegue ver um pouco mais ao pormenor. Dá vontade de tocar, é verdade! Veja só o detalhe do véu à volta do pescoço como se que indicativo de uma cultura que não a nossa. E não é. Dianna é natural da Indonésia. Daí, o casamento ter ocorrido nesse país asiático. Voltando ao vestido, não conseguimos deixar de chamar a atenção para o pormenor dos punhos, das pérolas que o enfeitam e, claro, para o próprio desenho bordado no seu todo. A cauda que o define como um vestido estilo sereia também lhe confere ainda mais graciosidade. Até o anel serve na perfeição ao propósito “compor o visual da noiva”. E tudo isto combina com a riqueza arquitetónica deste palácio.

guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography

Como lhe íamos dizendo, Dianna & Hugo são complementares. E é na diferença que se tornam únicos. Essa convergência é captada com mestria pelas lentes de Thrall Photography que, tal como nós, pretendeu mostrar como os dois combinam. Ela vestida de branco, ele em cores mais escuras completam o padrão. De trás para a frente. De olhar fixo num no outro ou fora da sintonia. Começa agora a história de amor destes dois elementos que, antes separados por um oceano, não se largam mais. E chegamos à fase azul de Dianna… (Mais) calma, confiante e poderosa!

guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Sim, leu bem. Fase azul. Mas podemos acrescentar lúdica… E das cores cálidas do parque de Monserrate passamos para o azul do rio Tejo. Baralhada? Nada disso. O ar da água tem uma energia tão relaxante que já se solta o beijo, o sorriso e até alguns passos de dança. Mas mais uma vez é o vestido de Dianna que chama a atenção. E mais uma vez combina com o cenário. Será de propósito? Talvez. Certo é que a “nossa” noiva volta a brilhar. E desta vez o brilho vem do seu look, do sorriso e da energia alta que provoca tanta felicidade. Só que nisso os protagonistas desta história já não diferem. Ele e ela estão radiantes!

guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography

Mas como verdadeiros Yin e Yang que são, ele e ela contrastam noutros pontos. Ela está luzidia, com o seu vestido estampado em tons de azul. Ele continua de escuro. Mas ao peito ambos têm o coração do amor a ver-se, mesmo que nele apenas subentendido. O berloque “coração” no fio Dianna mostra-a como é. E as suas sandálias que lhe deixam os pés despidos servem para representar Dianna como o elemento claro deste casal. Hugo veste-se à inverno. As botas, o casaco e o tecido do seu out fit não enganam. A combinar com o azul frio está o vento que os interrompe. Só que Hugo, cavalheiro que é, despe a sua “capa negra” e empresta-a à sua amada. Nesse momento, o yin e o yan misturam-se. Passam a ser um só!

guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography

Entramos num patamar cinzento, mas com a mesma boa aura de sempre. Afinal, falamos de Dianna & Hugo, os dois enamorados que casaram longe, mas que vieram para terras lusas registar momentos únicos e eternos. Momentos de cumplicidade, amor, ternura e beleza, Agora, ninguém os afasta um do outro. O conforto do abraço sabe tão bem!

guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography
guardarThrall Photography
Thrall Photography

É o abraço de quem sabe que pertence ali, àquele corpo tão diferente, mas tão seu! É a sensação de segurança que tantos procuram e não encontram. É uma sensação de paz tão boa, que não dá para largar. É a certeza de que aquele “amor” é mesmo o seu!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Thrall Photography Fotógrafos e vídeo