O casamento de Inês Eugénio de Almeida: o marco de uma grande história "que está apenas a começar"

O casamento de Inês Eugénio de Almeida: o marco de uma grande história "que está apenas a começar"

"Casei com o homem dos meus sonhos, o meu melhor amigo, a pessoa mais diferente de mim, mas que me completa",

O casamento de Inês Eugénio de Almeida: o marco de uma grande história "que está apenas a começar"
Foto: Frame You Fotografia
  • Real Weddings
  • Msn
  • 2019
  • Beja

A influencer digital Inês Eugenio de Almeida casou. E quis partilhar connosco o dia que desde sempre idealizou e que marca um dos momentos mais importantes de uma grande história de amor, que conta já com dois filhos e um bebé a caminho. Uma história que Inês vive ao lado do seu melhor amigo, o noivo dos seus sonhos de criança, que por ser tão diferente dela, a completa. O seu Sebastião.

E é com as imagens deste bonito dia e com as palavras desta noiva, mãe e agora esposa, que a deixamos agora. Para com elas sonhar e imaginar aquele que será também, para si, um dos dias mais especiais da sua vida, em que vai trocar juras de amor eterno com quem o seu coração escolheu para amar. O seu noivo. Companheiro de vida. Que consigo irá trilhar os caminhos da vida.

Inspire-se! 

guardarnoiva ao colo do noivo
Foto: Frame You Fotografia

Por Inês Eugénio de Almeida

Sabem aquela menina que, desde criança, sonha com o casamento? Sou eu.

Onde vivi até aos meus 17 anos, na Herdade da Negrita, tenho uma capela. Brinquei lá inúmeras vezes aos casamentos, idealizei mil vestidos de noiva e mil e uma maneiras de decorar e fazer o casamento.

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Para mim o casamento é um compromisso bom para a vida, com o nosso melhor amigo. Foi assim que idealizei e foi assim que aconteceu.

Como tudo começou

Conheci o Sebastião numa festa de amigos e, desde aí, nunca mais nos largamos. Acho muito importante, para quem tem possibilidade, viver primeiro com o namorado e só depois casar. Os tempos mudaram e essa decisão só vai provar que a relação dentro de quatro paredes funciona mesmo.

A história deste casamento tornou-se real quando o Sebastião me pediu em casamento, na minha herdade, debaixo do céu estrelado. Teve o maior significado do mundo, porque (para quem não sabe) sou apaixonada por estrelas, estou sempre a querer ir ver as estrelas e a apreciar as coisas simples da natureza. E o pedido só podia ser neste lugar, porque é um sítio muito pessoal e com muito significado para mim. Um pedido simples, mas ao mesmo tempo cheio de significado.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

A organização do casamento

O espaço, tanto da cerimónia como do copo-d’água, estava decidido há anos, seria aqui na Herdade, onde os meus pais se casaram, onde foi o meu baptizado, a minha primeira comunhão, o pedido de casamento, e agora o meu casamento e batizado dos meus filhos.

Desde que comecei a namorar com o Sebastião, senti uma magia imensa e comecei a fazer álbuns infinitos de ideias de vestidos, de decoração… Por isso, depois do pedido, foi só meter em “marcha” todas as coisas que tinha idealizado.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

Acho que, hoje em dia, elevaram e muito a fasquia dos casamentos e tudo tem de estar perfeito e com o mais pequeno detalhe. Mas nós, como casal, somos pessoas simples e acreditamos que, se existe amor de verdade, no dia da festa (e ao longo da relação) nada mais importa.

Tinha imaginado imensos detalhes, mas depois comecei a cortar por achar que eram demasiadas coisas e que a verdadeira importância do casamento e da festa não é mostrar uma festa de luxo, mas sim celebrar o verdadeiro amor. E se nós tínhamos amor nada mais importava.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

Contratei uma empresa, a Amor e Lima, para me ajudar com a decoração das flores. Eu tinha as ideias todas e elas concretizaram, tal e qual como eu tinha sonhado. A nível de decoração, usei muitas coisas que tínhamos na Herdade, desde candeeiros a algumas peças decorativas. E a minha mãe, que é uma pessoa com ótimo gosto, transformou tudo e encaixou nos sítios certos, criando-se, assim, uma harmonia perfeita.

Um casamento muito campestre, tal como o sítio pedia.

guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia

O vestido de noiva

E o sítio pedia também um vestido especial.  E assim foi. Tinha vários vestidos idealizados e desenhados, ia fazê-lo com uma estilista portuguesa muito conceituada no meio dos casamentos, mas o facto de toda a vida ter vivido perto de Espanha fez com que tivesse uma paixão também pelo mundo espanhol dos casamentos. E, por isso, os meus pais foram comigo a Madrid, visitei várias estilistas, como a Helena Mareque,  pois identificava-me imenso com os vestidos dela, mas foi quando visitei o atelier da Immaclé que me apaixonei e houve uma ligação muito especial entre mim e a estilista. Ambas temos uma grande paixão pelo deserto do Sarah e gostos muito parecidos. Foi a combinação perfeita: o meu estilo era o estilo da Immaclé.

guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia

O facto de o meu pedido de casamento ter sido debaixo do céu estrelado, e de o meu falecido avô paterno ter uma paixão louca por estrelas, pensei que era o elemento para o vestido perfeito, cheio de significado e de histórias. Além disso, o corte do vestido na zona do peito era igual ao da minha avó paterna.

guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia

Sou muito decidida nas minhas escolhas e não queria ser influenciada por ninguém, por isso só a minha mãe e sogra é que viram o vestido, apesar de ter as madrinhas todas sempre a tentarem saber informações. Posso não ter partilhado as provas dos vestidos com elas, mas a surpresa de quando apareci à frente delas valeu ouro e não podia ter sido mais divertida: primeiro com o forro do vestido como se fosse o vestido (teve imensa graça!) e só depois com “o vestido”.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

E os acessórios?

Uma coisa que tinha a certeza era que queria casar de botas. Trata-se de uma herdade, chão de terra, o caminho para a capela queria fazê-lo a pé e de forma confortável, portanto as botas eram a solução perfeita. Entre as viagens que fiz várias vezes a Madrid, estava sempre a ver botas, até que encontrei as “tais botas”, que encaixavam que nem uma luva.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

Outra coisa que tinha a certeza desde criança era casar com uma “coroa”, mas tinha que ser um acessório que encaixasse no estilo do vestido, com as botas. Se eu comentasse com alguém que ia com um vestido de estrelas, de botas e com uma coroa ninguém ia conseguir imaginar. Mas a verdade é que funcionou bastante bem e as peças encaixaram-se na perfeição.

guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia

O acessório que levei na cabeça comecei por pesquisar em Portugal, porque tinha orgulho em levar uma peça nacional. Mas o atelier onde fui foi zero flexível e a autora das peças nunca deu a cara e não me permitiram qualquer alteração sem elevados custos…. Então, mais uma vez, a minha paixão por Espanha e os infinitos álbuns que tinha feito,levaram-me à Cris, criadora da M de Paulet, que me recebeu de braços abertos, contou-me a historia da marca e da elaboração das peças, deixou-me escolher pedrinha a pedrinha e todos os acessórios que iriam dar origem à tiara.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

Enfim, o grande dia

Já tinha encontrado o noivo dos sonhos de criança, já tinha o sítio do casamento, já tinha o vestido, botas, tiara e até dois bebés. Nunca tinha imaginado casar e ter já dois bebés, mas aconteceu e hoje não voltava atrás. O nosso filho Sebastião tinha quase 2 anos e todos os dias fala que esteve no casamento dos pais, vê o vídeo de casamento infinitas vezes e se estamos no carro e ouve uma das musicas do vídeo começa aos gritos a dizer que é a música dos pais. E isso deixa-me muito orgulhosa, ele não se esqueceu e vê-se que é uma coisa que ele gosta e da qual se orgulha de ter estado presente. Não há nada mais bonito do que ter tido os nossos filhos presentes na celebração do nosso amor. E há uma coisa que eu digo, casamento só há um, o que vivemos naquele dia jamais vamos conseguir voltar a sentir, enquanto que ter filhos podemos sempre voltar a ter e a repetir a experiência.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

O dia é tão intenso que parece que foram três horas e, por outro lado, parece que foi infinito, porque viveram-se momentos tão bons e diferentes. Superou para além das minhas espetativas.

Casámos dia 15 de junho de 2019, às 18h, pois no Alentejo o tempo é quente e não queria que os convidados tivessem desconfortáveis.

Fui a pé para a igreja, de braço dado com o meu pai, e a música de entrada foi a da cantora portuguesa Mafalda Veiga, “Cada Lugar Teu”. Foi uma cerimónia muito familiar, o padre percebeu como nós eramos como casal e tivemos sempre a rir de felicidade e com muita cumplicidade durante a cerimónia.

guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia

Para sair da igreja, escolhemos a música dos HMB com a fadista Carminho “O Amor É Assim”, uma música portuguesa dos tempos modernos e muito divertida.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

Saímos da igreja de charrete, guiada pelo meu cunhado, que fez competição de atrelagem, e fomos dar um passeio pela Herdade. Parecia mesmo um conto de fadas num cenário perfeito.

guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia

Depois deste passeio, tive uma surpresa do meu marido, fomos dar uma volta de helicóptero! Eu nunca tinha andado e era um desejo desde criança, e o facto de estarmos a voar por cima de terras onde cresci tornou ainda mais mágico e inesquecível.

guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia

Sou uma pessoa muito relaxada e tranquila e como tinha a minha mãe na linha da frente, relaxei por completo e vivi intensamente a festa. Não contratamos nenhuma wedding planner, por acharmos todos os valores muito elevados. Se houve algumas coisas que falharam? Houve! Esqueci-me do nome de umas 10 pessoas nas mesas, mas em segundos a minha mãe resolveu isso. Não tinha um horário dos acontecimentos, na hora do bolo andavam os empregados a perguntar-me coisas, ainda fui eu à cozinha finalizar os detalhes do bolo para ser exatamente como eu queria…. mas fluiu tudo de forma muito natural e o que interessa é que estávamos felizes e toda a gente se estava a divertir.

guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia
guardar
Foto: Frame You Fotografia

Revejo o vídeo de casamento vezes sem fim, não me canso de ver e cada vez que vejo emociono-me. O casamento foi só o início de uma grande história que vamos viver lado a lado, história esta que já conta com mais um bebé a caminho. somos uma família de 4 quase 5, onde a palavra amor reina. Casei com o meu melhor amigo, a pessoa mais diferente de mim, mas que me completa.

guardar
Foto: Frame You Fotografia

E assim nos despedimos do dia de Inês & Sebastião, repleto de alegria, muito amor e cumplicidade. Um dia que nos encantou e que, esperamos, a tenha encantado a si também!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Amor e Lima Wedding planners