Wabi-Sabi: a beleza imperfeita, impermanente e incompleta de um editorial com o charme inglês

Wabi-Sabi: a beleza imperfeita, impermanente e incompleta de um editorial com o charme inglês

Três personagens e um editorial baseado em princípios estéticos japoneses. O resultado só poderia ser este...

Wabi-Sabi: a beleza imperfeita, impermanente e incompleta de um editorial com o charme inglês
Lutterbach Fotografia
  • Real Weddings
  • International
  • Msn
  • 2019
  • Reino Unido

O dia nasceu lindo! Não por causa de um sol radioso que poderia justificar esta afirmação, mas porque o cinzento, tão típico de Inglaterra, funcionou na (im)perfeição deste editorial produzido por Taylor and Porter, com direção criativa e estilo de Branco Prata, fotografado por Fernando Lutterbach. É aqui, nesta casa, com mais de 20 quilómetros quadrados, que o enlace vai acontecer. Já está tudo a ser preparado: os noivos, o banquete, o bouquet os convites e, acima de tudo, o cenário da “Casa”. Não fosse esta a personagem principal desta sessão, feita com um casal real que empresta a sua presença para dar-lhe vida.

Construída em 1651, a St Gilesfx House foi propriedade do Conde de Shaftesbury, um político proeminente que fazia parte de um grupo de sumos conselheiros do Rei Chales II. Depois de muitos anos abandonada, volta a viver. A sua beleza e características tão próprias de Dorset (interior de Inglaterra) são visíveis a olho nu. É uma beleza que vem da imperfeição e impermanência de um local em processo de renovação, incompleto.

guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia

E por falar em beleza, nada como parar o olhar noutra personagem fulcral deste editorial: a noiva. É nela que para a graciosidade. Em especial, quando chega aos braços do seu amado, mostrando a sua satisfação e a certeza de que tamanha produção afinal valeu a pena. O cuidado com que se calça e se veste, apresentando um resultado final estonteante, é a prova que foi apoiada por uma equipa de profissionais de topo. Só os detalhes do vestido de Morgan Davies já são sintomáticos da sua personalidade, da sua felicidade e, claro, do objetivo deste editorial, centrado na aceitação da transitoriedade e na imperfeição (já lá vamos).  Noiva e cenário já estão prontos! Falta o noivo, o terceiro protagonista desta história. Vamos apresentá-lo…

guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia

O noivo surge com um distinto fato preto, que encaixa na perfeição neste cenário. Ao abraçar a noiva, percebe-se que os dois se complementam. É o louro e o moreno, o branco e o preto, a graciosidade e a força. No caso do “nosso” noivo, referimo-nos à força do seu sorriso, da forma como espera a pessoa com quem deseja partilhar a vida, e à força do que representa: a realização amorosa. Agora são só os dois e a casa. Começa agora a história de um dia de casamento contada a três.

guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Como lhe íamos dizendo, a St Gilles House é a figura central deste editorial. O segundo andar foi usado pela produção, tal como o encontraram. O primeiro já teve “direito” às interferências de cenário da produção artística. Foi aqui que se pensou o banquete, os momentos a dois, os preparativos individuais dos noivos e tudo o que é necessário para a organização de uma boda. Tudo foi pensado ao pormenor. E o resto fica na nossa imaginação. Podemos idealizar o momento do “sim, aceito”, do primeiro beijo de casados, da forma como os convidados desfizeram as mesas e se deliciaram com o catering. Tudo é permitido. Depois até podemos saltar para o jardim.

guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia

Continue a imaginar este dia de matrimónio. Desta vez no exterior. As imagens dão uma ajuda. O parque e o jardim à sua volta fazem parte do National Register of Historic Parks and Gardens. São dois quilómetros quadrados de lagos e árvores bem aproveitados para este editorial. A “Casa” lá está, sempre presente e a cumprir o seu papel. Como as renovações da St. Giles House ainda estão em curso, parte do cenário estava ou vazio, em ruínas ou em transição entre o deteriorado e o novo. Mas todas as suas características, cores e materiais vão mantendo o estilo original. E é isso que confere a este editorial o conceito que pretende transmitir, baseado nos sete princípios estéticos japoneses, os “Wabi-Sabi”. “O nosso desafio foi o de passear pelos sete conceitos e tentar traduzi-los em imagens”, confessou Fernando Lutterbach. E os sete princípios são: KANZO: simplicidade; FUKINSEI: assimetria ou irregularidade; SHIBUMI: beleza naquilo que é subestimado; SHIZEN: naturalidade sem pretensão; YUGEN: graciosidade sutil; DATSUZOKU: liberdade; SEIJAKU: tranquilidade.

guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia
guardarLutterbach Fotografia
Lutterbach Fotografia

E como não nos cansámos de mencionar, todo este editorial só foi possível com o apoio de uma equipa de produção variada, que se complementou nas suas diferenças. Mesmo quando a perfeição pareceu óbvia e, possivelmente, não era. No fundo, tal como os princípios de “Wabi-Sabi” se fundamentam: “tudo o que é belo é imperfeito, impermanente e incompleto”.

Fotografia: Fernando Lutterbach, captured at the Taylor & Porter Northern Skies Photography Workshop in April 2019 | Localização – St. Giles House, Dorset – Inglaterra| Direção Criativa & Estilo: Brancoprata | Design Floral: Jo Flowers | Assistentes de Fotografia: Maddison Willmott & Angela Harrington | Videografia: Kaasam Aziz for Taylor & Porter | Maquilhagem & Cabelo: Emma Jane Walsh | Social Media Expert: Sara Russell from Wedding Sparrow | Ceramics & Painted Backdrop: Kana London | Fabric Backdrop: Sundari Ferris | Louça: Helene Millot | Toalhas de mesa: 88 Events | Cadeiras: WedHead | Guardanapos: Maison Christina | Cookies: TBakes | Album Sponsor: Dekora | Styling Mat: Locust Collection | Photo Lab Sponsor: Photovision | Catering: St. Giles House | Kimono: L’Arca Barcelona |Vestidos: Morgan Davies London |Joias: Maison Sabben & Zoe Morton | Sapatos: Bella Belle | Casar Real: Chelsea & Grayson Hart | Agência de Modelos: Wilhelmina | Artigos de Papel: Esther Clarke Co. | Pauzinhos chineses e lembranças de boas-vindas: Muji