À descoberta da cidade: um editorial dedicado à noiva

  • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
  • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
  • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
  • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
  • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
  • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
  • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
  • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
    • <a href="http://zankyou.9nl.de/ckkt" target="_blank">Ricardo Meira</a>
  • [ALT] 25+

Que nos desculpem os noivos, mas a noiva é o grande centro de atenção no casamento. Até os vossos convidados esperam com grande expectativa e ansiedade a entrada da noiva, nomeadamente a grande revelação: qual o vestido escolhido para o grande dia! E quando ela entra, os olhos enchem-se de lágrimas e os sussurros multiplicam-se: “está linda”. E admitam: os vossos olhos deslumbram-se com o que vêem e a vossa alegria transborda com a beleza da vossa amada.

Por isso, nenhuma noiva abdica de um vestido especial no dia do seu casamento, seja de corte clássico ou um modelo mais alternativo. Afinal, trata-se de um dia muito especial para qualquer mulher e o visual tem de corresponder à ocasião.

Hoje destacamos a noiva e o seu vestido, neste editorial realizado para a Núpcias by Michelle por Ricardo Meira, que enaltece a beleza feminina nas ruas do Funchal e destaca dois modelos que se adequam a diferentes silhuetas, estilos e sonhos de casamento.

Historicamente o vestido de noiva já foi usado de diferentes formas e cores, embora tenha sido no século XIX que ganhou um novo simbolismo. O branco, aliás, só ganhou o significado que tem hoje quando em 1840 a Rainha Vitoria rompeu com as tradições e se casou perdidamente apaixonada pelo primo e príncipe Albert, escolhendo um modelo de cetim branco guarnecido por flores de laranjeira. Antes, os vestidos de noiva podiam ser de qualquer cor, desde que fossem suficientemente faustosos para demonstrar à sociedade a riqueza das respectivas famílias. O vermelho, por exemplo, era uma das cores favoritas durante a Idade Média e em culturas distintas da nossa, nomeadamente no Japão, Índia e China, onde aliás os vestidos ainda hoje em dia são bastante coloridos.

A tendência do branco, no entanto, foi-se espalhando, primeiro pela nobreza e classe alta e só mais tarde pela restante população, tornando-se a cor padrão por volta dos anos 20, onde curiosamente a moda sofreu mudanças drásticas no seguimento da luta das mulheres pela igualdade. Mas a verdade é que a peça se tornou o símbolo da pureza e o ideal romântico do casamento, simbolismo esse perpetuado até aos dias de hoje.

Já escolheu o seu vestido de noiva? Não? Então deixe-se levar pelo sonho e inspire-se!

Fornecedores

Vestidos de Noiva: Núpcias by Michelle | Fotografia: Ricardo Meira | Modelos: Juliana e Débora.

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Mais informação sobre

Dê-nos a sua opinião

37 Aposte nas coroas de flores, uma das tendências fortes para 2016!
Aposte nas coroas de flores, uma das tendências fortes para 2016!
Bucólicas, femininas e românticas, as coroas de flores são um must have. Conheça aqui as grandes tendências em coroas de flores para 2016. Olha que para o ano, não vai poder casar-se sem uma...
5 Casar na praia: o vestido, acessórios e sapatos perfeitos
Casar na praia: o vestido, acessórios e sapatos perfeitos
O Verão está quase aí. E, com ela, chegam o bom tempo, os dias longos e as tardes soalheiras. Por isso, tantos casais escolhem a praia como cenário para o seu casamento de sonho. E há lá melhor espaço para um casamento?

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Quer divulgar a sua empresa na Zankyou?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação