Ana & Marcos: as chances eram poucas, mas o destino sempre vence!

Ana & Marcos: as chances eram poucas, mas o destino sempre vence!

Por vezes, o destino é mais forte do que qualquer outra coisa e Ana e Marcos estavam destinados a ficar juntos!

Ana & Marcos: as chances eram poucas, mas o destino sempre vence!
Foto: Nuno Lima Fotografia
  • Real Weddings
  • Msn
  • Noivos
  • Casal
  • Santarém

As probabilidades de se conhecerem eram poucas. A Ana nasceu na Suíça e veio para Portugal quando ainda era pequena. O Marcos, por sua vez, nasceu numa cidade da Alemanha, onde viveu toda a sua vida. Por isso, a distância que os separava e o background cultural em que ambos se encontravam tornavam este encontro imprevisível. No entanto, o destino pregou das suas e levou Ana a tirar o mestrado na Alemanha…  E já está imaginar a história toda, certo?

Em 2012 e numa festa da Universidade, que ambos frequentavam, a Ana e o Marcos estavam no lugar certo, à hora certa. A partir deste dia, o casal começou a perceber que, apesar da improbabilidade e de serem duas pessoas (aparentemente) distintas e com experiências de vida, também, diferentes, tinham, de facto, muito em comum: a mesma visão de vida, planos e sonhos para o futuro que serviriam de base para esta história!”.

guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia

Contra todas as probabilidades, Ana e Marcos começaram a namorar e 4 anos mais tarde surgiu o tão desejado pedido de casamento. Onde? Na irremediável cidade do amor… Paris! 

Tudo foi planeado para que fosse um pedido digno dos mais românticos filmes de Hollywood: depois de um jantar romântico e de um espetáculo no conceituado Moulin Rouge, foram para a Ponte des Arts – um dos lugares que mais tinham gostado – e foi quando Marcos se colocou de joelhos e pediu que Ana fosse sua para sempre. 

guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Pedido aceite! Chegou o momento de começarem a preparar e a planear o grande dia do seu casamento. Uma vez que Ana e Marcos vivem na Alemanha, o processo de toda a organização foi mais complicada do que é costume, pois tinham, também, de gerir o curto espaço de tempo que dispunham.

Assim, e recorrendo à boa-fé, à esperança e à confiança dos profissionais que contrataram (apesar de nunca se terem conhecido pessoalmente), este casal acabou por ter o dia de casamento com que sempre sonhou. 

Durante este processo, o casal teve de pensar em pormenores que jamais imaginaram e tomar decisões, umas mais fáceis que outras. No entanto, para Ana e Marcos a escolha mais fácil foi o espaço, uma vez que foi “amor à primeira vista”. 

“A Quinta da Ramila foi o primeiro espaço que visitamos e ficamos logo apaixonados. Claro que visitamos mais espaços, por descargo de consciência, mas não houve amor como o primeiro. O lugar encantou-nos porque se enquadrava perfeitamente com aquilo que procurávamos: o campo e a paisagem que mostravam não só o que Portugal tem de melhor, mas que, ao mesmo tempo, poderia ser um lugar na Grécia com as suas oliveiras e muros de pedra que tão característicos são destas zonas mediterrâneas.”, partilharam os noivos com a Zankyou.

guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia

Um toque campestre idílico aqui. Uma pitada de boho chic acolá. E uns tons de verde azeitona, cremes e serapilheira no ambiente.

Esta foi a fórmula e a combinação que conferiu o requinte ímpar e a essência bucólica a este casamento, que é um verdadeiro prazer para os nossos olhos.

De maneira trazerem à sua celebração aqueles familiares que, infelizmente, já não estão presentes nas suas vidas, as mesas de casamento de Ana e Marcos tinham os seus nomes – avós, bisavós, tios…  E para homenageá-los e sentirem mesmo a sua presença, o casal dedicou um momento para contarem as histórias desses familiares, nas diferentes línguas de todos os convidados: português, espanhol, grego e alemão, “para que, mesmo não estando presentes, todos pudessem conhecer a sua história.”

A versatilidade e multiculturalidade que caracterizam os noivos fez-se também sentir neste dia tão importante para ambos. Para que todos se sentissem em casa, as cores e a decoração foram inspiradas nas culturas grega e portuguesa, assim como em tudo aquilo que têm em comum: a natureza, as oliveiras, as cores e os seus materiais singulares. 

guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia

Com tantos pormenores e detalhes surpreendentes e magníficos o dia só podia ter corrido de uma forma: “passou num piscar de olhos e, ao mesmo tempo foi tão cheio de acontecimentos e de impressões que, em retrospetiva, parece comparar-se a uma vida inteira. Foi maravilhoso, emocionante, cheio de surpresas boas, sol e gargalhadas! O dia começou bem cedo e acabou bem tarde, foi o auge de uma experiência, sem dúvida stressante, mas inesquecível e insubstituível. Foi cansativo, mas valeu definitivamente a pena!”, recordam Ana e Marcos.

guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia
guardar
Fotografia: Nuno Lima Fotografia

Depois de um dia em grande, Ana e Marcos prepararam-se para uma lua-de-mel também inesquecível e de sonho. De Nova Iorque para Canadá. E de Canadá para Cuba.

“A viagem foi uma viagem de contrastes: do tempo frio de Nova Iorque e Toronto para o tempo tropical de Cuba, sem falar das grandes diferenças culturais, das cores, cheiros e sons.”

E a cereja no topo do bolo, os últimos dias foram passados em Varadero, que foi sem dúvida a “melhor forma de terminar a nossa viagem de lua-de-mel, uma viagem longa e cansativa, mas que nunca iremos esquecer e que nos presenteou com memórias que nos irão acompanhar para toda a vida.”

Fornecedores: 

Espaço: Quinta da Ramila | Fotografo: Nuno Lima Fotografia | Vestido de Noiva & Acessórios: Noivas Dom Dinis | Vestidos/Fatos dos meninos das alianças: Nós e Tranças | Penteado: Ana Lage Cabeleireiros | Maquilhagem: Gabinete de Estética Paulinha Santos | Bolo: Aldeia dos Sabores Leiria | Música: Saxofonista – Tiago Vígia | Banda: The Jukeboxers 

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Nuno Lima Fotografia Fotógrafos e vídeo
Noivas Dom Dinis Lojas de Vestidos de noiva
Nós e Tranças Moda infantil casamentos
Saxofonista Tiago Vigia Animação casamentos