Publicidade
O menu depende da época do ano, ou devia... Parte II

O menu depende da época do ano, ou devia... Parte II

Menos é mais e à mesa é isso mesmo que se passa, pequenas doses para uma degustação de todos os pratos, ao invés de fartas mesas em que as pessoas chegado ao almoço.

  • Copo d'água
  • Conselhos
  • Recomendações
  • Guest-blogger
  • Ementa
  • Saúde
  • 2016

Já vos falei dos menus, da escolha mais adequada dos produtos de época, e hoje falo do equilíbrio de quantidades que devem ter em conta aquando da escolha. A minha experiência é sempre como convidada, e talvez por isso seja mais fácil avaliar os serviços. Devem privilegiar a qualidade e não a quantidade e negociar com base nisso, valores, opções etc.

guardarQuinta do HespanholSolicite informação sobre “Quinta do Hespanhol”
Quinta do Hespanhol
Publicidade

Antes de mais pensem naquilo que cada pessoa deve consumir durante um dia. Claro que um casamento é um dia de festa e de celebração, celebração essa que passa por reunir as pessoas à volta da mesa. Nenhum casal quer que os convidados passem fome, que não lhes sejam disponibilizadas boas opções mas provavelmente também nenhum casal se sentirá bem ao ver os seus convidados indispostos, enfartados ao fim de um almoço/jantar.

guardarGémeos CateringSolicite informação sobre “Gémeos Catering”
Gémeos Catering

O menu servido a prato, ao invés do serviço em travessa, é sempre uma boa opção por ser possível gerir as quantidades a dispor. Recordem-se que tipicamente um almoço/jantar contém entrada, sopa, prato de peixe, prato de carne e sobremesa, por isso ninguém ficará com fome. Para que os convidados possam usufruir em pleno da festa, sem estarem “enfartados” quando o almoço terminar, mesmo ali a dois passos da pista de dança, a dose deve ser equilibrada e em pequenas quantidades para que toda a gente consiga provar de tudo.

guardarMary Me eventosSolicite informação sobre “Mary Me eventos”
Mary Me eventos

Variações gastronómicas à parte, há outra questão que deverão considerar, convidados intolerantes a algum tipo de nutriente ou alérgicos a algum alimento em particular. Não se esqueçam que um convidado totalmente intolerante ao glúten, por exemplo, ou à albumina do ovo, nem sempre se apercebe que o prato contém esses ingredientes, porque a sopa pode levar farinha para engrossar ou o bacalhau pode ser passado por ovo, mas depois leva um molho por cima que encobre o ovo… Como noivos devem ter o cuidado de questionar os convidados se têm alguma alergia alimentar, para poderem alertar a cozinha e, se possível, optar, por segurança, por pratos que não contenham estes ingredientes. Além disso, não se esqueçam que há cada vez mais pessoas vegetarianas e vegans, pelo que devem ter a preocupação de garantir essa opção junto do catering.

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

guardarMomento CativoSolicite informação sobre “Momento Cativo”
Momento Cativo

Por agora é tudo, menos é mais e à mesa é isso mesmo que se passa, pequenas doses para uma degustação de todos os pratos, ao invés de fartas mesas em que as pessoas chegado ao almoço, já não conseguem desfrutar do prato que o casal, com tanta dedicação escolheu.

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Gémeos Catering Catering casamentos
Mary Me - Eventos ® Wedding planners
Momento Cativo Fotógrafos e vídeo
Quinta do Hespanhol Quintas casamentos
Publicidade

Dê-nos a sua opinião