Como escolher o vestido de noiva em 5 passos

Chegou o grande momento! O momento com que tantas vezes sonhou: vai finalmente começar a procurar o seu vestido de noiva. Mas a verdade é que não sabe muito bem o que fazer, por onde começar. Apenas tem uma certeza: tem de encontrar o modelo perfeito! Por isso, aqui na Zankyou, vamos-lhe dar uma preciosa ajuda, 5 dicas para que encontre o vestido que lhe assente que nem uma luva.

Passo 1: De acordo com a sua personalidade

A primeira coisa que tem de estar bem clara na sua cabeça é que não deve ir “mascarada” para o seu casamento, isto é, com algo que nada tenha a ver consigo. Por muito que se apaixone pelos vestidos das novas temporadas, que são sempre deslumbrantes e maravilhosos nas passarelas, possivelmente até nem são o seu estilo. O que realmente importa é que se sinta você mesma num dos dias mais importantes da sua vida. Obviamente que vai querer estar a par das tendências de casamentos, através tudo o que é blogues e sites de casamento, como a ZankyouMas insistimos: é importante identificar-se com o modelo que escolher, que tem de estar adequado à sua personalidade. E qual é a sua personalidade?

Marylise 2018 via Vestidus

Clássica: será uma noiva clássica se apostar no tradicional, por tudo aquilo que não passa de moda, simples mas elegante e sofisticado. Este tipo de noivas tende a escolher um modelo com um decote barco ou decote em V, acompanhado por um véu e jóias também elas clássicas, como as pérolas ou diamantes.

Romântica: as noivas românticas são delicadas e simples. Normalmente escolhem vestidos de tule ou chiffon, com bordados super românticos com motivos florais.

Bohoas noivas que se casam na praia ou ao ar livre apostam em vestidos boho, para dar um estilo hippie ao seu look, com tecidos leves e vaporosos, que complementam com acessórios como as coroas de flores.

Vintagevocê é uma noiva vintage se é apaixonada por estilos antigos, pelas rendas e pelos vestidos vitorianos. Geralmente, a escolha recai em tecidos espectaculares (que até podem ser peças herdadas dos antepassados) que proporcionem aquele ar retro vintage ao visual da noiva.

Moderna: a noiva moderna quer um toque vanguardista no seu look, é atrevida e aposta em vestidos com cortes assimétricos, inclusivamente vestidos curtos ou com grandes aberturas.

Antes de mais, o vestido tem de reflectir o estilo natural da noiva. Se escolher uma peça que não tenha nada a ver com o seu estilo, isso vai notar-se e terá um resultado muito artificial. Não compre um modelo que seja “o último grito” mas que não morra de amores por ele ou não a favoreça. Da mesma forma, se quiser fugir da normalidade e optar por um vestido de noiva original, força! Porque, ao fim ao cabo, um vestido de noiva é o que nós queremos que seja o vestido de noiva. Se o sonho da sua vida é casar-se de vermelho, porque não?

Para escolher o modelo mais adequado, deve deixar-se aconselhar pelo estilista que escolheu para desenhar o seu vestido de noiva ou pelos empregados da loja na qual decidiu comprá-lo, mas tendo sempre em conta a sua ideia inicial. Evite mudar de direcção se essa vontade não nascer de si e assegure-se de que a sua personalidade está reflectida no vestido e não que se esconda nele.

Marylise 2018 via Vestidus

Passo 2. Tenha em conta o tecido

Porque não opta por fazer um vestido à medida? É verdade que muitas noivas não contemplam esta opção, porque pensam que é muito mais caro. Mas não é verdade, a relação preço-qualidade é boa, para além de que o vestido de noiva lhe irá assentar na perfeição, já que o vão elaborar tendo em conta o seu corpo. E será um modelo único, pois não haverá outro igual! De qualquer forma, se não o quiser fazer à medida, os estilistas recomendam que escolha um vestido de catálogo, mas que depois o personalize. Procure escolher o modelo que a faça sentir-se você mesma e personalize-o com algo que marque a diferença: pode ser uma aplicação na cintura ou nas ancas, um tecido diferente, um complemento arriscado…Algo que reflicta a sua personalidade! 

Atelier Gio Rodrigues – Colecção 2018

Também não pense que é incompatível estar bonita e cómoda em simultâneo. Se optar por um vestido demasiado apertado, até pode estar muito bonita para as fotos e realçar a boa forma que com tanto sacrifício tem vindo a manter. Mas a verdade é que não poderá desfrutar do banquete e da festa. E vai arrepender-se! Escolha um vestido que lhe permita fazer o mais importante: desfrutar do grande dia. De qualquer forma, não pode descurar da elegância e deverá escolher tecidos de qualidade. Se não perceber muito de tecidos, chame alguém que a acompanhe que tenha mais conhecimentos sobre a matéria. São estes os tecidos mais utilizados:

Mikado: trata-se de um tecido de seda natural grossa, bastante pesada e com brilho. É ideal para vestidos com volume e não se amachuca facilmente.

Brocado: tecido ricamente decorado, com relevos dourados ou prateados, feitos de seda colorida. Estes desenhos são geralmente motivos vegetais ou geométricos, de inspiração oriental.

Piqué: com corpo e peso, rígido e bem mais tradicional, é um tecido de algodão que forma relevos geométricos em forma de malha, que podem ser grandes ou mais discretos.

Ottoman: tem muito corpo, um aspecto listrado, é um tecido de seda muito grosso e firme, com textura em linhas finas horizontais, em relevo. Também existe em poliéster.

Tafetá: trata-se de um tecido lustroso, feito de fios de seda rectilíneos e muito suave, com muito volume. Por ser muito firme e encorpado, tem um resultado uniforme e resistente. É usado para dar volume às saias, mas que cai muito bem quando drapeado. É recomendado com saias amplas e tops estruturados.

Organza: um tecido consistente, já que recebe um tratamento químico para lhe dar esse aspecto, apesar de ser leve e quase transparente. Pode ser de seda o algodão e é perfeito para dar volume às saias, dando um efeito esvoaçante mas armado.

Crepe: é um tecido com um aspecto irregular e textura rugosa. Pode ser de lã, plissado, georgette… É o tecido mais adequado para vestidos de corte sereia e também para vestidos com volume. Normalmente são acompanhados por pedraria e bordados.

Renda: obtido a partir da mistura de seda, algodão e linho ou fios metálicos, é um tecido delicado, que pode ser feito à mão ou à máquina, transparente, de malha aberta, habitualmente constituído por uma rede de base e desenhos mais opacos. Há vários tipos de renda –  chantilly, guipure, sotache, guipure renascença, honiton – e é um tecido que se utiliza, sobretudo, para complementar outros tecidos, como adorno. É o preferido para vestidos de estilo vintage.

Gaze: ideal para modelos muito vaporosos, nomeadamente em vestidos de noiva para casamentos na praia. É um tecido ligeiro, leve, suave e que pesa muito pouco.

Chiffon: Tecido de seda, que tem a leveza da transparência mas que cai com um certo peso. É indicado para vestidos mais fluídos e lânguidos e saias rodadas. Perfeito também para uma segunda camada ou mangas esvoaçantes.

Tule: Um tecido fino, muito leve e transparente com um aspecto de malha e textura áspera. Pode ser feito com seda, algodão ou fibras sintéticas, sendo o tecido mais usado nos véus de noiva.

Passo 3: Considere o tom que combina com a sua pele

Terá de escolher bem a cor do seu vestido, já que nem todas as peles ficam bem com o mesmo tom de branco. Para que não tenha dúvidas, vamos desvendar-lhe quais são as diferentes tonalidades que existem, para que as diferencie na perfeição na hora de escolher o seu vestido e saber a que noivas favorecem.

Branco puro: um branco azulado e brilhante. Nem sempre é a escolha mais óbvia das noivas, mas fica muito bem com noivas de pele escura.

Branco neve: é um branco radiante, mas já sem aquela tonalidade azul, é a cor da neve. É a cor mais parecida com o branco puro e continua a ser uma boa aposta para as noivas de pele escura.

Crú/Branco sujo: trata-se de um dos tons brancos mais utilizados pelas noivas. É a cor natural da seda antes de ser sujeita a pinturas. Um branco apagado, muito favorecedor, sobretudo às noivas com uma tez nem muito clara, nem muito escura.

Pérola: semelhante ao crú, mas com um tom próximo do baunilha, não é muito fácil de encontrar mas é um tom elegante e muito fino. Este é um dos tons mais usados por noivas com mais de 40 anos. Ideal para mulheres que têm a pele mais morena.

Marfim: está menos perto do branco puro do que a pérola, aproxima-se mais do bege. É um dos tons brancos mais favorecedores, já que é o mais caloroso. Se tem a tez muito branca, o melhor é apostar pela cor marfim.

Champanhe: Suavemente dourado, como a bebida que tem o seu nome. Não se adapta a todos os tipos de pele, mas com a pele morena fica realmente espectacular. As raparigas com pele escura vão ficar sensacionais com este tom!

Nude: É a cor da pele e geralmente não é utilizada como tom principal do vestido, mas para combinações de cor com brancos ou crús, com bordados ou rendas que simulem o efeito tatoo.

Rosa Velho: não é branco como tal mas utiliza-se muito nos vestidos de noiva com ar vintageÉ um rosa com mistura de bege e branco, muito suave. Uma das melhores opções para as noivas com a pele mais clarinha.

Atelier Gio Rodrigues – Colecção 2018

4. Pondere a forma do seu corpo

Certamente que já tem uma ideia inicial do vestido que quer, mas será que o corte lhe assenta realmente bem? Ok, foi amor à primeira vista, assim que viu aquele modelo jurou que era com ele que ia caminhar até altar. Mas tenha calma: é preciso ter consciência de que o mesmo vestido pode não lhe ficar tão bem como à modelo que o envergou; ou mesmo ao experimentá-lo poderá não se sentir tão bem como pensava. Aliás, até lhe dizemos mais: um grande número de noivas vai para a prova do vestido com uma ideia clara do que quer, mas muitas delas terminam por se apaixonar por um modelo completamente diferente.

Para que saiba já o que é que lhe fica bem, nós contamos-lhe quais os melhores vestidos para cada tipo de corpo.

Corpo rectângulo: evite os vestidos justos ao corpo ou de linhas rectas, modelos fluídos e mangas curtas. Ao contrário, irá sentir-se maravilhosa com vestidos cintados, que prestem maior atenção ao corpo do vestido em detrimento da saia. Pode ainda alongar a figura com os decotes em V ou com os ombros a descoberto. Se tiver um corpo rectângulo é melhor não optar por saias muito compridas ou caudas intermináveis. Evite também o decote quadrado ou redondo.

Corpo triângulo: neste caso, o que terá de conseguir com o vestido é o equilíbrio, chamando a atenção sobre a parte superior do mesmo. Para tal, decida-se por um modelo de linha A que não seja muito justo ao corpo para que não se realcem as ancas. Também será muito favorecida com o corte princesa. Em relação aos adornos, concentre-os na parte do busto, optando por drapeados e decotes em V.

Corpo redondo: escolha um vestido com cintura alta, um corte império no qual a saia seja fluída e caia ao longo do corpo. Como decotes, favorecem o decote de coração ou decote em V, mas que não sejam justos. Para este tipo de corpo, “menos é mais”, pelo que não opte por muitos adornos, é melhor escolher algo simples e elegante.

Corpo ampulheta: ao ter uma figura equilibrada, pode optar por qualquer tipo de vestido, mas, sem dúvida, que os que lhe assentarão melhor serão os de tubo ou corte de sereia. Em relação aos decotes, o barco será o ideal. Se tiver o peito grande não sature esta zona com adornos; ao contrário, se tiver o peito pequeno, já o poderá fazer.

Corpo em triângulo invertido: o essencial é dar volume às ancas e reduzir os ombros. Como? Com decotes que não sejam abertos; experimente o decote redondo subido ou halter, que são fechados. Combine com saias volumosos, com aplicações. Vai ficar mais estilizada.

Ais d’Amor Bride’s Closet

De acordo com o peito: se quiser dissimular algum peito, aposte sobretudo nos decotes em V. Apesar de não serem a única opção, o mais importante é que o decote nunca seja subido. Pode escolher também um vestido com decote redondo mais aberto, sem marcar excessivamente a cintura, ou um modelo com um decote tipo blusa. Para as raparigas que querem salientar um peito pequeno, o melhor é escolherem um vestido muito justo e quanto menos decotado melhor. Se gostar, pode escolher drapeados nesta zona ou optar por um modelo de costas muito decotadas, que geralmente favorecem todas as noivas. Sucesso assegurado!

De acordo com a altura: as mulheres baixas vão ficar lindas vestidas de branco! No entanto, devem evitar vestidos com saias muito volumosas, pois tornam-na mais pequena pelo efeito óptico da proporção largura-altura. Procure escolher vestidos sem cortes horizontais e evite os véus excessivos. Pelo contrário, se for muito alta, escolha um vestido com cintura baixa para evitar adelgaçar mais a figura.

Se tem curvas ou é muito magra: se é uma rapariga com curvas, aposte no corte princesa e marque a cintura de forma a que as ancas sejam dissimuladas. Na parte do corpo do modelo, escolha dobras ou drapeados, perfeitos para dissimular. Se for muito magra, favorecem-na modelos com volume nas mangas ou na saia, dependendo da parte do corpo que queira realçar. A manga curta, três quartos ou manga comprida são as opções perfeitas, já que dissimulam os braços, tanto se os tem mais cheinhos ou mais magrinhos. Além disso, para dar volume ao peito o decote coração é favorecedor, mas não os decotes quadrados ou em V.

Se estiver grávida: se estiver nos primeiros meses de gravidez, a barriga não será visível, pelo que poderá utilizar o mesmo vestido que tinha pensado, tendo em conta o seu tipo de corpo. Mas só até aos 4 meses (com sorte!). A partir daí, o corpo irá mudar totalmente, por isso aposte no corte império e um tecido fluído, que será o mais cómodo.

Ais d’Amor Bride’s Closet

Passo 5. Conselho: experimente o vestido, caminhe e mova-se

Os especialistas recomendam que quando estiver na prova do seu vestido não fique quieta, fixamente a olhar para o espelho.  Caminhe, sente-se, salte, dance, ponha os braços para cima… Se não conseguir fazer algum destes movimentos, é sinal que o vestido não é o perfeito. Deverá viver com ele um milhão de emoções e vesti-lo durante muitas horas em que não vai estar quieta, por isso deve sentir-se cómoda com ele.

E, claro, não vá com mais pessoas do que as necessárias para a prova do vestido. Acredite ou não, as opiniões, venham de quem vierem, influenciam sempre e, mais ainda, quando se trata de escolher o seu vestido de noiva. Se decide ser acompanhada por demasiadas pessoas, será mais difícil guardar segredo, terá menos tranquilidade e mais opiniões. Leve somente uma ou duas pessoas com quem se sente mais cómoda e com quem tenha muita confiança.  A sua mãe a e a sua irmã, por exemplo.

Pureza Mello Breyner Atelier

Agora já sabe como escolher o seu vestido de noiva! Procure um designer ou marca de vestidos de noiva que elaborem vestidos com tecidos de boa qualidade e que ofereçam a possibilidade de fazê-lo à medida ou modificá-lo ao seu gosto. Não duvide que é muito importante ouvir a opinião de um profissional que a aconselhe sobre o que melhor lhe assenta. E assim vai ter o vestido com que sempre sonhou! E agora, que comece a procura pelo vestido ideal! Deixe de lado os nervos e desfrute de todos os preparativos!

Descubra qual é o vestido ideal para si

através deste simples teste!

E para ajudá-la na organização

Descarregue o ebook Como organizar o seu casamento“!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

5 passos básicos para encontrar o vestido de noiva perfeito
5 passos básicos para encontrar o vestido de noiva perfeito
Desvelamos os 5 passos básicos para encontrar o vestido perfeito!
Pedro Filipe Fotografia
Como combinar os vestidos das damas de honor em 5 passos
Siga estes 5 passos infalíveis e combine na perfeição os vestidos das vossas damas!
Como manter o amor no trabalho? 5 passos fundamentais!
Como manter o amor no trabalho? 5 passos fundamentais!
O amor acontece mesmo nos locais que menos queriamos: o trabalho. Descubra os nossos conselhos para manter uma relação amorosa e o seu emprego!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação