13 casais que adorávamos e que gostaríamos que voltassem

O amor nem sempre é eterno. Existem casais que, apesar de parecerem perfeitos, acabam por colocar um ponto final às suas relações e deixar a opinião pública decepcionada. É uma tristeza!

Hoje falamos-lhe dos casais que nos apaixonaram de verdade, que têm flow, que ficavam (ficam!) perfeitos juntos. Também são as relações que, infelizmente, já não desfrutam de um amor em comum, mas que nós desejaríamos que continuassem juntos. Não estamos a dizer que tenha de acontecer, pois a maior parte deles já partilham o seu amor com outras pessoas  – e não queremos que se separem! Mas nunca é demais fantasiar com algo que seria muito bonito.

Britney Spears e Justin Timberlake

Um dos jovens casais que iremos sempre recordar. Actualmente, ele é feliz com Jessica Biel (estão casados há cinco anos), mas a nossa mente de 2000 posiciona-se a favor deste casal que, talvez produto do marketing, nos satisfazia mais do que misturar Fanta e Coca-Cola num mesmo copo. E que, aliás, se converteram num produto importantíssimo da indústria musical, tal como aconteceu e ainda acontece hoje com Beyoncé e Jay Z. Britney abria concertos dos NSYNC e ambos despertavam a inveja e a aprovação de todos os fãs. Até ao  final do namoro, que aconteceu em 2002, e do qual Timberlake falou no tema Cry Me a River.

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Emma Stone y Andrew Garfield

Conheceram-se no set de The Amazing Spiderman, onde ele interpretava a personagem Peter Parker  e ela Gwen Stacy. A química deles era estrondosa, quer dentro como fora do ecrã. Juntos usavam uma simbiose hipster, moderna, boémia e intelectual no seu dia-a-dia. Na passadeira vermelha optavam pela elegância dos grandes eventos, sem perder um ápice do bom gosto. O que se destacava mais neste casal era o seu humor e espírito jovem, dois adultos que se comportavam como tal quando convinha.

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Brad Pitt e Jennifer Aniston

Ainda que fosse óbvio falar de Brangelina, nós fomos mais atrás, ao fim do casamento do actor com Jennifer Aniston, que é ainda doloroso apesar do passar dos anos. Não quer dizer que não aprovássemos a relação de Brad e Angelina, mas a ruptura  com Jennifer deixou-nos de rastos, uma vez que se uniram sem que ninguém estivesse à espera e sempre se mostraram humildes e apaixonados. Juntos fizeram uma boa equipa, que talvez tenha ganhado mais brilho graças à chegada de Angelina, que transformou o relacionamento numa espécie de mito e Jennifer na nova heroína do povo.

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Tim Burton e Helena Bonham Carter

Os artistas excêntricos terminaram a sua relação após treze anos de amor. Mas porquê? Estavam feitos um para outro! O director e a actriz não só partilhavam o cabelo encaracolado indomável como Helena tinha participado em todos os filmes de Tim desde 2001 e os dois possuíam a habilidade de serem diferentes e génios no seu trabalho. Ambos se completavam e formavam um casal de corte gótico, aliado ao mundo de hoje e, possivelmente fugindo da luz solar. No entanto, viviam em duas casas separadas que se uniam através de um túnel (sim, como está a ler) talvez prevendo o fim da relação. Um final digno deles!

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Johnny Depp e Winona Ryder

Os actores saíram na década de 90. Juntos protagonizaram o filme Eduardo Mãos de Tesoura, onde Johnny Depp interpretava a personagem principal, e também uma intensa história de amor na vida real. Naquela época, os dois actores eram ídolos cinematográficos e forravam as paredes de todos os adolescentes. O amor entre eles era, portanto, um sonho tornado realidade. Eram um casal feliz, tanto que Depp fez uma tatuagem em homenagem da sua então cara-metade, “Winona Forever” (e que mais tarde teve de alterar). No entanto, a juventude e o êxito acabou por se impor. Já com quatro anos de namoro, terminaram em 1993.

Daily News
Foto: Daily News

Woody Allen e Diane Keaton

Conheceram-se em 1968 e em seguida conectaram-se, sobretudo pela sua neurose comum, timidez e facilidade em contar piadas e histórias engraçadas. Mantiveram um romance entre 1973 e 1975, época em que Diane também era a musa do director noviorquino. Durante seis anos, a actriz protagonizou com Woody todos os seus filmes, desde 1973 até 1979, pois a relação de amizade que tinham continuou forte, mesmo depois de terminarem o relacionamento. A química entre eles era evidente no ecrã, onde se demonstrava que ambos bebiam dos seus próprios trabalhos. Ela ganhou um Óscar por Annie Hall e, recentemente, a actriz confessou que o seu amor pelo director continua, talvez platónico, talvez nostálgico, mas – no final – amor!

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Antonio Banderas e Melanie Griffith

Era o casal de Hollywood por excelência. Ele acabava de chegar à indústria americana com a fama de dandy latino (abriu o caminho a muitos actores espanhóis nos Estados Unidos); ela, naquela época, era um dos sex symbol do panorama. Depois de se conhecerem na divertida Two Much de Fernando Trueba, começaram um relacionamento que dava asas ao amor transatlântico e mostravam-nos que podíamos procurar o amor “lá fora”, inclusivamente com pessoas aparentemente inalcançáveis. O casal destruiu preconceitos e sempre mostrou ter uma excelente relação, até que surgiram os assuntos menos agradáveis que sobrevoavam o fim da sua história. Ela chegou a tatuar o nome de Antonio dentro de um coração, ainda que o seu valor artístico sempre se tenha colocado em dúvida.

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Susan Sarandon e Tim Robbins

Eram um casal modelo, sobretudo pela sua longa relação (21 anos!) e o seu activismo político. Eram duas das cabeças mais visíveis em todas as manifestações (ela foi presa em 1999 durante um protesto), apelavam à justiça e, para além disso, eram (e são) dois grandíssimos actores. Ela ganhou o seu único Óscar por Dead Man Walking, dirigido por Tim e interpretado com Sean Penn. Apesar do casal nunca ter chegado a casar, tiveram dois meninos. Todos lamentamos o desgaste do amor entre eles.

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Jennifer López e Marc Anthony

Um desses casais que tinham de estar juntos, sim ou sim. Trabalharam juntos pela primeira vez em 1999 com o célebre tema No me ames e voltaram a fazê-lo com Olvídame, após o qual chegou ao fim o matrimónio de sete anos. Com dois filhos e um milhão de histórias para contar, o casal latino parecia destinado a permanecer toda a vida unidos. Ela chegou a chamá-lo de “alma gémea”. Felizmente ficou uma boa amizade entre eles.

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Kaley Cuoco e Johnny Galecki

A relação dos protagonistas de The Big Bang Theory esteve nas sombras durante os dois anos que durou, desde 2007 a 2009. Curiosamente, o seu affaire na série começou durante esse último ano, quando só havia amizade na vida real. E não houve nenhum problema. A sua química no ecrã era óbvia e a sua relação de amizade por detrás dela um feito que não passava despercebido, nem nas redes sociais nem nos meios de comunicação. Apesar das relações de ambos, com um casamento incluído (Kaley esteve casada com Ryan Sweeting entre 2013 e 2015), sempre existiram rumores que ambos se esforçaram para terminar a relação através do humor. Será que alguma vez irão voltar?

Observem aqui a sua boa-onda:

Aqui desmentiram o seu suposto novo romance:

No scandals / home wreckers / pregnancies here, y'all. Just profound friendship. @normancook ❤️

A post shared by Johnny Galecki (@sanctionedjohnnygalecki) on

Justin Bieber e Selena Gómez

Outra relação de adolescentes que enlouqueceu os fãs.  A relação e a ruptura entre estas estrelas, que actualmente rondam os 20 anos, continuam a dar que falar, com canções que lhes são dedicadas (The heart wants what it wants de Selena e Sorry de Justin). Ainda que nos pareça improvável a sua reconciliação, para os jovens que dançaram nas discotecas com as suas músicas a esperança será a última a morrer. São os “Britney Spears e Justin Timberlake” da década.

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Orlando Bloom e Miranda Kerr

Casal lindo: Orlando triunfava após o êxito de Senhor dos Anéis e Pirata das Caraíbas; Miranda encantava o mundo como anjo da Victoria’s Secret. Casaram-se em 2010, ainda que já tivessem três anos de relação que os colocou como grande casal no mundo das celebridades. Certamente, ambos pareciam encantadores juntos, para além de despertarem a inveja pela beleza que possuem. No entanto, o tempo acabou por minar o seu casamento, embora exista uma relação de cordialidade entre eles, sempre para o bem do filho Flynn.

Ela voltou a casar, desta vez com o fundador do Snapchat Evan Spiegel; e ele esteve um ano com Katy Perry, outro desses casais explosivos, originais e que também se poderiam incluir nesta lista.

Cordon Press
Foto: Cordon Press

Pedro Teixeira e Cláudia Vieira

Por cá, também gostávamos de ver alguns casais juntos novamente. Como a Cláudia e o Pedro. Pareciam o casal perfeito. Amigos, cúmplices e amantes, conheceram-se nas filmagens de Morangos com Açúcar, onde interpretaram um par romântico na pele de Ana Luísa e Simão e apaixonaram-se quase ao mesmo tempo que as suas personagens. Em Abril de 2010 reforçaram os laços de amor, com o nascimento da filha em comum, Maria, que ainda é actualmente a grande prioridade das suas vidas. A notícia da separação, em 2014, apanhou muita gente de surpresa, pois nada fazia prever que este amor acabasse assim, após quase 10 anos de relacionamento. Hoje vivem novos amores  – Pedro com Sara de Matos (que foi por muitos “acusada” de ter sido o motivo da separação) e Cláudia com o empresário João Alves. Hoje já não se fala tanto em reconciliação, mas durante muito tempo era essa a vontade de quem, incrédulo, recebeu a notícia de que os dois já não estariam juntos.

Foto via Facebook Cláudia Vieira

Também quer que voltem? Foram um exemplo e, apesar do amor falhado, nós ficamos com a recordação. Quem sabe unam as suas vidas de novo algum dia!

E entretanto, não deixe de acreditar no amor e inspire-se nos casamentos mais duradoiros dos famosos!

Mais informação sobre

Dê-nos a sua opinião

Sexting: ajuda ou não a fortalecer as relações do casal?
Sexting: ajuda ou não a fortalecer as relações do casal?
O sexting é uma modalidade que os casais usam para estimular os desejos sexuais, através de uma gratificação imediata que a tecnologia facilita. No entanto, um estudo indica que está a gerar fraturas na base das relações.
Miguel Matos Fotografia
Como ser um casal feliz? 6 Conselhos para que a paixão fale por si!
Esqueça as utopias e centre-se em objectivos reais, daqueles são verdadeiramente alcançáveis. Como cuidar da sua relação, por exemplo!
Thrall Photography
13 propósitos para 2018 que TODOS os casais deviam realizar!
Comece o 2018 em grande e cumpra estes 13 propósitos com o seu amor!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação