10 coisas inevitáveis no primeiro ano de casamento e conselhos para superá-las!

Há muitos casais que já vivem juntos antes de casar mas, nem sempre é assim e nem todos passam por esse “período de adaptação”. O artigo de hoje vai dedicado àqueles casais que iniciam, do zero, uma vida à dois e que vão descobir que há mínimo 10 coisas inevitáveis que acontecem no primeiro ano de casados e que não estão à espera! O bom? Que nós temos sempre algum conselho para lhe dar e esta vez não é excepção!

1. A pressão para ter filhos: 

Uma das pressões mais comuns é o sentimento de “obrigatoriedade” de ter filhos logo após o casamento. As pessoas do ciclo mais íntimo do casal, muitas vezes não é consciente de que a pergunta: “Para quando o bebé?” pode tornar-se num sentimento se agonia para o casal. De facto, se este está à procura do bebé e por qualquer motivo, não está a conseguir, este sentimento pode levar à frustração e ter consequências bastante piores. O nosso conselho? Felicite aos recém-casados e apenas lhes deseje uma vida feliz e cheia de coisas boas, sem mais perguntas associadas! 

Créditos: AcoupleffilmsSolicite informação sobre “Créditos: Acoupleffilms”
Créditos: Acoupleffilms

2 Vão descobrir o pior de cada um

Sim… no namoro mostramos o nosso melhor lado, sempre bem-dispostos e cedemos a quase tudo. Bem, quando se partilha tudo, partilha-se mesmo tudo…até o mau-humor!! Aí conhecemos a pessoa “real” e descobrimos que a nossa cara-metade tem os seus dias menos bons e, claro, é imperfeito. Mas mesmo assim amamo-lo! O nosso conselho? Ninguém é perfeito, apenas devemos aprender a viver com os defeitos de cada um. Fale com o seu companheiro e estabeleçam certas “regras” de convivência e cheguem juntos a um entendimento comum. 

3 Podem sentir-se à vontade demais 

Irá aprender e ver que nem sempre é desejável partilhar tudo! Sim, pode ser romântico lavar os dentes juntos mas não partilhar a mesma escova. Ter o mesmo quarto e dormir juntos todas as noites é óptimo mas não querem ver a roupa um do outro espalhada pelo chão – e menos se você é organizado e a outra parte não. Aquele momento de ir à casa-de-banho, nem é necessário mais dados…O nosso conselho? Sejam conscientes de que existem certas situações que realmente devem continuar a ser individuais, ou seja, que mesmo vivendo na mesma casa, cada um deve conseguir sempre manter o seu espaço. 

Créditos: Efeito espontâneoSolicite informação sobre “Créditos: Efeito espontâneo”
Créditos: Efeito espontâneo

4 Os vossos projectos irão mudar.

Inevitavelmente as vossas rotinas vão mudar. Cada um tem o seu horário de trabalho pelo que diferentes horas de almoço, jantar e inclusive, diferentes horas de dormir. Ele prefere ficar acordado até mais tarde mas inevitavelmente ela tem que deitar cedo porque tem que madrugar para trabalhar – por exemplo. O nosso conselho? Simplesmente, acostumem-se ao horário um do outro e respeitem as horas de actividades e descanso diferentes. Mas principalmente devem sempre encontrar umas horas comuns para poder passar um bom tempo juntos, fundamental na vida a dois. Dividam as tarefas da casa com base a esses horários! 

5 Vão discutir sobre pequenas coisas…até sobre comida

Um jantar a dois, é algo muito romântico…bem, não será sempre assim! Nem sempre terá fome ao mesmo tempo que o seu marido e nem quererão jantar a mesma refeição. O nosso conselho? Respeito e ceder! Podem por exemplo criar um “planning” de almoços e jantares para a semana e definir quem faz o quê. Se nesse dia, por algum motivo, não lhe apetece jantar o que estava escrito, prepare você próprio a nova refeição mas acabem por jantar juntos, cada o seu prato. Ideias diferentes? Sim! Mas sempre juntos! 

6 As lidas domésticas

Não parece ter lógica, mas acredite que faz todo o sentido! Por vezes a falta de comunicação e partilha das tarefas domésticas pode provocar sérios problemas na relação. O nosso conselho? Decidam juntos as tarefas que “mais gostam” ou “que menos” e estabeleçam uma lista de quem faz o quê. É um dos pontos mais importantes da convivência a dois.

AhHA! PhotosSolicite informação sobre “AhHA! Photos”
Créditos: AhHA! Photos

7 Podem ter interesses muito diferentes

Há coisas que não vão querer fazer juntos porque simplesmente fazem-no de maneira completamente diferente! Por exemplo, você pode gostar de seguir as receitas à risca e ele gosta de improvisar; ela cozinha e só depois lava a loiça e ele prefere ir lavando consoante vai cozinhando, de forma a ter tudo mais organizado. Ele prefere ver todos os programas de desporto do mundo – esta é uma frase muito estereótipo – e ela prefere ver todas as series existente! Qual o nosso conselho? Como sempre, falem! Definam todos esses hábitos e respeitem-se mutuamente. Para o caso dos hábitos televisos, o melhor será sempre comprar duas televisões. 🙂

João Marques Fotografia
João Marques Fotografia

8 Vão querer o ter o próprio espaço e tempo para cada um

Sim, o casamento significa estar sempre com a sua cara-metade, todos os dias e é maravilhoso. Mas quando dizemos sempre, deve saber que também cada um necessita e precisa do seu próprio espaço a sós. Para relaxar, ler um livro, ou mesmo dar um passeio sozinha. Conselho? Aqui, como em tudo na vossa relação, terão de encontrar um equilíbrio respeitando o tempo de cada um.

9 Não “eu”, mas “nós”

Por vezes é difícil mas a partir do momento que decide tomar uma vida a dois deve ser consciente que a partir de agora será um “nós” e não um “eu”. Devem partilhar a maior informação possível sobre a vossa vida comum e também individual – quanto basta. Ou seja, não significa que tenham que pedir-se autorização para nada mas é certo que é importante que falem as coisas. Não seria bom descobrir na própria manhã que o seu companheiro vai de férias durante 10 dias com amigos, sem que nunca lhe tenha falado disto antes e vice-versa. O nosso conselho? Uma boa comunicação diária com a sua cara-metade ajudará na partilha de toda esta informação! Façam planos juntos e separados mas mantenham sempre a outra parte informada, isto evitará muitos problemas!

10 O casamento é a dois

O “para sempre” pode não existir quando um dos dois não investe na relação. Ninguém disse que iria ser tudo cor-de-rosa e apenas alegrias, um casamento feliz pode “dar trabalho”. Nunca se esqueça desta máxima! Descubra também: 10 hábitos para um casamento feliz!

Créditos: Profoto
Créditos: Profoto

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Mais informação sobre

Dê-nos a sua opinião

5 conselhos de estilo para as meninas e os meninos das alianças
5 conselhos de estilo para as meninas e os meninos das alianças
Provavelmente, a esta altura, já estarão mais que convencidas do estilo que devem seguir os pequenos irrequietos que vos acompanharão, no vosso casamento. E se não estão... Bem... Nós preparámos 5 conselhos de estilo para as meninas e os meninos das alianças que farão toda a diferença na vossa decisão e numa escolha final!
3 indescutíveis motivos para ter um Save The Date filmado: arrase desde o primeiro momento!
3 indescutíveis motivos para ter um Save The Date filmado: arrase desde o primeiro momento!
Há dez anos atrás, dizia-se muito que uma imagem tem um poder tão único que vale mais do que mil palavras. Hoje, a mesma fórmula pode aplicar-se aos vídeos.
Hélder Couto Photography
Os pais, os sogros, a família em geral e o primeiro Natal enquanto casados!
"Com a minha família ou com a tua?" - esta é a grande pergunta dos casais quando se aproxima Dezembro! Esta é uma pergunta que pode transformar-se na chatice do século entre o casal. Por isso, deixo-vos com alguns conselhos para lidarem da melhor forma com o tema "o nosso 1.º Natal enquanto casados".

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Quer divulgar a sua empresa na Zankyou?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação