Como ser um casal feliz? 6 Conselhos para que a paixão fale por si!

Como ser um casal feliz? 6 Conselhos para que a paixão fale por si!

Esqueça as utopias e centre-se em objetivos reais, daqueles são verdadeiramente alcançáveis. Como cuidar da sua relação, por exemplo!

Como ser um casal feliz? 6 Conselhos para que a paixão fale por si!
Foto: Gustavo Barbosa Fotografia
  • Vida a Dois
  • Conselhos
  • International
  • Msn
  • Felicidade
  • Casal

Todos temos metas a atingir. Umas conseguimos por em prática, outras nem tanto, mas todas elas fazem parte da nossa to do list mental. Começar a ir todos os dias ao ginásio, “fechar a boca” para se livrar daqueles quilos que teimam em não baixar na balança, deixar de fumar, beber menos, cozinhar as refeições em vez de recorrer a comidas pré-feitas, começar a estudar com maior antecedência, acordar mais cedo para tomar tranquilamente o pequeno-almoço… E por aí fora. Apostamos que já está a pensar nas suas, certo? São coisas que procrastinamos, mas que acreditamos ir melhorar seriamente a nossa vida, sejam elas mais ou menos “sérias”.

Pois hoje vamos lembrar-lhe de algo que tem prioridade absoluta: melhorar a sua relação. E mesmo que esteja nos píncaros da paixão, leia. São conselhos úteis, com objetivos muito simples, que facilmente irá colocar em prática, sobretudo se os quiser verdadeiramente atingir.

Dar e receber

Embora este lhe pareça um daqueles conselhos de um grupo vulgar de autoajuda, estas duas máximas são fundamentais para que a sua relação siga por um bom caminho. Recorda-se daquele momento de egoísmo, que aconteceu mesmo a semana passada, em que sentiu (e ouviu!) a veemente reprovação da sua cara-metade? Provavelmente tudo aconteceu porque ela/ele se calou durante muito tempo e saiu-lhe tudo de uma só vez, o que é muito pior. A procura do equilíbrio é a solução para os seus problemas. Se lhe fazem um favor, se estão ali para si, se lhe oferecem um ombro onde pode chorar, corresponda com o mesmo e erga um novo monumento à empatia.

Veja também: Descubra as 30 razões por que o seu companheiro quer ficar consigo toda a vida

guardar
Foto: Gustavo Barbosa Fotografia

Ser independente

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Estar juntos é bom, para que a relação dê frutos e fique mais sólida, mas também será importante manter um espaço pessoal e a sua independência. O passarem algum tempo separados, quer seja com amigos ou mesmo sozinhos, imersos nos vossos próprios hobbies, irá permitir valorizarem mais a vossa relação. E mais: essa ausência vai alimentar ainda mais a chama que é necessária para a vossa viabilidade enquanto casal. O reencontro será muito mais emocionante!

Por outro lado, este tema da independência vai um pouco mais longe e abarca também o aspeto económico e profissional. Não queremos homens e mulheres completamente dependentes do outro, como dois “pares de jarras”, pois isso revela alguma debilidade, conformismo e uma falta de ambição (e não estamos a falar necessariamente de dinheiro). Antes de serem um casal são pessoas e é o facto de serem especiais enquanto seres únicos que vos faz triunfar no amor (caso ainda não soubessem…)

Veja também: 12 hábitos para um casamento feliz: o número 6 faz toda a diferença!

guardar
Foto: It’s all about…

Emocionar-se

Não há nada melhor do que se abrir, mostrar-se ao outro sem receios, beber dos melhores sentimentos e encher de vida cada um dos vossos encontros. Deve rir-se dos disparates, chorar quando algo a/o emociona, expressar-se e, sobretudo, perder o medo. Quanto se apaixona, tem também de descobrir que não há lugar para a vergonha, nem para tabus. No amor, tudo (ou quase tudo) é válido para que duas pessoas se possam manifestar, seja com lágrimas ou com sorrisos.

Veja também: 10 gestos para recuperar o romantismo no casal voltando ao “antigamente”!

guardar
Foto: Thrall Photography

Acabar com as más caras

Uma má cara não traz nenhuma alegria. Pelo contrário, dá-nos vontade de bater-lhe com a porta no nariz. E a sua cara-metade pensará o mesmo. Sim! Se está chateado/a, procure uma solução, mude de trabalho, vá ao psicólogo ou pense no seu relacionamento, mas não martirize o seu parceiro/a, que não merece essas expressões azedas e desagradáveis.  Procure ser feliz e não faça com que os outros se sintam culpados pelo seu azedume.

Veja também: Regras para ser feliz: 5 conselhos que valem ouro!

guardar
Foto: Pedro Sifredo Photographer

Ser sincera/o

Se tem problemas, fale. Conte tudo o que a/o anda a preocupar na sua cabeça. Apesar de estar mal, e provavelmente preferir fechar-se na sua concha, é muito frustrante estar do outro lado sem saber o que se passa e ao mesmo tempo ir alimentando a imaginação, que geralmente transborda em coisas que, na realidade, não têm nada a ver com a razão real da sua tristeza ou afastamento. Uma atempada conversa repara feridas ou possíveis hemorragias. Se não, não estranhe que ele ou ela decida ignorá-la/o. Todos temos um limite.

Veja também: Eis as seis mentiras (inofensivas) que todos os casais dizem

guardar
Foto: Thrall Photography

Ter ambição

Ter ambição por crescer individualmente e por chegar a metas que fortaleçam a relação. Casamento, filhos, novos projetos profissionais, viagens, histórias… qualquer coisa que sacie o seu apetite vital. Se a sua maior ambição consiste em ficar no sofá com o seu parceiro ou parceira, porque acha que a sua cara-metade também está feliz com essa demonstração de sedentarismo, não vamos julgá-la/o, mas quem sabe se transforme numa escultura de areia, tal com a sua relação. Mas olhe que, com o tempo, estas estátuas podem cambalear e cair, com tudo o que isso implica…

Veja também: 30 sinais claros de que você NÃO está pronta para ter filhos!

guardarJaime Neto Photography
Foto: Jaime Neto Photography

Respeito

O respeito é a base de todos os relacionamentos. Ambos estão ao mesmo nível e nada pode ser dado como certo (tarefas domésticas, educação, filhos, empregos, decisões, responsabilidades…). E para ter esse equilíbrio, que é cada vez mais comum na sociedade – apesar de ainda haver muito para fazer – o machismo e todas essas teorias devem ficar fora do vosso idílio. Se tudo fosse assim naturalmente, o mundo seria muito melhor. Entretanto, esforce-se por melhorá-lo e dar o exemplo aos casais onde é bem visível o desequilíbrio, destinados a uma vida marcada por estereótipos e falta de verdadeira liberdade. Igualdade acima de tudo.

Veja também: Eis as 12 grandes diferenças entre o eterno namorado e o futuro marido!

guardar
Foto: Nelson Marques + Andreia Torres Photograph

Se reler esta lista com todas estas boas intenções, descobrirá certamente que nada é impossível. Ir todos os dias ao ginásio? Uma utopia. Cuidar da sua relação: com trabalho, tudo é possível!

 

E se acredita numa relação feliz, veja também:

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Pedro Sifredo Photographer Fotógrafos e vídeo
It's all about... Fotógrafos e vídeo
Thrall Photography Fotógrafos e vídeo
Jaime Neto Photography Fotógrafos e vídeo
Gustavo Barbosa Fotografia Fotógrafos e vídeo

Dê-nos a sua opinião

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!