8 maus hábitos que tem de largar se decidirem "viver juntos"

Não está sozinha(o). Agora vive em casal, com uma pessoa de quem gosta e, sobretudo, respeita. Por isso, não faz sentido que continue a seguir determinados maus hábitos que os seus pais (são seus pais e, infelizmente, têm de amá-la(o) mesmo assim…) e os seus companheiros de quarto ou apartamento (há coisas que ficarão para sempre entre aquelas paredes…) suportavam. Por esse motivo, dizemos-lhe, com todo o carinho do mundo (e todo o tacto possível…) o que não deve voltar a fazer NUNCA MAIS em casa se quiser que a sua aventura em comum tenha algum futuro.

shutterstock_499253653

Má gestão do tempo

Como já dissemos, não vive sozinha(o) e a sua casa-de-banho, possivelmente a única em toda a casa, não necessita de uma dedicação muito exagerada. Seja para satisfazer as suas necessidades fisiológicas ou preparar-se para sair de casa, a verdade é que agora tem de se lembrar que a casa-de-banho é dos dois. Partilhar o espaço? Depende do vosso grau de intimidade, mas nós recomendamos que, pelo menos inicialmente, a “magia” do casal se mantenha por algum tempo.

Por isso, procure que o seu duche não dure mais do que o “E Tudo o Vento Levou”. Utilize outros espaços (o quarto, por exemplo) para algumas das suas tarefas pessoais (pentear, maquilhagem, etc.) e deixe a casa-de-banho para assuntos verdadeiramente importantes que não podem realizar-se noutro local. Neste caso, o tempo é ouro e deve ser correctamente administrado. Não use a casa de banho como um local de retiro. A verdade é que não está num balneário, trata-se da sua casa.

E tenha atenção! Esta questão do tempo pode extrapolar-se a muitos âmbitos. Por exemplo, agora que vive com alguém deverá ser rápido(a) a sair de casa. Quando um dos elementos do casal demora demasiado tempo a preparar-se, o outro de certeza que irá ficar à espera com cara de poucos amigos…

boo bathroom monsters inc pee bladder

Sujidade

O que é esse objecto não identificado que dorme na esquina da sua de casa de banho? Um piaçá. A sua função? Deixar o WC impecável quando o “assunto” fica fora do nosso controlo. Utilize-o! Não morde nem é um foco de doenças (bem, depende de como estiver o vaso…)

Por outro lado, quando entorna leite, uma Coca-Cola ou qualquer outro líquido, o melhor que tem a fazer é levantar-se, ir buscar papel ou um pano húmido e… limpar! Quando vivia com a sua família, provavelmente era a sua mãe que se levantava e limpava. E apesar de lhe dar sempre um ralhete, o modus operandi mantinha-se até não dar mais. Já com os seus colegas com quem partilhava a casa, a mancha ficava ali para o resto da vida, albergando vida inteligente e uma possível civilização. Ora, este hábito deve mudar em casa, porque agora ninguém a vai limpar por si e – convenhamos – o seu lar deve estar minimamente apresentável.

movies bouquet toilet brush big fat black lady

Sons irritantes

Que boa era a adolescência, não é verdade? Em casa, a música ecoava estridentemente e os vizinhos chamavam a polícia, mas para si… era “igual ao litro”. Na residência de estudantes, o problema era multiplicado por mil, acompanhado por berros, gargalhadas e todo o tipo de sons que só um universitário é capaz de emitir. Agora, tudo isso acabou. Está a partilhar a sua casa e o ambiente deve ser agradável, pelo que nem sempre pode fazer o que lhe “der na cabeça”. Se ambos são fãs do heavy metal e gostam de atordoar os tímpanos todos os dias, força, vão em frente, desde que a outra pessoa esteja de acordo não há qualquer problema. O mesmo se passa com filmes, séries ou os videojogos: é preciso que estejam de acordo, senão há que respeitar o outro.

stop stop it

Alguns convidados

Toda a gente tem o direito de convidar os seus amigos para ir a sua casa, mas agora é preciso que ambos partilhem essas amizades. Se o(a) seu/sua parceiro(a) não está em casa, não haverá problema, mas, a não ser que ambos façam parte do “plano” (será sempre positivo conhecer os amigos do seu namorado/a) não tem graça nenhuma estar a conviver na sala enquanto o seu companheiro ou companheira está a ver Netflix no quarto (mais do que pouco divertido, seria estranho…). De qualquer forma, e no caso desta situação acabar por acontecer e a sua cara-metade revelar um comportamento mais “abusivo”, também não será preciso fazer um escândalo, pois sabe perfeitamente que quando estamos sozinho(a) com os/as amigos(as) o nosso comportamento, por vezes, é um pouco diferente.

Apesar de tudo, é bom marcar certos limites sempre que a situação o exija. Há convidados que não sabem quando se devem ir embora e, “como quem não quer a coisa”, acabam por ficar para dormir. Há pessoas muito abusadoras a quem é necessário colocar barreiras. Antes “tanto lhe dava” porque a sua casa não era “séria” e ali entrava qualquer um, mas agora partilha o espaço com alguém e não será muito agradável ter os seus amigos a tomar o pequeno-almoço convosco.

bye gtfo get out

 Manias (muitas delas pouco higiénicas)

Apesar de parecer ridículo afirmá-lo, você era você, com todas as suas coisas. No entanto, algumas características desse “eu” tão extraordinário devem ser deixadas para trás. Não é preciso mudar, simplesmente procure ceder para que a convivência seja melhor. Não é preciso trocar de penteado, de filosofia de vida ou ideologia política, mas não vem nenhum mal ao mundo se começar a baixar a tampa da sanita. Deixar a toalha molhada no chão como um cachorro molhado também não será positivo. Não faz parte de uma convivência sã. Por os pés em cima da mesa nova, deixar os pratos de molho durante uma semana, cortar as unhas em qualquer lado, soltar flatulências como em casa dos seus colegas, não limpar os pés no tapete de entrada num dia de chuva, fazer a cama apenas quando se regressa a casa ou deixar o lavatório com vestígios de barba também não é particularmente divertido.

dish

Refeições individuais

Quando partilhava um apartamento com amigos e chegava tarde a casa, uma pizza ou qualquer outra refeição pré-feita resolvia a situação. Mas agora tudo mudou. Não quer dizer que tenham de ser siameses, mas o certo é fazer uma refeição juntos, mesmo que seja essa pizza ou uma lasanha pré-congelada. Pense na outra pessoa e não apenas na sua sandes de presunto. Prepare outra coisa ou sugira alternativas nesses dias, mas sempre contando com ele/ela. Podem até comer cada um uma coisa diferente, mas procure sempre ser amável.

pizza

Compras egoístas

O carrinho de compras à base de cerveja, bolachas, pizzas e preservativos é para esquecer. O mesmo em relação ao cesto com quatro tomates, quinoa, gelado e amaciador. Claro que se tratam de estereotipos, pois é difícil saber o que leva um carrinho de compras de um homem e de uma mulher, mas a nossa ideia é que tenha em conta que agora será necessário olhar para o bem comum. É claro que defendemos uma dieta equilibrada e que cada elemento do casal satisfaça as suas necessidades e caprichos, mas deve haver consenso na maioria das compras e não puxar do egoísmo na hora de ir ao supermercado.

The Simpsons bart simpson season 4 episode 21 milhouse van houten

Inércia

Depois de viver em casa dos pais, é assustador ter de começar a fazer determinadas tarefas. Apesar de que também as deveria fazer antes…! Mas, sejamos honestos, a verdade é que os filhos, lamentavelmente, ignoram as directrizes dos seus progenitores. Só que agora os seus papás já não estão lá para solucionar todos os seus problemas e cabe a si resolvê-los, bem como ao seu parceiro ou parceira, já que deverá haver igualdade na divisão das tarefas. Sim, porque ninguém no seu devido juízo deveria deixar que um dos elementos do casal enfrente um Evareste de roupa para passar a ferro enquanto o outro se diverte com reposições da sua série preferida.

20th Century Fox Home Entertainment dancing guitar robin williams cleaning

Se já vive com alguém e põe em prática estes maus hábitos, deveria começar a suprimi-los… já! É urgente! A sua convivência e educação dependem disso.

Dê-nos a sua opinião

135 milimetros
10 maus hábitos que arruínam até o casamento mais sólido
Como na Zankyou queremos que os casamentos sejam felizes, vamos deixar aqui um alerta, enunciando 10 maus hábitos q...
Ano novo, vida nova! Livre-se de maus hábitos que fazem mal à sua relação
Ano novo, vida nova! Livre-se de maus hábitos que fazem mal à sua relação
É a época em que acreditamos que podemos ser (e queremos ser) melhores! Porque não tentar também livrar-se de algun...
Casar é muito melhor que ir só a viver juntos: descubra a prova científica aqui
Casar é muito melhor que ir só a viver juntos: descubra a prova científica aqui
Casar é muito melhor que ir só a viver juntos! E se esta conclusão pertencesse a uma noiva que não se identifica co...
135 milímetros
Do's & Dont's! 6 coisas que tem mesmo de fazer no seu casamento. E 6 coisas que tem mesmo de evitar!
Já diz a sabedoria popular que o seguro morreu de velho e que mais vale prevenir do que remediar.
Vila Baleira Porto Santo - Wellness Resort & Thalasso Spa
Vila Baleira em Porto Santo: o sonho de casar no Paraíso
Se o seu sonho é casar numa ilha paradisíaca, então é no Vila Baleira Porto Santo - Wellness Resort & Thalasso Spa que vai querer dizer o “Sim”!
Decida ser feliz. Foto Diana Nobre Fotografia
10 hábitos para um casamento feliz: o número 6 faz toda a diferença!
A felicidade está nos pequenos momentos e nas coisas mais simples. Por isso, recomendamos-lhe 10 hábitos que vão ajudá-la a melhorar o seu casamento.

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação