10 sinais de que o seu casamento já esteve em melhor forma e 10 formas de dar a volta!

Amar é o melhor que podemos fazer! Mas nem tudo são rosas. Nem sempre as coisas são fáceis num casamento, mesmo num casamento onde existe muito amor. Porque as relações dão trabalho. Exigem esforço, dedicação, entrega e, sim, exigem alguns (às vezes, muitos) actos altruístas. É normal haver algum cansaço pelo meio, algum egoísmo. Mas isso não significa que deva desistir, pelo contrário, é aí que se deve recordar o quanto ama a pessoa com quem escolheu passar o resto da sua vida. É aí que deve fazer aquele esforço extra, porque ao fazê-lo vai ganhar muito mais do que do que vai estar a investir. A Zankyou identificou os 10 sinais que lhe indicam que a sua relação ou o seu casamento está em baixo de forma. Mas também lhe diz como reverter a situação. Porque remediar é preciso, mas prevenir é melhor.

São pequenas coisas que podem despoletar grande coisas… É altura de intervir, quando:

1. Já não se lembra da última vez que fizeram amor.

No princípio, a atracção é mais forte do que qualquer outra coisa que sente. O número de vezes que fazem amor é muito maior do que alguma vez será. Mais tarde, a qualidade do sexo substitui-se à quantidade. O número de vezes tende a diminuir mas a intimidade é maior e o prazer também. Mas menos vezes não pode ser nenhuma vez.

Solução:

Se não se lembra da última vez é porque foi já há demasiado tempo. E está na hora de resolver isso. O stress do trabalho e das obrigações da vida pesa, claro. Mas tem de o vencer.

135Solicite informação sobre “135”
Foto 135 milímetros

2. Já não recebe convites para os encontros da família dele.

Foram tantas as vezes que não pôde ir, tantas as vezes que tinha trabalho, estava cansada, que ao longo do tempo já nem se lembram de a convidar. Ninguém está chateado, apenas deixaram de contar consigo.

Solução:

Resolva isso já. Voluntarie-se. Organize você qualquer coisa. Mostre que a família da sua cara-metade é a sua também.

135Solicite informação sobre “135”
Foto 135

3. Toda a relação se passa do sofá para a mesa da cozinha.

Sair de casa é preciso. A relação pode ficar claustrofóbica sem os passeios de domingo, os jantares no restaurante preferido às sextas-feiras, as escapadinhas de fim de semana. Se deixou de fazer estas actividades, é altura de as retomar.

Solução:

Retome uma de cada vez. Faça-o devagar, mas faça-o!

135Solicite informação sobre “135”
Foto 135

4. Já não celebram as datas importantes.

Os anos de namoro, os anos de casado, a data que assinalou o primeiro beijo. Todos esses momentos são importantes na história das relações e a vontade de os celebrar é igualmente importante. Quando todos os dias são repetidos, iguais uns aos outros, é importante ter alguns que se diferenciam. E a nossa vontade de os celebrar está proporcionalmente ligada à nossa vontade de fazer parte dessa relação. Pelo menos é assim que o seu parceiro ou parceira percepciona o que se passa.

Solução:

Surpreenda. Crie uma nova data para celebrar. Quebre a rotina. Mime. Mostre como é importante para si estar nessa relação.

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Foto Efeito Espontâneo

5. Ninguém se dá ao trabalho de planear férias (com entusiasmo)

Os dias passam uns atrás dos outros e o stress do trabalho consome tudo de tal forma que lhe tira toda a energia. Com o tempo, perde até a energia para planear as férias e quando elas chegam decide à última hora ir para a terra dos seus avós ou para um hotel ao calhas perto de casa?

Solução:

Deixe-se disso. Planeie umas férias. Faça isso em conjunto com a sua cara-metade. Planeiem uma aventura. E tão importante quanto fazer essa viagem vai ser todo esse tempo que passaram juntos a planear tudo.

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Foto Efeito Espontâneo

6. Começa a ter mais eventos marcados com o seu grupo de amigos do que com a sua cara-metade.

Quando se torna normal sair mais com as suas amigas do que com a sua cara-metade, algo está errado.

Solução:

Não quer isso dizer que deixe de sair com as suas amigas e com os seus colegas, mas tão importante quanto manter a sua identidade enquanto pessoa é manter a sua identidade enquanto parte de um casal.

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Foto Efeito Espontâneo

7. O contacto físico diminuiu drasticamente e não se lembra como ou porquê.

Os beijos, os mimos, os abraços são importantes e ligam-nos às outras pessoas. Numa relação saudável, tudo isto é constante. O beijo de bom dia, os mimos no sofá, o beijo de despedida, o beijo de reencontro. O toque mantém as pessoas próximas. E se já não se lembra da última vez que passou horas no colo ou nos braços da sua cara-metade isso não pode ser bom sinal.

Solução:

Reinicie o contacto. Lembre-se de dar um beijo antes de sair de casa ou sempre que chega. Só isso às vezes basta para que a sua pele recorde a pele da sua cara-metade e todo o entusiasmo ressurja.

Efeito EspontâneoSolicite informação sobre “Efeito Espontâneo”
Foto Efeito Espontâneo

8. Não recebe mensagens, telefonemas, emails ou outro contacto quando passam o dia todo separados.

É uma questão de interesse. Quando amamos, sentimos interesse pelo que a pessoa que amamos é e pelo que faz. E ao mostrar-mos esse interesse a pessoa sente-se importante, vista, querida, feliz. Com o tempo, pode perder o hábito de mandar uma mensagem a perguntar como tudo está ou a deixar uma mensagem de ânimo.

Solução:

Não perca esse hábito. É um gesto pequeno que não custa nada e que só dá a ganhar.

RetractusSolicite informação sobre “Retractus”
Foto Retractus

9. Já não se lembra da última vez que disse (ou ouviu) amo-te.

As palavras são precisas. Verbalizar um sentimento é dar-lhe força e forma. Claro que você ama a sua cara-metade, claro que ela sabe.

Solução:

Mas de vez em quando o desanimo apodera-se de nós e é sempre bom ouvir que somos amados. Mesmo que seja óbvio que somos amados, ouvi-lo tem sempre um poder precioso. São pequenos bons hábitos que não convém perder.

RetractusSolicite informação sobre “Retractus”
Foto Retractus

10. O cansaço é mais forte do que a vontade de agradar ou de mimar.

As longas horas de trabalho, as poucas horas de sono, os filhos, as obrigações. A vida tornou-se mais complicada, mais cansativa. Por isso, os gestos de amor são cada vez menores. Os mimos também. Nada mais errado. Ninguém gosta de ser tido como garantido e ninguém gosta de se sentir pouco importante ou posto de lado.

Solução:

Todos somos um pouco frágeis e todos contamos com as pessoas que amamos e que nos amam para nos sentirmos melhor. As palavras ajudam mas os gestos são bem mais poderosos. Mime. Reaprenda a mimar. São gestos pequenos: fazer a sobremesa preferida, levar para casa uma prenda modesta que você saiba que a sua cara-metade vai adorar, fazer uma festa surpresa num aniversário.

RetractusSolicite informação sobre “Retractus”
Foto Retractus

A sua relação é importante. O seu trabalho também, claro. Os seus amigos também, claro. Mas aprenda a relativizar e a dar valor ao que realmente importa. Sabemos como o cansaço pode moer, mas um gesto que lhe leva 5 ou 10 minutos por dia pode ser a diferença entre o definhar da sua relação e o reacender da chama da sua relação. Lembre-se que o seu parceiro é o seu melhor amigo e por isso merece a sua atenção. E ao dar-lhe atenção a ele, vai fazê-lo querer dar atenção a si. O resto? Já sabe, é o seu final feliz!

Pode ler também 10 hábitos para um casamento feliz!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Mais informação sobre

Dê-nos a sua opinião

Cocktail hour! Coloridos e saborosos: os 10 cocktails que vão dar cor à sua festa.
Cocktail hour! Coloridos e saborosos: os 10 cocktails que vão dar cor à sua festa.
Verão é sinónimo de mojitos, caipirinhas e daiquiris! Sabores frutados e deliciosos. Bebidas intrigantes e colorida...
15 típicas coisas que as noivas esquecem durante a organização do casamento: prevenir é melhor que remediar!
15 típicas coisas que as noivas esquecem durante a organização do casamento: prevenir é melhor que remediar!
A preparação do casamento durou semanas, meses e talvez até mais de um ano. Os nervos cada vez estão mais a flor de...
As 50 formas de ver o casamento pela mente de uma criança!
As 50 formas de ver o casamento pela mente de uma criança!
Enquanto adultos, o dia do casamento é um conto de fadas tornado realidade. A nós, enquanto crianças, nunca nos per...
http://zankyou.9nl.de/hlt4
De volta a casa para casar e com um vestido de noiva de sonho...
Não perca o espectacular vestido de noiva da Paula! Eles voltaram a casa para casar, descubra todos os detalhes aqui.
Dog Days are not over! O seu melhor amigo também tem lugar no seu casamento
Dog Days are not over! O seu melhor amigo também tem lugar no seu casamento
O dia do seu casamento é um dia para a sua família. Para quem tem animais de estimação, é para partilhar com eles também. Afinal de contas, eles fazem parte da sua família.
6 sinais de que ele NÃO está pronto para casar!
6 sinais de que ele NÃO está pronto para casar!
Os homens fazem parte de um verdadeiro mundo à parte. Podem tentar decifrá-lo da pontinha dos cabelos à pontinha dos pés... E podem nunca chegar a conclusão alguma! No entanto, não queremos que tenham qualquer dúvida: existem sim, sinais de que ele não está - nunca nunca estará - pronto para casar! E nós não vos escondemos nenhum!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Trabalha no mundo dos casamentos?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação