Óscares 2019: todos os looks da mais aguardada passadeira vermelha

Os melhores estilismos da red carpet da 91ª entrega dos Prémios da Academia em Los Angeles, Califórnia.

  • Atualidade
  • Tendências
  • International
  • Msn
  • Os óscar
  • 2019
  • Galleries

A Gala dos Óscares 2019 é, sem dúvida, um dos eventos mais esperados do ano. Mas se a noite é dos prémios, os looks que desfilam pela passadeira vermelha – que é sempre uma das mais deslumbrantes – acabam por ser o assunto do momento. A 91ª edição dos prémios mais mediáticos do cinema celebrou-se na madrugada de ontem, dia 24 de fevereiro, no Dolby Theatre de Los Angeles, na Califórnia, e a red carpet presenteou-nos com visuais elegantes, vaporosos e, na sua maioria, repletos de cor, com apontamentos de excentricidade pelo meio.

Com efeito, embora a gala dos Óscares seja uma grande noite de cinema, é também uma oportunidade para mostrar o melhor (e, muitas vezes, o pior…) da moda e alta costura.

Numa noite dominada pelo rosa – ostentado por Gemma Chan num sumptuoso Valentino Alta-Costura ou  por Kacey Musgraves num romântico Giambattista Valli, sem esquecer o Schiaparelli feito à medida de Helen Mirren – entre os melhores vestidos da noite destacou-se Lady Gaga, que encheu a red carpet com um vestido preto com decote caicai e cintura dramática, assinado por Alexander McQueen. E se a protagonista de “Assim Nasce uma Estrela” não ganhou a estatueta de Melhor Atriz, fez história nos Óscares ao surgir na passadeira vermelha com o icónico Diamante Amarelo, da marca Tiffany, o colar usado por Audrey Hepburn, durante a apresentação do clássico “Boneca de Luxo”, em 1961. O acessório foi descoberto nas minas Kimberly, na África do Sul, tem 128 quilates, e está, neste momento, avaliado em quase 30 milhões de euros. Para completar o look, Gaga optou por um coque alto no cabelo e umas luvas pretas.

Entretanto, Charlize Theron surpreendeu com um novo visual, de cabelo curto e preto, envergando um vestido azul celeste que lhe deixava as costas abertasassinada pela Dior, num visual ao estilo de Hollywood complementado pela serpente Bvlgari, isto é, com o brilho dos diamantes.

E por falar em brilho, destacamos Glenn Close, que se vestiu a condizer com a estatueta dos Óscares: de dourado e com a cauda mais longa da noite, numa peça assinada por Wes Gordon, diretor criativo da Carolina Herrera.  Mais cintilante ainda esteve Jennifer Lopez, que exibiu um vestido prateado de Tom Ford.

A prata foi, aliás, outra das tendências da noite. Além de J Lo também as atrizes Brie Larson e Molly Sims quiseram dar o seu contributo para fazer da noite um momento um pouco mais brilhante.

O look de Emma Stone, por seu turno, foi um dos mais comentados da noite, mas não pelos melhores motivos: nas redes o seu vestido assinado por Louis Vuitton tem sido comparado com… uma waffle!

Finalmente, Givenchy Haute Costure assinou o modelo de Rachel Weisz que foi, provavelmente, o look mais querido dos Óscares.

No que diz respeito aos homens, demonstraram ontem que os looks masculinos são cada vez mais importantes na red carpet. Entre os melhores vestidos pudemos ver Bradley Cooper, num sóbrio fato de Tom Ford, que surgiu no evento companhada pela mãe, Gloria Campano, e Irina Shayk, como que a negar os rumores de um envolvimento com Lady Gaga, que cancelou recentemente o seu noivado com Christian Carino.

Outro dos homens que brilhou nesta gala foi Rami Malek, que venceu o Óscar de Melhor Ator e optou por um elegante e moderno Saint Laurent. Alex Rodriguez, Trevor Noah e Christian Bale são também alguns dos looks masculinos mais elegantes da noite, onde o maior “choque” foi protagonizado por Billy Porter: o ator levou um vestido-smoking em veludo, assinado pelo criador Christian Siriano, como forma de protesto à homofobia de que tem sido “vítima durante toda a vida”. 

Entre as nomeadas, destacamos os visuais de Amy Adams, com um vestido branco sem alças assinado pelo Atelier Versace; Brie Larson, com um design de Hedi Slimane para Celine; Hellen Mirren vestida por Schiaparelli Haute Couture; e Emilia Clark, vestida com um design rosa Balmain.

Não perca todos os looks que desfilaram na passadeira vermelha dos Óscares 2019!

E para os interessados, aqui ficam os vencedores da noite:

Melhor filme: “Green Book – Um guia para a vida

Melhor realização: Alfonso Cuarón – “Roma”

Melhor ator: Rami Malek – “Bohemian Rhapsody”

Melhor ator secundário: Mahershala Ali – “Green Book – um guia para a vida”

Melhor atriz: Olivia Colman – “A favorita”

Melhor atriz secundária: Regina King – “Se esta rua falasse”

Melhor fotografia: “Roma”

Melhor argumento adaptado: “BlacKkKlansman – O infiltrado”

Melhor argumento original: “Green Book – Um guia para a vida”

Melhor filme estrangeiro: “Roma” – Alfonso Cuarón (México)

Melhor filme de animação: “Homem-Aranha: No Universo Aranha” – Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman

Melhor documentário: “Free Solo” – Elizabeth Chai Vasarhelyi, Jimmy Chin, Evan Hayes e Shannon Dill

Melhor documentário em curta-metragem: “Period. End of Sentence.” – Rayka Zehtabchi e Melissa Berton

Melhor curta-metragem: “Skin” – Guy Nattiv e Jaime Ray Newman

Melhor curta-metragem de animação: “Bao” – Domee Shi e Becky Neiman-Cobb

Melhor direção de arte/cenografia: “Black Panther”

Melhor montagem: “Bohemian Rhapsody”

Melhor caracterização: “Vice”

Melhor guarda-roupa: “Black Panther”

Melhor banda sonora original: “Black Panther”

Melhor canção: “Shallow” – “Assim nasce uma estrela”

Melhor montagem de som: “Bohemian Rhapsody”

Melhor mistura de som: “Bohemian Rhapsody”

Melhores efeitos visuais: “O primeiro homem na Lua”

Dê-nos a sua opinião

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!