As marcas de luxo negam trabalhar com modelos extremamente magras

As grandes marcas da moda disseram “BASTA!”. LVMH e Kering correspondem a duas grandes multinacionais do mundo da moda que se recusaram, recentemente, a trabalhar com modelos que não preenchem determinados requisitos, como um peso em específico e idade mínima (16). Ambas as exigências constituem, agora, o código ético destes dois nomes do fashion world, proprietários de outras marcas de referência como Saint Laurent, Gucci, Dior e Vuitton. Com a chegada da Fashion Week de Nova Iorque, esta temática ganha uma maior relevância e, consequentemente, cobertura.

Getty Images
Fot: Getty Images

O mundo dos casamentos alimenta-se directamente do universo da moda. Por esta razão, é pertinente anunciar esta mudança que ultrapassa o sector, entrando, simultaneamente no âmbito social. Desta forma, as noivas, assim como todas as outras mulheres do mundo, assistirão a desfiles e irão folhear revistas, nas quais surgem mulheres muito mais reais e saudáveis. 

Os responsáveis destas marcas de luxo foram bastante claros, nomeadamente, François-Henri Pinault, presidente de Kering: “Queríamos actuar o mais rápido possível e fazer um golpe em grande para que as coisas avançasse, com o intuito de incitar, ao máximo, os restantes representantes a seguir o nosso exemplo!“. Antoine Arnault, membro do conselho de administração de LVMH, considera que a decisão irá realmente mudar o panorama e que o principal objectivo é o bem-estar e a saúde das suas modelas.

Neste sentido, lutar-se-á também pelo desaparecimento dos tamanhos inferiores a 34 (seguindo o sistema de medidas francês). De acordo com Arnault, “muitas pessoas não têm sequer noção que o tamanho 32 existe, mas alguns designers fazem os seus próprios protótipos em 32. Esta prática acabou e a partir de agora, os tamanhos serão a partir do 34, que também já é bastante pequeno“, enfatizou.

Em Maio, iniciaram-se processos legais a este respeito. No entanto, esta nova medida das grandes marcas alcançou novos aspectos de mudanças. Um exemplo concreto reside no período de validez do certificado médico que reflecte o índice de massa corporal (IMC) das modelos: antes era de dois em dois anos e agora passará a ser todos 6 meses. 

Por sua vez, as modelos com idades inferiores a 16 anos também não serão aceites por LVMH e Kering, de acordo com o seu código ético. Arnault é claro quanto a esta imposição: “Para mim, é algo absolutamente intolerável: uma rapariga de 15 anos não tem a experiência necessária para enfrentar os pontos mais complicados que o mundo da moda implica e o facto de ser uma modelo”. Desta forma, as modelos deverão mostrar o seu acordo para as situações que impliquem nudez ou semi-nudez, sobretudo as que se encontram entre a faixa etária dos 16 e 18 anos.

Mas, como já referimos anteriormente, o bem-estar da modelo é o factor crucial e principal e estas medidas terão consequências imediatas. Por exemplo, a alimentação adaptada e adequada que se irá proporcionar a cada modelo, assim como um lugar reservado para que possa mudar de roupa antes de cada sessão de fotografias ou desfile. De facto, não existe nenhuma ponta solta neste novo código ético das grandes multinacionais.

Getty Images
Foto: Getty Images

A sociedade rege-se pelas decisões das grandes marcas que sustentam o mercado. De momento, a LVMG e a Kering iniciaram este processo da melhor forma e esperemos que seja apenas o início para uma grande mudança nos padrões sociais!

Uma mudança que já se pode verificar em França, um dos países de referência do mundo da Moda. Leia: Revolução no mundo da moda: novas leis para evitar a promoção de ideais de beleza inacessíveis

Mais informação sobre

Dê-nos a sua opinião

Foto Pedro Vilela
Inteligência emocional: 5 boas razões para trabalhar a sua
Elimine o ruído que tantas vezes condiciona as suas acções e concentre-se na tomada de consciência daquilo que a move.
Diana Nobre Fotografia
Como organizar um casamento extremamente chic
Um casamento extremamente chic destaca-se de todos os outros porque combina de uma forma única a sobriedade e sofisticação.
Estúdios Santa Cruz
O abecedário do casamento: venham descobri-lo, letra por letra!
Cada momento vai tornar-se parte das vossas memórias... Os vossos corações quererão que nenhum segundo seja esquecido... Cada palavra dita e cada palavra não dita terão significados dos quais se lembrarão para sempre...

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

Quer divulgar a sua empresa na Zankyou?
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação