Como detetar o cancro da mama? Atenção aos sintomas!

A propósito do Dia Mundial da Luta Contra o Cancro da Mama, promovido pela Organização Mundial de Saúde – e que se celebra hoje, dia 19 de outubro – decidimos aprofundar o tema e ajudar todas as mulheres na prevenção, alertando para os sinais.

Foto: 19 de outubro Dia Mundial da Luta Contra o Cancro

Uma luta que se começa a ganhar

O cancro de mama é o cancro mais frequente na mulher (não considerando o cancro da pele)raramente surgindo antes dos 30 anos de idade e aumentando significativamente a partir dos 45 anos, principalmente depois dos 60 anos. Em Portugal, 1 em cada 11 mulheres irá ter cancro da mama ao longo da sua vida, sendo este o cancro com maior taxa de incidência. Com efeito, todos os anos surgem cerca de 6000 novos casos, número este que tem vindo a aumentar. Corresponde, também, à segunda causa de morte por cancro na mulher: cerca de 1500 mulheres morrem anualmente com esta doença.

Photo by María Victoria Heredia Reyes on Unsplash

No entanto, temos boas notícias: o cancro da mama tem em Portugal uma excelente taxa sobrevivência, encontrando-se entre os dez da Europa com os melhores resultados. Com efeito, segundo um vasto estudo do Global Survival Cancer, publicado no início do ano na revista Lanceta sobrevivência a cinco anos é a quinta melhor a nível europeu, tendo passado de 81,6% nos diagnósticos entre o ano 2000 e 2004 para 87,6%, nos diagnósticos entre 2010 e 2014. As conclusões são exaustivas, mas revelam que, em Portugal, a sobrevivência tem aumentado praticamente em todos os tumores, à exceção de algumas oscilações em tumores mais raros, tudo graças aos melhores resultados ao nível dos tratamentos e à deteção precoce desta neoplasia.

Photo by Jernej Graj on Unsplash

Por isso é muito importante dar atenção a qualquer sinal que possa indicar que algo está errado. Na luta contra o cancro, a deteção nos estágios iniciais da doença é crucial.

Prevenir é crucial

Para detetar um cancro da mama, antes de mais, é necessário ir ao médico especialista, que poderá determinar através de diversos exames médicos se realmente se sofre desta doença terrível e, em caso afirmativo, iniciar o processo para superá-la. Estas são as recomendações da Liga Portuguesa Contra o Cancrofale com o seu médico acerca do seu risco pessoal para ter cancro de mama, colocando questões acerca de quando começar e com que frequência deve fazer exames para despiste da doença.

É também muito importante fazer exames de rastreio, antes de surgirem quaisquer sinais ou sintomas, pois só assim poderá ajudar os médicos a detetar e tratar precocemente o cancro, aumentando probabilidade do tratamento ser eficaz e bem sucedido.

Imagem Facebook Liga Portuguesa Contra o Cancro

De qualquer forma, hoje vamos mostrar-lhe quais os sintomas que deve levar em consideração no dia-a-dia para detetar qualquer problema. E – claro! -se sofrer de algum destes sintomas, não hesite: consulte o seu médico.

Como detetar os sintomas

Esta doença pode causar alterações físicas visíveis, que devem ser observadas com atenção. Para as ilustrar, mostramos-lhe uma imagem da designer Corrine Beaumont, que lançou há uns anos uma campanha de sensibilização para o cancro da mama, utilizando os limões como metáfora, ao tentar criar um elemento visual simples que conseguisse representar os sintomas. A caixa de ovos com limões correu mundo e foi, para ela, uma imagem divertida e colorida com o intuito de captar a atenção das mulheres, já que o cancro da mama também lhe é um tema sensível: perdeu as avós vítimas da doença quando tinham apenas 40 e 62 anos.

Imagem da Campanha de sensibilização criada pela designer Corrine Beaumont

Assim, visite imediatamente o seu médico se se deparar com o os seguintes sintomas:

  • Alterações na mama ou no mamilo, quer ao nível visual como na apalpação;
  • Qualquer nódulo ou espessamento na mama, bem como na área próxima da mesma ou na zona da axila;
  • Observação da pele da mama escamada, vermelha ou inchada, assim como da aréola ou mamilo;
  • Observação de alterações do tamanho ou forma da mama;
  • Mamilos sensíveis ou com crostas;
  • Retração do mamilo (mamilo virado para dentro da mama);
  • Secreção ou perda de líquido pelo mamilo.
  • Aparecimento de veias ou de saliência ou reentrâncias, tipo”casca de laranja”.
Imagem: Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama

Voltamos a repetir: apesar dos estados iniciais do cancro não causarem dor, se sentir dor na mama ou qualquer outro sintoma que não desapareça, deve consultar o médico. Na maioria das vezes, estes sintomas não estão associados a cancro, mas é importante que seja vista por um especialista, para que qualquer problema possa ser diagnosticado e tratado atempadamente.

Cancro da mama no homem

Segundo a Liga Portuguesa Contra o Cancro, em  Portugal, cerca de 1% de todos os cancros da mama são no homem. E grande parte da informação apresentada sobre o cancro da mama é, também, aplicável a homens com cancro da mama.

Photo by Ali Yahya on Unsplash

A verdade é que a investigação continua a esclarecer questões relacionadas com o cancro da mama e são descobertos novos dados acerca das suas causas e novos modos de prevenir, detetar e tratar a doença. Assim, as pessoas com cancro da mama podem esperar, sim, uma melhor qualidade de vida e menor hipótese de morrer devido a esta doença.

Todos podemos ajudar

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) e outras associações, como a Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama (APAMCM)desenvolvem um excelente trabalho noa apoio ao doente oncológico e respetiva família, na promoção da saúde, na prevenção do cancro e no estímulo à formação e investigação em oncologia. E porque eles precisam da nossa ajuda, nunca é demais contribuir.

Liga Portuguesa Contra o Cancro vai fazer um Peditório Nacional que incentiva a população a juntar-se à luta contra o cancro.O peditório vai decorrer entre 31 de outubro e 4 de novembro, através da colaboração de milhares de voluntários que sairão à rua, de norte a sul do país e ilhas, devidamente identificados com o colete da instituição e com os cofres lacrados com o símbolo da LPCC. A ação decorrerá em locais distintos como superfícies comerciais, igrejas, cemitérios e principais ruas de diferentes cidades, sob a orientação dos respetivos Núcleos Regionais da LPCC – Norte, Centro, Sul, Açores e Madeira.

Se quiser inscrever-se como voluntário no Peditório 2018 clique aqui.

Já a Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama está a realizar uma angariação de fundos, para continuar a promover gratuitamente duas consultas a toda a Comunidade: rastreio mamário e ginecológico e planeamento familiar. Se quiser participar, clique aqui.

Também no dia 28 de Outubro pode juntar-se à Corrida Sempre Mulher para andar ou correr 5km por uma boa causa. Os fundos angariados revertem a favor daquela associação. Inscreva-se aqui!

Ame a vida! Previna-se do cancro da mama!

Mais informação sobre

Dê-nos a sua opinião

Foto: Thrall Photography
Em preparação para o grande dia: os melhores alimentos para a pele e a linha
São sugestões carregadinhas de antioxidantes, proteínas, vitaminas e, claro, sabor!
Foto: Momento Cativo
7 momentos em que NÃO DEVEM usar o vosso anel de noivado: tomem nota!
Um anel de noivado, sempre escolhido com carinho e atenção, é, claro, um dos mais claros sinais de amor... Por isso, hoje, aqui, na Zankyou Magazine, destacamos 7 momentos em que NÃO O DEVEM usar! Tomem nota!
Ana Bravo
Ana Bravo: o segredo de uma vida saudável!
"Sou uma nutricionista que gosta profundamente do que faz e, antes de tudo, uma mulher comum, simples mas que vive de paixões e sólidas convicções!"

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação