Como ter uma vida sexual feliz segundo a ciência?

Os filmes de Hollywood, principalmente as comédias românticas baratas e as revistas cor-de-rosa, são culpadas por confundir a nossa percepção sobre o sexo, o amor e as relações. Nestes meios, o segredo de uma vida sexual feliz nas relações a longo prazo contêm a crença de que é necessário muito trabalho e esforço, ou que acontece de forma mágica porque é a sua alma gémea. Essa necessidade de trabalhar no crescimento sexual ou depender do destino sexual é tão poderosa que pode sustentar relações saudáveis ou prejudicá-las.

Afortunadamente, houve um estudo empírico sobre o tema para separar os mitos da realidade. Quer saber o que a ciência tem a dizer a esse respeito? Psicólogos sociais da Universidade de Toronto investigaram a vida sexual de 1.900 participantes, incluindo as relações heterossexuais e homossexuais, na esperança de responder à velha pergunta: Como ter uma vida sexual feliz?

Essencialmente, o estudo encontrou que na satisfação sexual nas relações a longo prazo, os centros envolta do nosso desejo sexual, trabalham sobre os nossos problemas e expectativas sexuais (o “sexpectativas” como lhes chamam os investigadores). Aqueles que mantêm visões menos rígidas e ideais sobre “a meia laranja” e outras teorias implícitas da sexualidade, tendem a ser mais felizes com o seu parceiro no quarto.

Na verdade, esta investigação proporcionou pelo menos um exemplo do impacto dos meios no domínio sexual. Os investigadores foram capazes de influenciar as crenças das pessoas com artigos falsos de revista que enfatizavam as filosofias do destino sexual. No entanto, como todo o cerne das relações humanas, o estudo sugere que as distinções entre as duas escolas de crença têm mais sombras que brancos e pretos.

Por exemplo, a investigação demonstrou que  muitas vezes há aspectos do crescimento sexual e as crenças do destino sexual no mesmo indivíduo. E, embora muitas mulheres sejam consumidoras ávidas das histórias sobre a alma gémea e o destino romântico, o estudo mostrou que os homens são mais propensos a acreditarem que o sexo precisa de ser trabalhado numa relação a longo prazo.

Também há alguma evidência de que os crentes do destino sexual podem estar abertos a fazer mudanças na sua vida sexual pelo bem do seu parceiro, mas apenas se estiverem convencidos de que é a sua verdadeira alma gémea.

Embora o efeito das chamadas “crenças implícitas” das pessoas tenha sido estudado em outros aspecto das relações humanas, esta é a primeira vez que foi aplicado ao domínio sexual. Ainda que a sua investigação não se tenha centrado na influência dos meios de comunicação sobre as crenças sexuais, está claro que a cultura pop nos condicionou a aceitar e compreender que outros aspectos das relações, como a divisão de tarefas domesticas, requerem trabalho e esforço. No entanto, o glamoroso retrato do sexo e romance de Hollywood não se baseia na realidade, o que pode alimentar uma filosofia de “alma gémea” que não é tão adaptável a conflitos e problemas que surgem com o tempo.

As pessoas que acreditam no destino, por vezes usam a sua vida sexual como um barómetro para medir o quão bom ou mau está a sua relação e acreditam que os problemas dentro do quarto são equivalentes aos de uma relação de forma global. Enquanto que as pessoas que acreditam no crescimento sexual, não só acreditam que podem trabalhar nos seus problemas sexuais como também não deixam que esta parte afecte a sua satisfação geral na relação.

Como explicam os investigadores, as ideias romantizadas de almas gémeas e as “histórias românticas sobre o destino”que promovem as relações como algo estático e predeterminado, não são reais. E não significa que seja necessariamente negativo ter este tipo e expectativas, mas em certas ocasiões pode conduzir a que as pessoas sintam que um relacionamento deva terminar simplesmente porque esta não vai bem no quarto.

Os resultados sublinham a importância de que os conselheiros e clínicos tratem de ajudar os casais que lutam com a insatisfação sexual, para que promovam a ideia de que os problemas no quarto são normais e não significa que a relação esteja automaticamente acabada.

A investigação descobriu que a vida sexual de um casal muitas vezes tem um período de lua-de-mel por volta de dois a três anos. Depois disso, há uma tendência a que a satisfação sexual diminua. A partir daqui, os investigadores dizem que é importante ver a relação sexual como algo aberto a discussões e mudanças. Os desacordos no âmbito sexual é algo inevitável com o tempo mas, pode soar a cliché, a vida sexual é como um jardim e necessita de ser regada e alimentada para que continue a crescer. Assim, o benefício de acreditar no crescimento sexual faz-se, evidentemente, com o tempo já que o desejo sexual começa a fluir e fluir.

São um casal feliz? A ciência tem a resposta e O amor para todo o sempre existe? Nós e a ciência respondemos!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

Diana Nobre Fotografia
15 coisas que um casal deve fazer junto ao menos uma vez na vida!
A rotina, em muitas ocasiões, pode acabar com momentos especiais... E como não queremos que caia em comodismos, recomendamos-lhe 15 coisas que todos os casais devem fazer, ao menos uma vez na vida!
Foto: Adriana Morais
6 atitudes que revelam maior intimidade num casal que o sexo: venham conhecê-las!
A vida a par tem tantos momentos que merecem ser lembrados... Por sabermos isso, não resistimos: revelamos-lhe, hoje, 6 atitudes que revelam maior intimidade num casal que o sexo!.. Vamos a elas?
Foto: José D'Oliveira - Happiness Happens
5 características de qualquer relação que fazem prever um casamento feliz: venham conhecê-las!
O casamento, em determinados momentos, pode parecer um tanto ou quanto ameaçador... Por isso hoje trazemos-lhe as 5 características de qualquer relação que fazem prever um casamento feliz! Venha conhecê-las!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação