Leia esta história e saiba como evitar que o seu fotógrafo a desiluda

Leia esta história e saiba como evitar que o seu fotógrafo a desiluda

A organização de um casamento mexe com muita coisa. Uma delas é com o fator sorte! Você pode pensar que contratou o fotógrafo certo, mas...

Leia esta história e saiba como evitar que o seu fotógrafo a desiluda
  • Foto e Vídeo
  • Conselhos
  • Msn

Quando uma mulher recebe um anel de noivado inicia uma fase maravilhosa da sua vida, que tanto pode ser entusiasmante como stressante. Todas as noivas sonham com o seu casamento e, claro, todas querem que o dia seja perfeito. Mas o que aconteceria se fosse enganada por algum dos seus fornecedores? Ou melhor, se o serviço contratado acabasse por não ser nada daquilo que lhe venderam? Isso já aconteceu com algumas pessoas e o sentimento de frustração, desapontamento e raiva é indescritível.

guardar
Foto: João Almeida

Na Zankyou soubemos de um caso e queremos partilhá-lo consigo. Só precisa de ficar atenta a esta história e evitar que a mesma aconteça consigo, ressalvando que as fotos aqui colocadas são meramente ilustrativas e não correspondem – de todo! – ao que aqui lhe vamos contar (pelo contrário, ilustram precisamente o que qualquer casal deseja para o registo fotográfico do seu casamento).

A noiva de que lhe falamos (Maria – nome fictício) começou a planear o seu casamento com a empolgação normal de quem sempre sonhou com o seu Grande Dia. Desde que recebeu o anel de noivado que começou a imaginar como seriam as fotos do seu casamento. Começou por pensar no melhor cenário para as tirar e até que penteado levar, para que a sua beleza sobressaísse nas imagens. Naquela época ela até tinha o cabelo muito curto e o seu sonho era usar um coque. Então, deixou-o crescer. Depois, foi à procura de um sítio de sonho. Chegou à conclusão que casar numa praia seria perfeito, já que sempre adorou as boas energias do mar.

guardar
Foto: Aguiam Wedding Photography

Estava tudo a correr bem, até que teve de procurar um fotógrafo. E encontrou um perfeito! Ou pelo menos, assim achava ela… Apaixonou-se pelo trabalho dele, pelo modo como ele captava a luz em cada imagem e pelos seus ângulos originais. Até que finalmente entrou em contacto com ele. Disse-lhe que se tinha tornado na sua fã nº1 e marcaram um encontro. Maria até pagou em adiantado o serviço! Só que dois meses antes da boda, o fotógrafo ligou-lhe para avisá-la que tinha outro casamento marcado para o mesmo dia. O pior é que ele tinha dado primazia ao outro. Não iria, por isso, fotografar o casamento de Maria! “O chão caiu-lhe”!!

guardar
Foto: SLcasamentos

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

A deceção foi enorme! É claro que ela e o noivo exigiram uma solução, mas o que o fotógrafo ofereceu foi algo que nunca se deve aceitar. Sugeriu enviar no seu lugar um colega de trabalho, com quem costumava trabalhar. Os noivos tiveram de aceitar, uma vez que já tinham pago metade e porque já não tinham tempo para procurar outro profissional.

O Grande Dia chegou e com ele o “tal” fotógrafo. Ele apareceu na igreja e começou logo a tirar fotos de todos os ângulos. Os noivos, meio extasiados com a emoção do dia, foram deixando o “artista” trabalhar à sua maneira.

Veja também MUST HAVE: as características que o seu fotografo deverá apresentar!

guardarFilipe Santos - Fotografia
Filipe Santos – Fotografia

Maria e o seu amor deixaram-se levar pelo fotógrafo. Após a cerimónia, veio a sessão com a família – cada membro foi tirar fotos com os noivos, por ordem do fotógrafo, e ficaram ali, imóveis, sem vontade, sem saber se concordavam ou não com aquela técnica. Pouco depois da sessão de casamento – o grande momento com que Maria sempre sonhou – o fotógrafo começou a orientá-los! Obrigava-os a fazer poses “criativas” e muito desconfortáveis. Mas eles lá se deixaram guiar…

Veja também Truques para a fotografia de casamento perfeita: pose, postura e dicas

guardar
Foto: SLcasamentos

No dia seguinte, os noivos pagaram pela outra metade do serviço, conforme estabelecido no contrato. Só que o tempo foi passando e não havia meio de Maria e o marido receberem as suas fotos. Passaram três… Quatro meses e nada! Nem as típicas cinco fotos, de edição rápida, para partilhar nas redes sociais. Enquanto isso, desesperados, os recém-casados telefonaram, enviaram emails, e até mandaram mensagens pelos chats ao profissional, por quem Maria se tinha “apaixonado”. Ao quinto mês, receberam um arquivo enorme do mesmo.

guardarSLcasamentos
Foto: SLcasamentos

Com um misto de desespero e felicidade, abriram o ficheiro e, para espanto do casal, saíram de lá umas 1283 fotografias, não editadas, incluindo as fotos que ficaram mal, com rostos suados, poses ridículas, desfocadas, de todos os ângulos, em bruto. Não há maneira de descrever a deceção e a tristeza que tomou conta de Maria. As suas fotos de sonho transformaram-se num pesadelo! Foram um desastre quase irrecuperável. Ela chorou tanto que, a certa altura, as suas lágrimas transformaram-se em coragem! Sentiu-se tão enganada, por a terem feito de tonta, que ganhou forças para reverter a situação! 

Veja também 9 erros que os fotógrafos devem evitar a todo o custo

guardar
Foto: It’s all about…

Claro que ela reclamou e disse ao fotógrafo que o trabalho que lhe enviou era um gozo. Estava muito ridículo! O fotógrafo acabou por reconhecer que enviou um colega que, afinal, nem conhecia. Só que viu nele uma solução rápida, para não perder o trabalho. Passado um bocado, ele lá se ofereceu para editar as fotos. Só que mais uma vez o tempo começou a passar… E nada… Nenhuma resposta, nem fotos.

Só um ano depois, quando Maria e o marido celebravam o seu primeiro ano de casados, é que o fotógrafo se dignou a enviar-lhes as imagens devidamente tratadas.

guardar
Foto: Ideias Vintage

O que falhou?

Maria nunca devia ter aceite que o seu fotógrafo de eleição lhe enviasse outro para fazer o serviço. Ela não o conhecia. Não foi pelo trabalho do substituto que Maria se apaixonou. Portanto, nunca devia ter “ficado” com ele e, muito menos, aceite pagar o mesmo preço. É sempre melhor procurar outra solução. Alguém, cujo trabalho, voltasse a deixar os noivos boquiabertos.

Como evitar o golpe?

A melhor maneira de evitar algo assim é assinando um contrato perfeitamente detalhado, mesmo que se confie no fotógrafo. No contrato de Maria não vinha previsto, por exemplo, o possível reembolso do dinheiro em caso de cancelamento do trabalho por parte do fotógrafo, por este não poder comparecer, por exemplo. A melhor coisa a fazer é pensar no pior cenário possível e depois escrever as cláusulas do contrato. Além disso, é importante os noivos certificarem-se de de que o profissional possui boas referências. O ideal é verificar comentários na internet e contratar apenas verdadeiros profissionais de casamento.

guardar
Foto: Ideias Vintage

Qual é o último recurso?

O ideal seria nunca ter de chegar ao último recurso. Quando se fala de um evento tão importante, é impossível prever todas as situações. O último recurso, perante a nega do fotógrafo, seria entrar em contacto com outros fotógrafos e analisar bem o trabalho deles. De certeza que Maria iria apaixonar-se pelo trabalho de outro também. E, mesmo que fosse apertado, poderia sempre tentar. Algum fotógrafo haveria de ter disponibilidade para o seu Grande Dia. O importante era ter a certeza de estar a contratar alguém sério e honesto!

guardar
Foto: SLcasamentos

Para que nada disto lhe aconteça, veja o nosso vídeo com as dicas certeiras para escolher o seu fotógrafo de casamento. Garanta que escolhe o melhor!

De certeza que também vai querer ler: 

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

SLcasamentos Fotógrafos e vídeo
It's all about... Fotógrafos e vídeo
Filipe Santos - Fotografia Fotógrafos e vídeo
Aguiam Wedding Photography Fotógrafos e vídeo
João Almeida Fotógrafos e vídeo
Ideias Vintage Fotografia Fotógrafos e vídeo

Dê-nos a sua opinião

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!