Noite de núpcias: expectativas vs. realidade!

Nesta sociedade de convenções os preconceitos imperam. Os noivos, sem se aperceberem, estão a ser pressionados para que façam tudo como "manda o figurino". Mas a realidade é outra...

  • Lua-de-Mel
  • Conselhos
  • International
  • Gestos
  • Noivos
  • Casal

Quando a cerimónia do casamento chega ao fim, o pensamento dos recém-casados passa de imediato em usufruir tempo a dois, em especial no seu ninho de amor, a cama. Antigamente, ainda era mais assim… já que era na noite de núpcias que, por norma, os noivos se conheciam “biblicamente” falando pela primeira vez. É nessa noite que começa a magia do viver em comum e de se pensar em constituir família.

A noite do casamento é cheia de mitos, tradições e expectativas, o que a coloca num nível superior, quase sagrado. Tudo gira em torno do templo da cama, depois de dar o “sim, eu aceito”. Mas como se desenrola na realidade a noite de núpcias? Existem muitos factores em jogo. Fique para ler as expectativas e a realidade à volta da noite de núpcias, segundo a opinião de alguns casais consultados pela Zankyou.

guardarFoto: Momento cativoSolicite informação sobre “Foto: Momento cativo”
Foto: Momento Cativo

Expectativas

O primeiro encontro sexual entre marido e mulher é o único momento erótico socialmente aprovado em todo o mundo, até mesmo pelos avós. Em algumas culturas, os visitantes testemunham este momento mágico  e congratulam o casal quando atinge o orgasmo. Que o digam Luís XVI e Maria Antonieta, no século XVIII! A noite de núpcias representa o princípio de uma vida sexual activa, aceite pela sociedade, que dará lugar a um casamento saudável e feliz. Este momento ficará marcado na memória. Não que seja realmente a primeira vez que o casal tenha relações sexuais, mas porque é a primeira vez que o fazem enquanto marido e mulher.

guardarFoto: João AlmeidaSolicite informação sobre “Foto: João Almeida”
Foto: João Almeida

Pressão

“Nem tudo que luz é ouro”! Todos os convencionalismos em redor da noite de núpcias acabam por colocar uma nuvem de pressão sobre os recém-casados. Tudo tem que ser tão perfeito, que a tentativa de atingir essa perfeição pode acabar em desastre. Não quer com isto dizer que o casal não esteja interessado em fazer amor na sua “primeira noite”. Mas só o facto de sentirem que tem de ser especial e memorável, pode levar a que se desiludam. Até porque, como também já é de conhecimento comum, o melhor sexo é aquele que acontece de forma espontânea, sem hora marcada. Por exemplo, já deve ter ouvido que os homens, quando pressionados pelas mulheres para fazerem o tão desejado bebé na altura da sua ovulação, muitas vezes não conseguem.

Dificuldades

O que geralmente acontece com a pressão? Resposta: as pessoas bloqueiam. Hoje, trabalhar sob pressão é “o pão nosso de cada dia”, mas não faz os colaboradores das empresas mais eficientes. Com o sexo acontece exactamente o mesmo. Devemos deixar fluir naturalmente. É natural que os recém-casados queiram estar um com o outro e que fazer amor esteja nos planos para a noite. Mas nada de os pressionar para que vivam um momento mágico. No dia de casamento do seu melhor amigo, evite comentários do género: “esta noite é que vai ser. Até vais chegar às nuvens”. Sem querer, em vez de lhe estar a dar ânimo, pode estar a pressioná-lo. Já pensou nisso?

Toda a verdade

Na verdade, os casais de hoje já não sentem a mesma pressão que os de antigamente. Muitas vezes, o dia de casamento é tão cansativo, que os recém casados nem têm força anímica para uma maratona de sexo. A preparação da cerimónia, as emoções do dia, a dança e o álcool (por vezes em grande quantidade!) não abonam a favor de um bom resultado. A pressão existe, mas ninguém acaba paralisado por ela.

A ausência de sexo naquela noite pode ser um problema?

Alguns casais têm medo de começar uma dinâmica sexual negativa se isso acontecer. “Será que já não o atraio?”, “O que se passa comigo?”. Certamente nada, mas esta noite os fantasmas que assombram o casal podem colocá-lo à beira do precipício. No entanto, há outros recém-casados que  estão cientes de que a rotina já começou, uma vez que já namoram há muito tempo. Não se sentem, por isso, pressionados nem culpados, para o caso de “a coisa não acontecer”. O casamento não é um problema, muito menos a noite de núpcias.

A rotina é uma realidade, mas isso não é motivo para preocupação. O casal pode usar a imaginação para rompê-la das mais variadas maneiras. Com o tempo, até vão aparecendo outras formas de cumplicidade tão gratificantes como o sexo. Só o facto de marido e mulher estarem disponíveis para se darem a conhecer melhor, já é uma forma de amor!

Se, mesmo assim, tiver medo de cair na rotina, saiba que existe um vocabulário do amor, que vai dar um boost à sua relação.

guardarFoto: Momento CativoSolicite informação sobre “Foto: Momento Cativo”
Foto: Momento Cativo

Lua-de-mel

Os casais consultados também quiseram chamar a atenção para a pressão para uma lua-de-mel perfeita. Há muito a ideia de que passam dia e noite trancados no quarto de hotel. Esse preconceito também não é positivo para que tudo fluía de forma natural. Até porque basta um dos cônjuges ficar convencido que o outro está à espera disso (desse amor todo), para se sentir pressionado e não usufruir nem da lua-de-mel nem da noite de núpcias como bem merece.

As luas-de-mel servem para que os recém casados usufruam tempo a dois, de forma relaxada, não só a fazer amor, mas a conhecer outros sítios… fora do hotel. Aliás, nem faz sentido gastar perto de quatro mil euros numa viagem com tudo incluído às Maldivas para passarem o tempo enfiados num só espaço!

A lua-de-mel envolve aventura e isso provoca cansaço, quer queira quer não. Você até pode terminar o dia a fazer amor, mas nem sempre é possível. Não se preocupe! Você tem uma vida inteira para isso. O mesmo não se pode dizer em relação à viagem.

Conclusão

O mundo rege-se por preconceitos, que em nada ajudam as pessoas. Em tudo há pressões e expectativas, incluindo num momento tão íntimo como a noite de núpcias! O nosso conselho é que não oiça as más línguas nem se ofenda com os seus amigos, que o pressionam para ser um Dom Juan. O importante é que cada casal viva a sua primeira noite de casados como bem lhe apetecer, seja a ter relações sexuais ou não… Sim, isso mesmo, ou não! Até porque amanhã é outro dia.

Descubra também o vídeo que preparámos para si com dicas fabulosas para escolher a lingerie certa para arrasar na noite de núpcias!

 

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Momento Cativo Fotógrafos e vídeo
AhHA! Photos Fotógrafos e vídeo
João Almeida Fotógrafos e vídeo

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Dê-nos a sua opinião

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!