Poder curvy: a ciência diz que os homens casados com mulheres gordinhas são 10 vezes mais felizes

Um estudo recente, conduzido pelo departamento de Psicologia da UNAM (Universidade Nacional Autónoma do México), descobriu que os homens que têm um relacionamento com mulheres mais cheiinhas são 10 vezes mais felizes do que os que estão comprometidos ou casados com uma mulher magra. Depois do slogan “Os homens preferem as loiras, mas casam com as morenas!”, parece que o novo desafio é “curvy vs slim“.

Foto: Por Magia

Na realidade, isto pode estar relacionado com a auto-confiança que muitas dessas mulheres aprendem a desenvolver para combaterem a criticas da sociedade, acabando assim por aumentar a sua auto-estima, e por conseguinte, permitir que tenham uma relação amorosa feliz com quem as aceite tal e qual como são.

Mas o que será que dizem as as bloggers quando o tema é a gordura?

Foto: João de Medeiros & Pamela Leite

Vânia Duarte – Lolly Taste Blog

«Passamos a maior parte das nossas vidas a querer encaixar num padrão – o ‘magro’. Ninguém quer estar no ‘gordo’, mas mesmo quando as pessoas chegam ao padrão ‘magro’ a maioria continua a achar que ainda não chegou lá. Na maioria dos casos, continua a existir uma sensação de falhanço, por ainda não ser bem aquilo e é preciso mais um esforço.

Eu vivi anos assim, a achar que ainda não era suficiente. Que ainda podia melhorar, que ainda podia fazer mais qualquer coisa para ser efetivamente magra. Vivi anos a querer a aprovação dos outros e quando a tinha em vez de me sentir bem com isso, dizia que estavam a exagerar e que ainda me faltava muito. No fundo eu vivi anos sem saber apreciar as minhas próprias conquistas, porque vivia obcecada em encaixar num padrão e o caminho que eu trilhava para lá chegar em vez de me deixar orgulhosa, deixava-me cansada e infeliz.»

Barbara Christmann – Beautiful Curvy

«Eu acho que são os estereótipos habituais, há homens que preferem as mulheres com curvas e outros que preferem as magras. Somos todos influenciados pelo que os média nos oferecem. As nossas escolhas não são gratuitas. Dizemos que a mulher gorda pode transmitir uma certa segurança ao homem, como uma mãe que o acolhe e o ajuda. Mas será que as gordinhas são assim, apenas por serem um bom garfo? Isso é relativo. Eu sei de mulheres magras que adoram cozinhar e mulheres gordas que que não gostam de o fazer. A paixão não depende do peso, mas certamente os homens gostam de mulheres que cozinhem bem. As mulheres gordinhas também vão para o ginásio, assim como as outras para manter a forma, mas não desistem dos prazeres da mesa. A beleza não está ligada a um tamanho, mas sim em sentir-se bem no corpo que se tem.»

Sofia Novais de Paula – Diário de um Batom

«Quando engordei este ano (2016) e senti na pele os comentários na praia, pensava para mim: E se eu tivesse tido uma doença, ou estivesse grávida, ou tivesse tido uma depressão? O importante não era o meu estado de saúde mas sim porque socialmente deixei de ter as formas perfeitas. Ninguém melhor do que nós sabemos! E o resto não conta?! Somos menos por isso? Porque deixamos de ter os padrões?

Dentro das nossas casas, das 4 paredes e do nosso corpo ninguém, para além de nós (e às vezes nem isso lol), sabemos o que realmente se passa. A imagem é muito importante, mas mais importante é o que está por de trás. Antes de julgarem, apontarem o dedo, fazerem bullying, tentem entender, saber observar, ouvir e depois tentem ajudar quem precisa.»

Ana Lemos – Cacomae

«Queremos sentir-mo-nos bem, queremos vestir aquelas peças giras que as marcas têm, aquelas peças que apenas podem ser usadas pelas magras, por quem têm corpos magros, sem celulite e sem peles a cair.

Tenho espelho, tenho marido, tenho mãe e tenho amigos que me podem dizer se fico bem ou mal com isto ou com aquilo, se continuo com as pernas e os braços gordos, se estou ou não bem com calções ou bikini, porque a estes sim, dou atenção e ouço o que têm para me dizer

Elena Palieri – Mixelchic

«Eu acho que o estudo recente conduzido por esta universidade demonstra quão pouco relevante é o seu plano de ensino e pesquisa. O que faz ou não bem ao relacionamento de um casal tem muito pouco a ver com o peso corporal, com a celulite que quase todas temos ou com qualquer imperfeição estética. O diálogo, a cumplicidade e a predisposição para com os outros, bem como a liberdade de pensamento e opinião e a vontade de compartilhar, são os ingredientes que mantêm o relacionamento vivo. Por isso, sugiro, desde a mulher gorda e felizmente casada, a esses estudiosos, dedicar os seus esforços na procura de tópicos um pouco mais suculentos e a abordar seus estudos antropológicos e comportamentais um pouco mais além do próprio umbigo.»

Magda Pais – Stone Art

«Apetece-me dizer que eu sou gorda. Sou gorda, tenho uns 40 quilos a mais do que aquilo que a ciência e a medicina acham que devia estar. Mas também sou feliz. Porque me aceito como sou. Porque não tenho qualquer vergonha de ser assim. Porque sou exatamente igual às outras mulheres que tenham menos gordura. Sou eu, assim, tal e qual.»

Concordamos com as nossas bloggers. Pouco peso não é sinónimo de felicidade. Existem mulheres cheiinhas que têm uma autoestima incrível e mulheres mais magras que não se sentem bem no corpo que têm. Stephanie Zwicky é modelo de várias campanhas e é um grande exemplo de que a gordura é formosura. Também Ragini Nag Rao não fica atrás. Apareceu no top 9 de blogues Plus Size da revista Teen Vogue e já deu várias entrevistas à imprensa internacional.

A beleza exterior, é apenas uma característica física e o que importa, verdadeiramente, é como se sente na sua pele.

Não pode perder:

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Mais informação sobre

Dê-nos a sua opinião

Foto: Adriana Morais
6 atitudes que revelam maior intimidade num casal que o sexo: venham conhecê-las!
A vida a par tem tantos momentos que merecem ser lembrados... Por sabermos isso, não resistimos: revelamos-lhe, hoje, 6 atitudes que revelam maior intimidade num casal que o sexo!.. Vamos a elas?
Efeito Espontâneo
Quando o amor, por si só, não é suficiente: 10 coisas que todas as relações felizes precisam!
Amar alguém é uma escolha. E fazemos essa escolha todos os dias!
Foto: Por Magia - Photography
Como cuidar da auto-estima em casal: 7 passos para o conseguir
A melhor forma de amar alguém é começar por se amar a si próprio. Desta forma poderá ajudar a sua cara-metade a fortalecer a sua auto-estima e garantir que nada vos debilite

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação