Quer um casamento feliz? Aqui fica uma lista de conselhos definitiva, realista e directa

Os melhores conselhos são aqueles que se baseiam na experiência. Por isso, Mark Manson, reconhecido jornalista, autor do best seller The Subtle Art of Not Giving a Fuck e blogger tratou de encontrar as peças do seu puzzle antes de começara formá-lo. Uma semana antes de se casar, foi à sua lista de contactos que já se encontram casados, questionando-lhes sobre a sua experiência e sobre todas as lições que foram aprendendo ao longo do casamento. Depois de analisar todas as respostas, Manson comprovou que estas não variavam muito entre si. Assim, foi capaz de chegar a algumas conclusões sobre a felicidade no casamento. 

1. Não se case pelas razões erradas

Há muitas pessoas casas, mas nem todas encontraram o motivo certo para o fazer. A pressão da família ou dos amigos (da sociedade no geral) costumam ser um dos motivos pelos quais as pessoas dizem o “Sim, aceito!”. No entanto, a falta de segurança acaba por ter um grande peso nesta decisão. Par além disto, o casamento evita a solidão ou o status de solteiros. Desta forma e de acordo com Manson, a admiração pela outra pessoa é vital. 

FS Stock
Foto vía Shutterstock: FS Stock

 2. Seja realista e não se deixe levar pela ilusão momentânea

Neste aspecto, o amor romântico e o amor verdadeiro entram em conflito. Manson considera o amor verdadeiro como sendo o grande vencedor, visto que o primeiro é a chave do humor. No entanto, o amor verdadeiro parece ser “imune aos caprichos emocionais ou às modas. Este é um tipo de amor que nos confunde e que não está, de todo, confeccionado pelas hormonas, como acontece com o amor romântico.

3. O respeito é o mais importante

Mesmo que alguns casais tenham respondido que um dos pilares do casamento é a comunicação, as pessoas com mais experiência matrimonial (entre 20 e 30 anos) colocam o respeito num patamar acima, pois há a necessidade de assumir que a comunicação nem sempre será igual. Os problemas que às vezes surgem na comunicação dão lugar a conflitos, nos quais o respeito se deve manifestar.

nd3000
Foto vía Shutterstock: nd3000

4. Dizer o que tiverem a dizer

Seja bom ou não, existe sempre a necessidade de se expressarem e contarem com os seus parceiros para falarem sobre o que quer que seja. Desta forma, para além da confiança, cria-se, simultaneamente, uma poderosa intimidade. No entanto, também é importante encarar o futuro: “Quanto mais profundo for o compromisso, quanto mais entrelaçados estejam na vida um do outro, maior será a confiança no seu parceiro”

5. Um casal é formado por duas pessoas

Parece um autêntico clichê, mas na prática não parece assim tão óbvio. Mesmo que exista a necessidade de se cuidar de uma relação e de fazer sacrifícios, Manson assegura que devemos evitar que “toda a felicidade da relação dependa da outra pessoa e que ambos encontrem um constante estado de sacrifício”. Neste sentido, a identificação de cada membro como ser individual é a chave, pois somos “pessoas com uma identidade própria, com os nossos próprios interesses e pontos de vista”. Assim, não perca a sua personalidade mesmo que esteja numa relação.

wavebreakmedia
Foto vía Shutterstock: wavebreakmedia

6. A importância do espaço 

Fazer planos de solteiro com outras pessoas de vez em quando é importante e saudável para uma relação. Manson defende esta separação em todos os âmbitos da vida, desde uma noite de festa até às contas do banco. De facto, o próprio autor recorre à sua experiência para nos explicar esta parte. Manson, por vezes, vai de férias sem a sua mulher e assegura que a sua relação melhora. No final de contas, tudo se baseia na confiança. “Se não consegue confiar no seu marido ao ponto de ele ir de viagem para jogar golfe com os seus amigos ou tem medo de ver a sua mulher ir tomar um copo depois do trabalho, que tipo de respeito tem perante a sua capacidade de comportar-se correctamente sozinho(a)?, diz Manson.

7. Mudar é inevitável 

O ser humano muda a nível físico e emocional ao longo de toda a sua vida, assim como as suas ideias e crenças que acabaram por determinar a sua personalidade no passado. Por esta razão, é necessário aprender a amar a pessoa independentemente de todas as suas mudanças.

g-stockstudio
Foto vía Shutterstock: g-stockstudio

8. Discuta com o seu parceiro da forma correcta 

As discussões acabam sempre por chegar e temos que as aceitar. Temos também que as encarar como lições, nas quais podemos aprender algo positivo. Neste aspecto, Manson baseou-se na experiência de John Gottman que colocou casais numa casa para que discutissem. No livro, “Sete Regras para Viver em Casal”, Gottman referiu quatro aspectos que danificam todas as relações quando se verifica um discussão: criticar o carácter da pessoa, adoptar uma posição defensiva, subestimar e ignorar.

9. Perdoe e aceite

Aqui, o autor não se centra no acto de perdoar, mas sim em todos aqueles aspectos que vêm por detrás. Isto implica acabar com determinadas conversas e não voltar a falar delas. O melhor é aprender a viver com tudo: “Os casais necessitam de estar de acordo”, partilha  Manson.

É necessário que o casal se aceite mutuamente, sobretudo no que toca às diferenças de cada um. Aprender a ver os seus erros sem pensar que estes aportam más intenções.

Kitja Kitja
Foto vía Shutterstock: Kitja Kitja

10. Os pequenos detalhes importam e bastante

“Dizer amo-te antes de dormir, dar as mãos enquanto vêem um filme ou fazer pequenos favores”, segundo as palavras do autor, são detalhes que melhoram significativamente uma relação sem que nos demos conta. Também podem considerar ter encontros românticos, independentemente do tempo que já estão casados. De facto, as experiências e os gestos do dia a dia são essenciais.

11. O sexo: a chave 

A saúde de uma relação reflecte-se no sexo. Se falta algo dentro de uma relação, os encontros sexuais irão transmitir isso mesmo. De facto, esquecerem-se dos encontros sexuais não implica que o sexo vá mal, mas sim uma série de histórias por resolver, das quais deveriam falar. Importante: o sexo é vital, independentemente da sua idade e de qualquer que seja a relação que têm. Às vezes, o sexo também serve como medicina para ultrapassar determinadas discussões ou situações.

12. As regras nem sempre são negativas

Sobretudo as tarefas domésticas e dentro do âmbito económico. Organizando as tarefas, alcançarão o equilíbrio e a imposição, em alguns aspectos, contribuirá para evitar algumas discussões. No entanto, há sempre excepções!

13. Surfar nas ondas

Este título é dado por uma das declarações obtidas por Manson: “As relações são com as ondas, necessitamos de aprender a apanhá-las”, disse um senhor de 91 anos a uma enfermeira que escreveu para o autor.

Dudarev Mikhail
Foto via Shutterstock: Dudarev Mikhail

Estes são alguns dos segredos para manter a saúde no seu casamento e são bastante importantes. Tem alguma fórmula secreta que queira partilhar?

Veja também o que o blogger, escritor e empreendedor diz sobre Casar: porquê, quando e como?  e veja quais são as 9 coisas que DEVEM fazer ao acordar: tudo para que seja um noivado feliz!

Dê-nos a sua opinião

Trabalhar com a sua cara-metade? Hoje desmistificamos este tema. Siga os nossos 6 conselhos!
Trabalhar com a sua cara-metade? Hoje desmistificamos este tema. Siga os nossos 6 conselhos!
Os psicólogos do Centro de Psicología Psicoadapta deram-nos a chave para enterrar um mito sobre as relações no local de trabalho.
Diana Nobre Fotografia
15 coisas que um casal deve fazer junto ao menos uma vez na vida!
A rotina, em muitas ocasiões, pode acabar com momentos especiais... E como não queremos que caia em comodismos, recomendamos-lhe 15 coisas que todos os casais devem fazer, ao menos uma vez na vida!
Foto: João Almeida
Que tipo de homem é o seu parceiro? Descubra nesta lista sobre homens!
Encontre o estereótipo que coincida com o homem com quem partilha os seus dias. Será o ideal para si?

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação