Como escolher a data do meu casamento em cinco passos

A contagem regressiva para o seu casamento já começou. Você foi pedida em casamento pelo Manel, ontem, e já começou a sonhar com tudo: um look de princesa, uma festa de arromba, um catering delicioso e uma lua-de-mel paradisíacaYou name it!

De certeza que até já começou a pensar em algumas datas para o Grande Dia, mas apercebeu-se que todas têm os seus prós e contras. De facto, à primeira vista, a escolha da data pode parecer simples, mas tendo em conta a disponibilidade dos espaços e até a época do ano, acertar no dia pode ser um pesadelo. Como evitar isso? Siga estes cinco passos!

Passo 1. Tente escolher uma data especial

Dizemos “tente” porque não é fácil e, se você não estiver disposta a esperar, talvez tenha que se contentar com as datas que restam livres ao padre ou celebrante, espaço de casamento ou qualquer outro fornecedor. Mas no início é uma boa ideia seguir a tendência natural da maioria dos casais e optar por uma data relevante no relacionamento: um primeiro encontro, um primeiro beijo, um primeiro “eu amo-te” ou um dia único, daqueles que, sem aparentar nada de especial, tornou-se numa data-chave. E neste caso há muitos momentos, como é o caso das datas relacionadas com a  família que você queira honrar.

Nelson Marques + Andreia Torres Photography
Foto: Nelson Marques + Andreia Torres Photography

Esta categoria também inclui números especiais ou ligados à sorte – aqueles que representam algo para o casal e que eles consideram simbólico. Em qualquer dos casos, o importante é cumprir esta “tarefa” com antecedência. Um ano é o ideal. Assim, os noivos terão tempo para organizar tudo tintim por tintim. Acha bem?

Foto: Nelson Marques + Andreia Torres Photography

Passo 2. Avalie a estação do ano ou o tempo

Embora as datas especiais sejam importantes, cada vez mais os noivos levam em consideração a estação do ano para escolher a data do seu casamento. A primavera e o verão são as estações preferidas, e não apenas pelo bom tempo, mas pelas possibilidades que existem em termos de espaços rodeados de natureza. No entanto, a profusão de locais encantadores que aproveitam os meses do outono e do inverno também têm tido sucesso, portanto, não é absurdo apostar neles.

Foto: Thrall Photography

Mas, como a primavera e o verão são as estações dos casamentos por excelência, esta temática torna-se mais complicada, devido à enorme procura que sufoca esta altura do ano. Por isso, o (tal) ano de antecedência para definir a data de casamento é obrigatório. Casar ao ar livre é uma das maiores exigências dos noivos. Nesse sentido, é natural que no outono e no inverno os fornecedores tenham mais disponibilidade e seja assim mais fácil marcar uma data.

Aguiam Wedding Photography
Foto: Aguiam Wedding Photography

O melhor dia da semana para celebrar um casamento é no sábado, já que você pode estender a festa, sem que os convidados fiquem preocupados com as horas. Mas, como é o melhor dia para casar, é também o mais procurado. Mais uma razão para você reservar o dia com antecedência.

Sexta-feira é o segundo dia mais escolhido, mais do que domingo, imagine! Como muito menos gente trabalha ao sábado, os convidados podem deixar-se levar na festa, sem problemas. Essas celebrações geralmente começam à tarde ou à noite, embora também haja celebrações pela manhã. Afinal, “a exceção faz a regra”.

Domingo, muito menos procurado, também é uma data escolhida por vários noivos, talvez por causa da sua disponibilidade relativamente alta. E, embora no meio da semana, seja muito mais fácil encontrar uma data disponível, poucos noivos embarcam nessa aventura e risco, porque menos convidados conseguiriam ir. A menos que a data seja especial demais para si, desaconselhamos que case durante a semana.

Mémorelle - Photography & Video
Foto: Mémorelle – Photography & Video

Passo 3. Verifique a disponibilidade nas férias

Cada vez mais, o casal aproveita as férias para ir de lua-de-mel. É por isso que acabam por escolher casar nessa altura mais livre de obrigações profissionais. Mas a lua-de-mel não é a única razão para casar nas férias. Às vezes, fazer sacrifícios é necessário, e as férias são usadas para finalizar alguns detalhes do casamento, sem que tenha as preocupações laborais em mente.

Foto: Mémorelle – Photography & Video

Nesse sentido, é importante marcar as férias com tempo. Enquanto algumas empresas não põem obstáculos às mesmas, desde que sejam marcadas com razoável antecedência, outras apenas permitem que as tire no verão ou em determinadas datas que não prejudiquem a dinâmica do trabalho. Em qualquer dos casos, o verão geralmente tem datas disponíveis para quase todos. Mesmo assim, quem optar pela primavera, outono ou inverno, poderá ter mais dificuldade em solicitar dias dedicados à preparação da boda ou prolongar a lua-de-mel. Tenha atenção a isso!

Nuno Belo Photographer
Foto: Nuno Belo Photographer

Passo 4. Não se esqueça do fator económico

Este é sempre um dos fatores mais relevantes, infelizmente. Como a primavera e o verão são os meses mais procurados para se dar o nó, são também os mais caros. A época alta (de maio a setembro) atinge os preços mais elevados e você dever ter isso em conta. Ainda assim, os casamentos não muito grandes ou íntimos têm um grande potencial nesta época, mesmo com os preços altos, compensados ​​pela redução do número de convidados.

Foto: Mémorelle – Photography & Video

No entanto, a época baixa (outubro a abril) tem vindo a ganhar adeptos nos últimos anos, devido ao condicionamento de lugares verdadeiramente surpreendentes naturais e artificiais. É uma boa opção, muito mais económica, e que, por isso mesmo, tem lógica ser tida em conta. Muitos casais não hesitam em escolher estas datas, não só pelo fator financeiro, como pela atmosfera especial que se forma no outono e no inverno. Estas datas são perfeitas para que os casais com orçamento baixo tenham na mesma um casamento muito bonito! Há espaços que até incluem pacotes de casamento ou descontos especiais para a época baixa – o ideal para poupar em itens ou incluir extras que tornam a celebração num espetáculo muito mais completo.

SLcasamentos
Foto: SLcasamentos

Passo 5. Tenha em conta a organização do casamento

Como já dissemos, um casamento requer uma organização que dure mais ou menos um ano. E não é preciso muito tempo para planear (alguns casamentos são organizados em tempo recorde), mas igrejas, espaços civis, locais e alguns jogos precisam de uma reserva com considerável aviso prévio.

Foto: SLcasamentos

Por outro lado, tenha em mente a data escolhida para lidar com a organização do casamento e as diferentes escolhas, já que o clima influencia em muitos aspetos, tanto no humor quanto no conforto ao coordenar e movimentar-se. Pense também na época em que você imagina o seu grande dia, porque o vestido de casamento, a decoração e os diferentes espaços mudam dependendo da mesma. Um pequeno risco apimenta a vida, mas talvez você não queira jogar assim tão alto.

Foto: SLcasamentos

A data do casamento é um dos primeiros fatores a ter em conta, assim que se toma a decisão de casar. E, como sabemos, que há datas proibidas para casar, resolvemos partilhá-las consigo. Tal como lhe dissemos vezes sem conta neste artigo, o casamento deve ser preparado no espaço de um ano. Então, saiba como organizar um casamento: 12 meses de preparativos. O calendário definitivo!

E já que estamos numa de vincar o número 12, tome nota destes 12 rituais para afastar o mau olhado no casamento.

Descarregue também o nosso ebook para a ajudar a organizar o casamentto

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

Como escolher o local de casamento em cinco passos
Como escolher o local de casamento em cinco passos
Através destes 5 passos vamos guiá-la nesta aventura, porque não queremos que a escolha do local do casamento se transforme numa odisseia!
Como organizar um casamento íntimo em cinco passos
Como organizar um casamento íntimo em cinco passos
"Poucos mas bons", "menos é mais", muito se poderia dizer para justificar um casamento intimo. Mas hoje vamo-nos focar apenas nos cinco passos essenciais para o organizar. Tome nota!
Como escolher o bolo do meu casamento em 5 passos
Como escolher o bolo do meu casamento em 5 passos
O bolo de casamento é um daqueles "detalhes" que não pode deixar para trás, pois é, cada vez mais, um elemento crucial de qualquer celebração.

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação