Como organizar um casamento low-cost em 5 passos

Uma das principais preocupações dos casais quando decidem casar é o orçamento, pois nem sempre dispõem da quantia desejada ou necessária para conseguirem organizar um casamento verdadeiramente espetacular. Com efeito, e estando a média de casamentos em Portugal entre os 15 000 e os 25 000 euros, muitos noivos têm de se conformar com valores bem mais baixos.

Mas quem disse que isso é um problema? Pode até ser uma vantagem, pois o casal terá de encontrar alternativas que ajudarão a planear um casamento muito mais original. Descubra, então, como organizar seu casamento low-cost em 5 passos.


Passo 1. Dê asas à sua criatividade

Caso queira optar por um casamento mais económico, a criatividade será a sua principal armapois permitir-lhe-á organizar o seu grande dia de uma forma original, sem descurar nenhum detalhe. Com efeito, um orçamento reduzido acaba por ser um excelente alimento para a imaginação, que será necessariamente desencadeada quando tiver de cobrir diferentes elementos e fases do casamento. Na verdade, um casamento low-cost permite uma celebração muito mais personalizada, aproveitando os seus hobbies e temáticas favoritas.

Foto: Mémorelle – Photography & Video

A criatividade reflete-se muito no Do It Yourself (DIY), em que os noivos utilizam a sua arte para suprimir custos nalguns elementos e detalhes mais caros dos casamentos. A decoração é o aspeto onde esta prática é mais comum, nomeadamente na elaboração dos arranjos florais, nos detalhes colocados sobre as mesas, nos bancos da cerimónia ou nos centro de mesas. Os convites DIY também ajudam a economizar, tornando simultaneamente o evento mais original, no seu papel de primeira “montra” ou “carta de apresentação” de um casamento que terá um toque muito mais personalizado. O restante estacionário (seating plan, minutas, marcadores de mesa, etc.) também pode ser feitos por si, com grandes resultados, assim como as lembranças de casamento, onde além de poupar, poderá imprimir aquele toque sentimental tão característico de tudo é que feito à mão.

Foto: Mémorelle – Photography & Video

Mas há outros aspetos onde é possível destacar-se a criatividade dos noivos ou até mesmo de alguns trabalhadores contratados. Por exemplo, para brilhar no seu grande dia não precisa de gastar imenso dinheiro num vestido caríssimo ou optar por um modelo de um estilista de renome. Em alternativa, pode contratar uma costureira para ajudá-la a reutilizar um vestido de noiva antigo, o que será muito mais emocionante se tiver pertencido à sua mãe ou outro elemento da sua família. Com a inclusão de tecidos e vários ajustes, certamente que ficará espetacular!

Foto: Mémorelle – Photography & Video

Passo 2. Avalie a presença dos convidados

Num casamento low-cost não tem necessariamente de reduzir o número de convidados, embora esta seja uma boa forma de diminuir as despesas. A verdade é que, para controlar os custos, os noivos têm de dar atenção à sua lista de convidados, sabendo claramente quem querem e devem imperativamente convidar para partilhar consigo o seu grande dia, bem como aqueles quem devem deixar de lado, nomeadamente as pessoas que consideram convidar por “obrigação”.

Foto: José D’Oliveira – Happiness Happens

Há também uma outra solução, uma prática pouco usada por cá mas que já é comum lá fora que e que pode ajudar a cortar custos: fazer dois turnos para o casamento. O que é que queremos dizer com isto? Organize dois grupos: um formado pela família e amigos mais próximos e um que englobe todos os outros amigos. Ambos os grupos participam da cerimónia, mas apenas o primeiro fica para o banquete e para a festa. Uma decisão arriscada, mas que pode ajudar muito a economizar.

Foto: José D’Oliveira – Happiness Happens

A verdade é que há pessoas que têm de estar no seu casamento, seja ele muito caro, mediano ou low-cost. A questão é que, neste último caso, o papel dos mesmos pode ter uma maior relevância no caso de querer economizar e, ao mesmo tempo, transformar o seu casamento num evento mais especial. Como?

A partir do momento em que começa a organização do seu grande dia deve contar não só com a sua criatividade, como também com a ajuda dos seus familiares e amigos. Com efeito, na hora de elaborar a decoração, de eternizar o momento através de fotografias, de encontrar animação, oficializar o casamento ou até mesmo de elaborar o cardápio, entre outros, eles podem ter muito a dizer.

Foto: José D’Oliveira – Happiness Happens


Passo 3. Temporada baixa e espaços

Aproveitar a temporada baixa para celebrar o seu casamento pode ser uma boa forma de economizar e, ao mesmo tempo, ganhar a vantagem da peculiaridade. Porque o outono e a primavera geram ambientes realmente encantadores, perfeitos para aproveitar uma decoração exclusiva.

Foto: Deambulando

A temporada baixa, na realidade, está cheia de vantagens. Embora seja reduzida (ou omitida) a possibilidade de celebrar o casamento ao ar livre, é muito mais fácil encontrar um espaço para a a data desejada, usufruir de packs exclusivos que os espaços oferecem para angariar noivos e de um preço razoável para datas com uma procura muito menor.

E se aproveitar a temporada baixa para casar, também poderá aproveitar a temporada baixa de determinados lugares para economizar na sua lua-de-mel. De facto, em alguns países idílicos a baixa temporada possui também excelentes condições climatéricas, sendo que poderá aproveitar melhor os próprios locais, pois haverá muito menos turismo.

Foto: Deambulando

Ainda em relação aos espaços para casar, é verdade que um casamento low cost reduz as possibilidades e variedade de escolha, mas isso não é exatamente uma desvantagem. De facto, tendo menos por onde escolher, o casal sente-se, assim, menos sobrecarregado e, ao mesmo tempo, consegue conhecer melhor cada um deles, pois terá mais tempo e disponibilidade dos próprios locais para o fazer. Há muitos pequenos lugares repletos de encanto, localizados em áreas montanhosas ou de praia, que podem ser utilizados nesta época.

Foto: Deambulando

Passo 4. Opções para o menu

O menu do casamento é outro dos itens da organização do casamento que se tem vindo a alterar mais nos últimos anos, principalmente pelo progressivo abandono de protocolos mais exigentes e, precisamente, pelo facto dos noivos terem orçamentos mais baixos. Tais circunstâncias proporcionam a convivência de alternativas, que se adaptam aos estilos dos casamentos do século XXI, especialmente durante a presente década.

TFY Weddings

Entre os vencedores está o convite limitado ao cocktail, que nestes casos é muito mais alargado e copioso do que no casamentos habituais, mas que mantém a mesma filosofia, ou seja: empregados de mesa a servir aperitivos, pessoas em pé e alguns lugares, tudo para motivar as relações sociais.

Os corners e bancas de comida, como parte integrante do cocktail alargado ou outros tipos de refeições, também se juntam à nova tradição, gerando muito mais opções. O sushi, grelhados, fast food, salsichas, mariscos e bebidas diferentes estão disponíveis em diferentes zonas do cocktail, com uma pessoa a servir ou com a etiqueta self-service.

Foto: Aguiam Wedding Photogrphy

Apoiando este último tipo, os casamentos com buffet tomam especial relevância, onde o self-service é a nota dominante na hora consumir qualquer prato. Esta opção, além de reduzir o preço por convidado, permite uma maior liberdade para os mesmos, maior experimentação para os chefs  – e tudo sem descurar a excelência culinária. Neste tipo de serviço, opta-se geralmente por dispor mesas longas, para que os convidados se possam sentar.

Photo by Stella de Smit on Unsplash

O conceito do bolo de casamento também mudou e oferecem-se alternativas muito menos caras e mais originais. O momento do corte do bolo já começa a ficar um pouco fora de moda e em alguns casamentos serve-se apenas o bolo como sobremesa, sendo que noutros mais modestos ou bizarros, o mesmo é substituído por outros tipos de doces ou opções variadas, como donuts, gelados, crepes, muffins e waffles.

Photo by Thomas AE on Unsplash

Em todos estes casos, não se perde sequer um pingo de bom gosto. Com efeito, existe uma grande variedade de pratos à altura dos casamentos mais caros, assim como os espaços, que são decorados de forma muito especial, com mesas redondas ou compridas, flores e pequenos detalhes espalhados por toda parte.

Passo 5. Economizar

Para conseguir economizar, não precisa de excluir muitos dos itens do casamento, mas sim substituí-los por outros. Para isso, recomendamos a escolha e contratação de um wedding planner. Embora pareça um serviço desnecessário, se a intenção é poupar, este profissional é mestre em dar forma às suas idéias, em organizar, estruturar e dar os melhores conselhos para conseguir realizar o planning mental que estabeleceu. Este investimento acaba por ser excelente, porque é a principal arma para poupar e atingir os objetivos.

Foto: Mémorelle – Photography&Video

No caso de fotografias de casamento, um álbum é sempre uma boa ideia, mas há fornecedores que podem entregar as mesmas em formato digital, deixando a oportunidade ao casal de as revelar. Hoje em dia muitos casais guardam as fotos do grande dia em discos rígidos e imprimem apenas algumas para decorar a casa e oferecer à família e amigos, mas sem exagerar.

E agora que já sabe como organizar um casamento low-costdescubra o nosso vídeo com 6 dicas fundamentais para economizar no budget do seu grande dia!

Talvez também lhe interesse:

E para ajudá-la na organização do seu casamento

Descarregue o ebook Como organizar o seu casamento“!

Nota da Redação: As fotos utilizadas são ilustrativas, pelo que não correspondem necessariamente a profissionais com preços low-cost. Entre em contacto com cada um dos nossos fornecedores para encontrar os melhores preços com a melhor qualidade, para um dia perfeito!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

Como organizar um casamento em casa em cinco passos
Como organizar um casamento em casa em cinco passos
Casar em casa pode ser bem mais divertido e bem-sucedido do que você imagina. Primeiro, porque você será o "rainha do pedaço" e conhecerá o espaço como ninguém. Depois, porque você sentir-se-á tão bem, como se estivesse em casa... E estará...
Foto: Luis Tenza
Como organizar um casamento express em 5 passos
Três meses para prepara um casamento? Esta conjugação de palavras pode ser suficiente para deixar muitos noivos em ponto de ebulição. Em poucas linhas vamos dar uma mãozinha para que em apenas 90 dias possa pôr o seu casamento de pé. E ser feliz para sempre!
Como organizar um casamento ecológico em 5 passos
Como organizar um casamento ecológico em 5 passos
A ecologia está na moda e não deveria ser assim. Devido aos problemas ambientais que o mundo sofre a todo o instante, essa prática deveria ser um hábito, algo inerente à sociedade. com um casamento que respeite o meio ambiente, todos nós ganhamos. Descubra como organizá-lo em apenas 5 etapas!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação