Como escolher o vestido de noiva para um casamento na praia

Se já decidiu que vai casar na praia e já tem o espaço escolhidobem como todas as licenças para poder realizar o seu sonho, pode começar a organizar o seu casamento. E, claro, um dos primeiro passos – e dos mais importantes! –  é a escolha do vestido de noiva,  a peça que irá fazer deslumbrar a protagonista deste grande dia: você!

Vestido de Noiva Otaduy. Foto: Juanjo Vega Photography

Sendo o enlace na praia, e dada a especificidade do lugar, os critérios para escolher o modelo perfeito podem mudar ligeiramente em relação ao mais tradicional. E, por isso, nós estamos cá para a ajudar.

No entanto, e apesar de todos os conselhos que lhe possamos dar, há uma premissa que deve ter sempre presente em todo o processo: manter  a sua personalidade intacta e escolher um vestido que encaixe no seu estilo. Porque, embora os casamentos na praia inspirem determinados padrões, não se esqueça de que você é  a protagonista do seu dia e que ninguém a deve condicionar, nem mesmo aquela praia maravilhosa que escolheu para dizer o “Sim” à pessoa que o seu coração escolheu para amar!

Passo 1. Tenha em conta a época do ano e a hora da celebração

Quando pensamos num casamento na praia, a primeira imagem que nos vem à mente é o verão, as palmeiras, o sol e toda a parafernália associada a este cenário quase idílico. No entanto, esquecemo-nos de que a praia, na realidade, está disponível durante todo o ano e que, em alguns sítios, a temperatura é excelente durante os 365 dias do mesmo.

Vestido de Noiva Otaduy. Foto: Juanjo Vega Photography

Para celebrações fora da época estival, a opção da praia poderá ser muito interessante pelo ambiente bucólico gerado pelas épocas mais frias, embora estejamos a falar de temperatura agradáveis, mais ainda do que em alguns momentos do verão. Além disso, a disponibilidade dos locais é maior, sendo também possível escolher entre uma maior variedade de vestidos, já que nestes casos não será imperativo o look praia que lhe iremos descrever mais à frente. Com efeito, poderá escolher entre um maior número de cortes e estilos, sempre com referências informais – não se esqueça que está na praia! – mas com reminiscências a estilos mais tradicionais.  Entre eles, o corte sereia e o corte império, com decotes pronunciados, tanto à frente como atrás.

Foto: Ricardo Meira
Foto: Ricardo Meira
Foto: Ricardo Meira

Em relação à hora do enlace, e caso o casamento seja celebrado no verão, opte por um vestido fresco, com decote, manga curta, sem mangas, com alças spaguetti ou sem alças (o caicai tem grande sucesso) e recorra a tecidos vaporosos, como o gaze, bem como modelos mais abertos, para baixar a temperatura ambiente.

Atelier Gio Rodrigues. Modelo do Vestido: Kyra
Atelier Gio Rodrigues. Modelo do Vestido: Kyra
Atelier Gio Rodrigues. Modelo do Vestido: Frances
Atelier Gio Rodrigues. Modelo do Vestido: Frances

Se a cerimónia for à tarde, poderá sentir uma brisa que, dependendo do lugar onde se encontre, poderá ser controlada com um modelo de manga comprida ou de três quartos, assim como um tecido um pouco mais compacto.

Atelier Gio Rodrigues. Modelo do Vestido: Grace

No inverno, recorra a vestidos mais tapados e, se realmente estiver frio, opte por algo bastante realista: tenha jaquetas, casacos ou xales preparados para estas situações. Que o frio não a impeça de celebrar o seu casamento no local dos seus sonhos, apesar da temperatura.

Foto Vicky Baumann Photography. Vestido: Otaduy

Passo 2. Considere o tipo de casamento na praia

O cenário de um casamento na praia parece fácil de imaginar, mas dentro deste festival da “boa onda” há muitas opções que vale a pena conhecer, já que cada uma delas pode determinar um vestido ou outro.

MyOwnDress. Fotografia: Matilde Berk

O mais idílico é o chamado casamento “pé na areia”, sem qualquer aditamento ou apoio. É a opção mais autêntica, pois o contacto com a natureza é total e a sensação de paz e imersão com o meio ambiente são, simplesmente, maravilhosos. Nestes casos, no entanto, é preciso ter noção de que os vestidos longos vão roçar na areia, algo que lhe pode correr muito bem ou não, pois há sempre o risco de estragar o vestido.

MyOwnDress. Fotografia: Matilde Berk
MyOwnDress. Fotografia: Matilde Berk

No caso de não querer ter contacto com a areia, pode colocar um caminho de madeira e um pequeno altar do mesmo material. Com esta solução, quer o vestido, como os sapatos (no caso de optar por ir calçada) ficariam muito mais protegidos, já para não falar que teria mais opções de escolha no que toca à vestimenta.

Se colocar um tecido ou tapete, tenha em conta que o caminho até ao altar será semelhante ao caminhar sobre a areia, pois os pés afundam-se na mesma, já que não têm suporte suficiente, embora também seja uma opção mais segura contra o roçar do vestido, diminuindo a possibilidade de o manchar.

Vestido de Noiva Otaduy. Foto: Juanjo Vega Photography
Vestido de Noiva Otaduy. Foto: Juanjo Vega Photography

Há sempre outra hipótese: alguns locais oferecem lugares próximos da praia, mas fora da areia, perfeitamente adequados para celebrar casamentos, sejam espaços ajardinados ou os próprios terraços de hotéis ou restaurantes, com vista para o mar. Nestes casos, o vestido pode afastar-se mais do conceito de praia, embora seja sempre divertido tentar encontrar o “pack costeiro” completo.

Foto: Aguiam Wedding Photography
Foto: Aguiam Wedding Photography

Passo 3. Escolher o melhor material

A praia é um ambiente muito especial e a indumentária para um casamento inserido no mesmo deve ser igualmente única. Destacam-se, assim, os tecidos leves e frescos e, ao mesmo tempo, resistentes, pois serão expostos ao ar livre da praia, à humidade, à areia, à água e ao sal. Em geral, os vestidos que se veem nestes casamentos são mais simples, dispensando grandes ornamentados e com menos detalhes, bebendo da filosofia do mar, pelo que também tendem a ser mais baratos.

MyOwnDress. Fotografia: Matilde Berk

O bambula  – que não é propriamente um tipo de tecido, mas mais um estilo de preparação que lhe dá um acabamento ‘amassado’ – é fantástico para um ambiente costeiro, graças à leveza do seu toque, trazendo muita frescura. O mesmo pode ser feito de algodão, seda ou de fibras sintéticas, sendo que a sua aparência enrugada dá uma aparência mais hippie.

O charmeuse fala-á parecer mais sexy, pois a forma como cai no corpo não impede que se destaquem todas as suas curvas. Para além disso, qual surpresa, é um tecido reversível, sendo um dos lados mais brilhante e semelhante ao cetim, e outro mais mate, que lhe dá um toque mais discreto. A escolha será sempre sua, mas recomenda-se o lado brilhante para um casamento à tarde e mate se o mesmo for durante o dia.

O chiffon, sendo fino, leve e com uma certa transparênciaé perfeito pela sua simplicidade e frescor, sendo apropriado especialmente se o vestido tiver camadas, já que caem maravilhosamente bem. Pode ser feito em algodão, rayon, seda ou poliéster.

O macramé é uma das técnicas de tecelagem mais mais utilizada para este tipo de casamento, permitindo a aposta em rendas, sem que a peça perca o ar de espírito livre que os casamentos de praia despertam.

A gaze é o tecido mais leve para um vestido e, na praia, tem muito sucesso devido à sua extraordinária leveza. A sua languidez permite que voe e é o companheiro perfeito para saias voluptuosas, daquelas que lembram as bailarinas clássicas.

MyOwnDress. Fotografia: Matilde Berk

Veja também quais são os 13 tecidos mais usados pelo estilistas mais criativos.  Porque informação é poder!

Passo 4. Determine o corte do vestido

A praia tem um papel claramente determinante na hora de escolher o vestido, porque este deve adaptar-se ao ambiente sem acabar todo estragado. Por isso, uma boa opção é um vestido de noiva “de praia”, mais curto do que o habitual e longe do contacto com a areia. Este tipo de peça é perfeito para dar frescura ao calor do verão e à sensação de humidade da costa, oferecendo o look informal requerido por um casamento na praia. Por outro lado, este tipo de vestido incentiva também maior liberdade à sua cara-metade no que toca à escolha da sua vestimenta, que poderá ser um vestido semelhante – no caso de ser uma mulher – ou um fato mais veraneante ou despreocupado, no caso de ser um homem.

MyOwnDress. Fotografia: Matilde Berk

De qualquer forma, não precisa de colocar de lado os vestidos longos, muito típicos de casamentos boémios ou hippies e com os quais a fricção da roupa na areia não é um problema, mas sim uma expressão de maior liberdade. Além de que os vestidos adaptados à praia são geralmente mais baratos, pelo que não requerem tanto cuidado ou controle.

Photo by Anthony Tran on Unsplash

Passo 5. Escolha os acessórios adequados

Os acessórios não só completam o visual, como acabam por fazer parte do próprio vestido. Por isso, se optar por seguir uma forte estética de praia, vai ter de escolher acessórios em consonância com a mesma. Mas atenção: é importante não parecer estar “mascarada” ou “caricaturar” demasiado o estilo, sobretudo quando habitualmente não tem qualquer conexão com a praia. Já sabe: tente manter-se fiel a si mesma.

Vestido de Noiva Otaduy. Foto: Juanjo Vega Photography
Vestido de Noiva Otaduy. Foto: Juanjo Vega Photography

Em primeiro lugar, quando escolher os seus sapatos, considere o tipo de casamento e a estrutura do espaço escolhido, especialmente as superfícies do mesmo. Vai caminhar diretamente na areia ou sobre um tecido ou tapete? Neste caso, recomendamos sapatos muito simples e rasos, umas sandálias para caminhar mais fresca e sentir a areia, ou, melhor ainda, dirigir-se ao altar completamente descalça. Existe algo mais hippie e “de praia”? Qualquer uma destas opções é válida, embora no último caso não seja má ideia ter uns sapatos por perto, para quando precisar de se calçar.

MyOwnDress. Foto: Matilde Berk

Noutros casos, em que opta por colocar um caminho de madeira na areia ou até mesmo quando a cerimónia é organizada perto da areia, mas numa área ajardinada de um hotel ou em qualquer lugar com vista para o mar, não precisa de desistir de usar saltos altos, embora seja uma opção menos autêntica. Neste caso, as sandálias são ainda a melhor opção, embora o salto limite a possibilidade de tirar fotos na areia calçada ou soltar-se livremente perto da água. Solução? Desista dos saltos durante uns minutos, descalce-se e desfrute verdadeiramente de um casamento na praia.

Foto: Aguiam Wedding Photography
Foto: Aguiam Wedding Photography

Em relação aos restantes acessórios, e porque geralmente os vestidos são mais simples, muitas noivas focam a atenção nas joias e outros acessórios ou utilizam-nos para gerar contraste, pelo que recorrem a cores, pedras brilhantes e chapéus. No entanto, ninguém tem dúvidas que a praia é associada à beleza da simplicidade, aos cabelos soltos com um um acessório simples, uma coroa de flores ou bandana, no caso dos detalhes da cabeça. No que diz respeito às joias, braceletes e anéis de inspiração grega ou romana, flores silvestres, pulseiras nos pulsos e/ou tornozelos e os pingentes compridos têm sempre muito sucesso, tendo sempre em conta o decote do vestido.

Photo by Olenka Kotyk on Unsplash

Conheça as tendências de vestidos de noiva 2018 e escolha o modelo pelo qual se apaixonar, tendo em conta tudo o que lhe dissemos hoje, aqui, o seu estilo, personalidade e o seu próprio corpo. Clique no play e…. inspire-se!

E para ajudá-la na organização

Descarregue o ebook Como organizar o seu casamento“!

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

Fotografia: Foto de Sonho
Casar na praia: tudo o que não sabia que precisava de saber
Casar na praia é uma das utopias de muitos casais. Por isso, previna-se agora para que possa desfrutar depois.
Marylise 2018 via Vestidus
Os 10 erros que as noivas cometem ao escolher o vestido de noiva
Os 10 erros que as noivas cometem ao escolher o vestido de noiva - erros que eu considero de vital importância e para os quais devem estar prevenidas, preparadas e atentas.
8 razões para escolher um segundo vestido de noiva para o seu casamento
8 razões para escolher um segundo vestido de noiva para o seu casamento
Se está com dúvidas sobre que vestido levar para o seu casamento, porque não sabe como vai estar o tempo nem se se sentirá bem com ele, leve um segundo vestido. Há pelo menos três razões para o fazer

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação