Publicidade
Ana Bravo: o segredo de uma vida saudável!

Ana Bravo: o segredo de uma vida saudável!

"Sou uma nutricionista que gosta profundamente do que faz e, antes de tudo, uma mulher comum, simples mas que vive de paixões e sólidas convicções!"

  • Vida a Dois
  • Conselhos
  • Entrevista
  • Saúde

Autora de um dos melhores blogs e sites de fitness e vida saudável, Ana Bravo teve a amabilidade de nos conceder uma breve entrevista, por altura do lançamento do seu livro “Dieta: um modo de via”, onde nos conta alguns dos pontos chave para ter uma vida saudável. Recorde e acompanhe-nos nesta deliciosa entrevista e conheça um pouco mais sobre a nutricionista!

guardarAna Bravo
Ana Bravo

1. Quem é a Ana Bravo?

Publicidade

Tal como me apresento no meu blog, “sou uma nutricionista que gosta profundamente do que faz e, antes de tudo, uma mulher comum, simples mas que vive de paixões e sólidas convicções!”

2. Como começou a sua paixão pela nutrição?

Começou cedo, porque sempre fui habituada a seguir algumas regras alimentares. Confesso que durante alguns anos não achava graça a não poder beber refrigerantes às refeições ou a não ter snacks daqueles com embalagem muito colorida para levar para o colégio, mas com o passar do tempo percebi o quanto foi importante. Os bons hábitos devem ser incutidos o mais precocemente possível!

3. Conte-nos um pouco sobre o seu percurso profissional. 

O meu percurso sempre foi na área clínica e comunicação. Apaixonam-me! Poder associar ambas, então, é maravilhoso!

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Nada se consegue sem suor, pelo que houve alturas em que trabalhava 7 dias por semana, enquanto não tinha um trabalho “a sério” fazia voluntariado.

4. Qual é a importância de se ter um estilo de vida saudável?

É, simplesmente, toda! Com uma alimentação cuidada podemos prevenir um sem número de doenças. A alimentação influencia diretamente a saúde, a energia, o humor, o bem-estar em geral.

5. Lançou um livro chamado “Dieta: um modo de vida”, pode dizer-nos o que trás de novo e porquê a colaboração com Luís Matos?

Conheço o Luís há 17 anos, é um grande amigo e meu colega de curso. Admiro-o muito. Queria um livro idóneo, que reunisse o que diz a ciência, não correndo o risco de transparecer opiniões. Ele aceitou o convite de imediato!
Pretendemos que as pessoas percebam que a dieta é realmente um modo de vida. Encarando-a como uma alimentação racional, pensada e não apenas como um plano de emagrecimento – como tantas vezes se faz! – deve fazer parte do nosso dia-a-dia de forma natural, com o devido prazer associado.

Criámos um manual de nutrição que todas as pessoas deviam ter em casa, adapta-se a todas, desde as que pretendem uma educação alimentar no geral, às que têm preocupações de saúde específicas como colesterol elevado, diabetes ou cancro e ainda às que querem ajuda alimentar/nutricional em situações específicas, tais como a menopausa ou alturas de maior ansiedade ou necessidade de rendimento intelectual.

guardarAna Bravo
Ana Bravo

6. Com o stress que a organização de um casamento implica muitas noivas esquecem-se de uma parte fundamental que é a alimentação. Pode dar-nos algumas dicas para que estejam em forma para o grande dia?

As dicas de alimentação saudável repetem-se, mas no caso das noivas algumas revestem-se de uma importância ainda maior. Pelo que vou acompanhando – ao longo de 13 anos tenho acompanhado muitas noivas – o principal será não passar mais de 3 horas sem comer. O ideal será levar na marmita por exemplo um iogurte ou uma gelatina adoçada com stevia, fruta fresca, umas tortilhas de milho ou de arroz ou mesmo um pão escuro com queijo fresco ou requeijão, para dividir em duas merendas. No Verão facilita levar alimentos menos perecíveis, nos quais as ditas tortilhas têm lugar, assim como a fruta, que também pode ser desidratada, os frutos oleaginosos (amêndoas, avelãs…) e até queijinhos em doses individuais.

guardarFotos via Facebook Ana Bravo
Fotos via Facebook Ana Bravo

Para as noivas é essencial fazê-lo porque muitas vezes a ansiedade e a vida agitada faz com que se esqueçam de comer e quando finalmente o fazem, nem sempre conseguem optar pelas melhores escolhas. Com isto, vem a falta de energia, entre tantos outros sinais desconfortáveis de uma alimentação descuidada.

7. Muitas pessoas pensam que seguir um estilo de vida saudável é passar fome. Pode refutar essa ideia?

Naturalmente que refuto. É claro que, se a pessoa está habituada a comer grandes volumes de comida, em quantidades superiores às que necessita, poderá passar inicialmente por uma fase de reajuste calórico que lhe parecerá privação. Ter um estilo de vida saudável passa por ter uma alimentação cuidada, racional e não apenas emocional, na maior parte do tempo, passando tal a enquadrar-se no seu dia-a-dia de forma natural, como respirar.

8. Quais os erros que não devemos, de todo, cometer na nossa alimentação?

Fazer uma alimentação preponderantemente emocional, seguindo apenas os nossos gostos e não olhando à Roda dos Alimentos.

9. Nos tempos que correm muitas pessoas aderiram ao vegetarianismo. Existe alguma repercussão na nossa saúde ao excluirmos totalmente a carne da nossa alimentação?

Não, não existe, desde que tenhamos outro tipo de cuidados adicionais. Se o pescado e os ovos entrarem na alimentação, a preocupação será ainda menor.

10. Uma educação alimentar deve, sempre, partir de casa e desde que somos pequenos, acha que essa “educação” está esquecida devido à vida stressante do século XXI?

Acho que muitas vezes damos às nossas crianças o que elas pedem, não só porque é mais fácil adquirir snacks e refeições pré-preparadas, mas também para lhes agradar, visto que nem sempre é possível para os pais passarem o tempo que gostariam com os filhos.

Se gostou de ler este artigo, talvez também lhe interesse:

Publicidade

Dê-nos a sua opinião