DJ ou banda para a festa do casamento ? Os prós e contras!

DJ ou banda para a festa do casamento ? Os prós e contras!

Escolher o entretenimento musical de um casamento é um dos aspetos fundamentais de toda a organização. Afinal, o que é uma festa sem música?!

DJ ou banda para a festa do casamento ? Os prós e contras!
Foto: Deambulando
  • Música e Animação
  • Recomendações
  • Msn
  • Banda
  • Dj
  • Música da festa

Escolher o entretenimento musical de um casamento é um dos aspetos fundamentais de toda a organização. Afinal, o que é uma festa sem música?! No entanto, na hora de fazerem as suas escolhas, não são poucas as vezes que os casais têm dúvidas em relação ao estilo que pretendem para o seu casamento, sendo a maior das questões se devem contratar um DJ ou uma banda. Qual será o mais adequado?

Hoje damos-lhe a ajuda que precisa para chegar a uma decisão, levantando os prós e os contras de ambas as alternativas. Antes, no entanto, há várias questões a analisar:

  • O orçamento disponível – há quem opte, por exemplo, pelas duas soluções: uma banda durante uma parte da festa, nomeadamente durante a refeição, momento do corte do bolo, etc., e um DJ para animar a pista de dança pela noite fora. Tudo dependerá do que os noivos estão dispostos a pagar.
  • O local onde vai decorrer a festa – condições materiais e acústicas e o espaço para dançar, por exemplo, podem condicionar a sua escolha. Assim, para os locais mais pequenos e com poucos convidados, o ideal é contratar um DJ; já os espaços de maior dimensão recebem perfeitamente uma banda ao vivo, que geralmente tem bom som. Aliás, as bandas por vezes acabam por ser demasiado barulhentas e desadequadas para espaços pequenos.
  • O tipo de casamento que vai ser o seu (mais clássico ou descontraído)
  • Duração da festa: se a festa for longa, o DJ poderá ser a melhor solução, pois mais de 6 horas já será demasiado tempo para uma banda atuar, mesmo se tiverem previsto momentos de pausa com música gravada.
  • Facilidade de deslocação. Sendo apenas uma pessoa, um DJ também tem maior facilidade em deslocar-se ao local da festa e adaptar-se a qualquer espaço.

Lembre-se ainda que, sendo a música um dos pontos centrais neste dia – e sabendo que a festa geralmente se estende noite dentro – deverá ter em conta também o estilo e gostos dos seus convidados, procurando escolher a música ao som do qual todos irão gostar de passar várias horas a dançar.

Veja também: Cada momento do casamento tem a sua música: 89 canções para dar ritmo ao seu dia

guardar
Foto: It’s all about…

Vantagens em contratar um DJ

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

1. Valores mais simpáticos. Geralmente um DJ tem um menor custo do que uma banda, apesar dos preços variarem conforme a altura em que se realiza a festa, o tempo de atuação, o equipamento necessário e – claro! – a notoriedade do profissional. Com efeito, a banda é composta por mais elementos – raramente menos de 4 – o que implica mais equipamento e respetivo transporte. Se a banda tiver bailarinas e bailarinos, o investimento é ainda maior.

2. Oferecem maior variedade musical. Um DJ oferece uma grande variedade musical (CDs não lhes faltam!), pelo que têm uma grande probabilidade de incluir na sua playlist todas as músicas que os noivos desejem. Para além disso, podem mudar de estilo musical de um minuto para o outro, pelo que se algum convidado pedir algum tema que não esteja na playlist, facilmente o problema fica resolvido. Mesmo porque a tecnologia atual assim o permite: basta ligar o equipamento de som a um iPod ou um smarthphone. Quem sabe possam até fazer uma brincadeira com os convidados e fazer uma espécie de programa de discos pedidos!

3. São uma escolha segura. Porquê? Porque passam os temas originais sem o risco de serem desvirtuados através de adaptações duvidosas da música do casamento (como pode acontecer com uma banda).

4.
Cansam-se menos. Colocar CDs não implica tanto esforço como cantar e tocar ao vivo. E mesmo que precise de descansar, a música pode sempre continuar a tocar.

Veja também: It’s indie rock n’ roll for me: as 70 melhores músicas para a banda sonora de um casamento ‘indie!

guardar
Foto: It’s all about…

Desvantagens em contratar um DJ

1. Corre sempre o risco de contratar um DJ com gosto musical “duvidoso”. Para evitar esta situação pode sempre elaborar uma lista de músicas que quer que passem no seu casamento e entregar ao DJ com 1 ou 2 meses de antecedência.

2. Atenção também ao DJ, que pode ser monótono ou limitar-se a passar uma seleção pré-determinada de músicas que não se ajusta ao público presente, procurando compensar com comentários despropositados entre as mesmas.

3. É uma presença mais impessoal. Um DJ anima uma festa com vários tipos de música, sabe interagir com o público, tocar os temas mais pedidos, etc. No entanto, não é será o mesmo do que ter música do casamento ao vivo, que resulta num espetáculo mais autêntico, com mais entretenimento e energia, o que leva mais facilmente os convidados a dançar.

Veja também: 54 músicas que vos farão felizes só de as ouvir!

guardar
Foto: Deambulando

Vantagens em contratar uma banda

1. Entretenimento autêntico. Quem é que não gosta de dançar ao som de uma banda ao vivo? Se forem profissionais e tiverem qualidade, são a garantia de umas horas muito bem passadas!

2. Maior interação com os convidados. Além da música ser ao vivo, a banda pode interagir com os convidados de outra forma. Pode, por exemplo, pô-los a cantar ou a dedicar músicas aos noivos.

3. Ambiente mais animado. A presença de uma banda ao vivo contribui para um ambiente mais animado, mais personalizado e com muito mais energia.

Veja também: 5 dicas para contratar uma banda para o seu casamento: evite uma pista de dança vazia!

guardar
Foto: It’s all about…

Desvantagens em contratar uma banda

1. São mais dispendiosas. Na maioria das vezes fica mais caro contratar um grupo musical do que um DJ

2. Podem ter um reportório limitado ou mais direcionado para determinado estilo musical. Não vai querer dançar salsa a noite toda, pois não? Então confirme se a banda que contratar tem um leque de canções e estilos bastante variados, que agrade a todos. Por seu turno, e apesar de hoje em dia muitas bandas já oferecerem um repertório bastante alargado (acabam por tocar variados tipos de música, caso os noivos peçam com a devida antecedência), também há sempre o risco de não saberem tocar “aquela” música mais especial.

3. Cansam-se mais. É provável que tenham de fazer várias paragens ao longo da noite para poderem descansar. Afinal, quem aguenta tocar e cantar 5 ou 6 horas seguidas? Bem, os intervalos até podem ser uma vantagem, pois dão tempo aos convidados para descansar, mas geralmente acabam por ser uma desvantagem, pois podem diminuir a energia do momento. Já com um DJ isto não acontece, pois não há pausas.

Veja também: As músicas portuguesas que JAMAIS poderão faltar no seu casamento!

guardar
Foto: It’s all about…

Prós e contras apresentados, resta-lhe decidir qual a opção que mais se adequa a si. Apenas não se esqueça de uma coisa: independentemente da escolha que fizer, o importante é ter uma festa animada, já que o casamento é um momento único na vida de qualquer casal! E siga a música!

Se ainda tem dúvidas ou pretende qualquer outro todo o tipo de entretenimento para o seu casamento, escolha entre os nossos fornecedores de Música e Animação.

Pode também ver o nosso vídeo onde lhe damos excelentes dicas para a escolha da música para o seu casamento.

E entretanto veja também:

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Deambulando Fotógrafos e vídeo
It's all about... Fotógrafos e vídeo