Existe algo melhor na vida do que ser feliz? Descubra o seu "algo mais"

Existe algo melhor na vida do que ser feliz? Descubra o seu "algo mais"

A maioria das pessoas luta por um trabalho ideal, aquele casamento perfeito e um apartamento de sonho. No entanto, estudos mostram que, depois de conseguirem tudo isso, as pessoas ainda se sentem insatisfeitas, ansiosas e desorientadas em relação a si mesmas.

  • Vida a Dois
  • Conselhos
  • Felicidade

É habitual pensar que o propósito da vida é atingir a felicidade e, portanto, o caminho para alcançá-la é conquistar o sucesso. Por esse motivo, a maioria das pessoas luta por um trabalho ideal, aquele casamento perfeito e um apartamento de sonho. No entanto, estudos mostram que, depois de conseguirem tudo isso, as pessoas ainda se sentem insatisfeitas, ansiosas e desorientadas em relação a si mesmas.

guardar
Créditos: Mary Me Eventos | Foto: João Almeida

Emily Esfahani Smith, jornalista e autora do livro O Poder do Significado: encontrar a realização num mundo obcecado com a felicidade, era uma delas, até que decidiu estudar psicologia para aprender o que realmente faz as pessoas felizes. Passou mais de 5 anos a entrevistar centenas de pessoas e estudou milhares de páginas de psicologia neurocientífica e filosofia. Como resultado de sua investigação, descobriu factos que mudaram a sua vida. Hoje revelamos alguns.

“Não é falta de felicidade, mas falta de outra coisa”

Enquanto a vida melhora em todos os padrões concebíveis, há pessoas cada vez mais desesperadas, deprimidas e solitárias. É inegável que há um vazio que corrói as pessoas, mas elas não estão clinicamente deprimidas ao sentir isso.

Através de seus estudos, Emily descobriu que ir em busca da felicidade pode fazer as pessoas se sentirem ainda mais infelizes. Segundo a sua pesquisa, esse desespero aponta para a falta de sentido e significado na vida. A diferença entre ser feliz e encontrar significado na vida.

guardar
Foto: AWE

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Muitos psicólogos definem a felicidade como um estado de conforto e tranquilidade momentâneos. Encontrar o significado da vida, no entanto, é algo mais profundo. O psicólogo Martin Seligman, professor na universidade da Pensilvânia, afirma que o significado vem de um sentimento de pertença, que nos leva a servir algo ou alguma coisa que nos transcende, desenvolvendo o melhor de nós próprios.

guardar
Foto: AWE

Encontrar o significado da vida, inerentemente, traz felicidade. A nossa cultura é obcecada pela felicidade. No entanto, procurar um significado para a vida ao longo do caminho é ainda mais satisfatório. Estudos mostram que as pessoas que dão sentido às suas vidas são mais resistentes, mais produtivas na escola e no trabalho e têm uma vida mais longa. Tudo isso faz-nos pensar: como podemos viver uma vida com mais significado?

Os 4 pilares de uma vida com significado

Para o pesquisador, existem quatro pilares a aplicar na nossa vida. Juntos, ou individualmente, eles nos ajudarão a ter uma existência com mais significado, o que trará maior felicidade.

guardar
Foto: AWE

1. O primeiro pilar: pertencer

O sentimento de pertença: pertencer vem de relacionamentos, de estar rodeada de pessoas que a valorizam e que valoriza também. Daí a importância de identificar onde pertence. A pertença diz respeito ao amor e a vivenciar momentos em conjunto com outras pessoas. E é também uma escolha, uma vez que se pode optar por cultivar a pertença a família ou amigos, com quem nos identificamos ou com quem temos relacionamentos mais importantes.

Conheça também as 5 características de qualquer relação que fazem prever um casamento feliz.

guardar
Créditos: Guida Eventos

Constantemente rejeitamos os outros até mesmo sem perceber, quando os encontramos e não lhes prestamos atenção, quando mexemos no nosso telemóvel enquanto falam connosco. Esses atos desvalorizam os outros, fazem com que se sintam invisíveis e indignos”, disse Emily. No entanto, quando agimos em amor, criamos um vínculo que nos eleva e nos traz um significado mutuo.

2. O segundo pilar: o propósito

Os seres humanos precisam de algo que valha a pena fazer. Sem um propósito real, a ansiedade e o desencorajamento começam. O propósito motiva-nos a viver, são as razões pelas quais seguimos em frente e lutamos contra os obstáculos do dia-a-dia. Encontrar o seu propósito não é o mesmo que encontrar aquele emprego que a faz feliz. O objetivo é muito menos sobre o que queremos e mais sobre o que damos aos outros”, acrescentou o psicólogo. A chave é usar os seus pontos fortes para servir os outros.

guardar
Créditos: LVT – Lisboa Vista do Tejo

Qualquer que seja a circunstância, é importante descobrir de que forma podemos contribuir através das nossas forças. É assim que nos sentimos necessários e o sentido ganha vida. É por isso que questões como o desemprego e a baixa produtividade no trabalho, não são apenas problemas económicos, mas também existenciais.

3. O terceiro pilar: o sentido da transcendência

“Estados transcendentais são aqueles raros momentos em que estamos acima da azáfama da vida, e o senso do eu desaparece”, diz Emily. Ele acrescenta: É uma conexão a uma realidade superior.”

guardar
Créditos: Guida Eventos

Algumas pessoas encontram essa transcendência criando, admirando ou praticando alguma forma de arte ou paixão. Para os outros, é a religião. “Para mim, que sou escritora, por acaso escrevo… às vezes perco toda a noção do tempo e espaço. Essas experiências transcendentes podem mudar a sua vida”, comentou a autori. A transcendência vem do que que faz pelos outros, longe do ego.

4. O quarto pilar: a narrativa da nossa própria história

É vital entender que cada pessoa que procura o sentido da sua vida sabe perfeitamente quem é e como se tornou em quem é. No entanto, por vezes não percebemos que somos os autores da nossa própria história e que podemos mudar a maneira como a contamos.

A história que conta sobre si mesma cria uma narrativa de eventos na sua vida que lhe pode trazer uma clareza surpreendente. “A sua vida não é apenas uma lista de eventos. Pode editá-la, interpretá-la e contar a sua história. Mesmo quando está limitada pelos factos “, disse Emily.

guardar
Foto: Fine Arte Studios

Contar a sua própria história de maneira positiva e diferente pode levar anos, pode ser um processo longo. Mas também nos pode trazer um novo conhecimento e sabedoria sobre nós próprios.

Conheça 5 pessoas influentes e reais do que deram sentido à sua vida e que deve seguir.

O nosso dever coletivo: fomentar o sentido

Viver em uma vida com significado requer trabalho, é um processo contínuo que depende de nós próprios. Por essa ordem de ideias, é nosso dever, enquanto parte da sociedade, oferecer melhores oportunidades para construir esses pilares nas nossas famílias e instituições e ajudar as pessoas a tornarem-se melhores pessoas e a superarem-se.

guardar
Créditos: Guida Eventos | Foto: Dreamaker

Finalmente, podemos entender que, enquanto a felicidade vai e vem, o poder do significado é inimaginável. Quando a vida realmente assenta nestes pilares, ela ganha um significado nos trará algo de precioso e que nos fará continuar. E você, qual é o seu “algo mais”?

Inspire-se também em:

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Mary Me - Eventos ® Wedding planners
João Almeida Fotógrafos e vídeo
AWE Vídeo para casamentos
GUIDA Design de Eventos ® Wedding planners
LVT - Lisboa Vista do Tejo Quintas casamentos
Dreamaker Photography Fotógrafos e vídeo