Porque é que continuamos a casar?

Pensemos num casal que está junto há 7 anos e vivem juntos há 5 anos. Um bom dia decidem casar e você pergunta: para quê se na prática é como se estivessem casados? Pois é precisamente disso que lhe queremos falar, do porquê de, apesar de terem uma vida em casal estável, continuarmos a casar.

Compromisso social

No passado, o casamento era basicamente uma obrigação. Agora deixou de o ser e converteu-se numa opção como outra qualquer. Casar já não é um acto conservador mas sim uma decisão madura tomada por um casal quando decidem comprometer-se legalmente um com o outro e não temem anuncia-lo publicamente. Descubra como nos casávamos no passado, como o fazemos no presente e como será no futuro.

Felicidade a crescer

Cientistas sociais defendem que as pessoas casadas tendem a ser mais felizes. Um estudo publicado pela Oficina Nacional de Investigação Económica, diz que as pessoas, principalmente entre os 30 e os 40 anos, reflectem mais felicidade quando estão casadas. Uma razão fundamental para explicar isto seria o papel da amizade dentro do matrimonio. E, aqui, vem a conclusão central do estudo: “quem , genuinamente, considera o seu companheiro o seu melhor amigo, conseguem o dobro da satisfação junto da sua cara-metade, em comparação com os demais”. No final de contas, a investigação chega a uma conclusão optimista: as pessoas têm a possibilidade e a capacidade de incrementar os seus níveis de felicidade e evitar as crises encontrando no seu companheiro um amigo, não só um companheiro sentimental. 

Outro estudo realizado por uma universidade australiana, mostra que as pessoas casadas têm 135% mais de probabilidade de conseguir uma alta pontuação de felicidade do que as pessoas solteiras. O casamento oferece uma estabilidade, segurança e protecção que todos necessitamos para nos sentirmos felizes e, isto, ajuda em grande média a ter mais êxito na nossa vida quotidiana.

Muito melhor a dois

Como qualquer experiência vital, quando temos a possibilidade de partilhar com alguém, o seu valor multiplica-se por dois. Como seres sociais por natureza, necessitamos de companhia não só para sermos mais felizes mas também para dar e receber, superar os maus momentos, recordar os bons momentos vividos junto à nossa cara-metade… Em suma, quando partilhamos a nossa vida com alguém temos mais força, vontade e maior bem-estar.

Relógio Biológico?

Sabemos que a vida funciona por etapas. Chega a um ponto em que é necessário passar ao seguinte nível, você sente isso, não há volta a dar. Necessita de uma mudança a nível profissional, já não se rege pelas mesmas regras e começa, pouco a pouco, a sentir uma necessidade inexplicável de mudanças; e, talvez, chegará a um ponto em que o casamento lhe parecerá o passo natural a seguir. A “metamorfose” é tão natural como necessária. Não somos estáticos, vamos evoluindo e o que queríamos aos 20 anos não é o mesmo que queremos aos 30. Quem diz o contrário está a mentir (ou então ficou ancorado num ponto sem retorno).

O significado de AMAR

Teve histórias mais ou menos serias, de maior ou menor intensidade mas, é inútil negar a evidencia: quando sabe que a pessoa que tem ao seu lado é (embora soe a cliché) o homem ou a mulher da sua vida, não pode negar esse desejo de esse “algo mais”, de gritar ao mundo o seu amor, de dar-lhe a mão e saber que estão unidos. O que os une é algo invisível mas muito poderoso. Não esqueçam, nunca, que “APAIXONAR-SE é amar as coincidências, e AMAR é apaixonar-se pelas diferenças“.

Estabilidade com todas as suas letras

Quando casamos, não só se estabiliza a nossa vida como essa “almofada financeira” faz-nos sentir mais livres, torna-se realidade e a estabilidade financeira chega à nossa vida. Juntos serão os melhores administradores e a preocupação de possíveis dívidas ou gastos inesperados será menor graças a essa estabilidade económica que vos ajudará a estabelecer prioridades e a investir com cabeça no vosso presente e futuro.

Alonga a vida

Existem estudos que demonstram que as pessoas que estão casadas costumam viver mais que as pessoas solteiras. Por exemplo, um estudo de 2006 realizado pela Universidade de Califórnia concluiu que as pessoas solteiras têm cinco vezes mais probabilidade de morrer de doenças infecciosas, quase 40% mais de probabilidade de morrer de doenças do coração e o dobro da probabilidade de morrer por acidente. Outros estudos sugerem que a taxa de mortalidade entre os homens solteiros é de 250% mais alta que entre os homens casados. O casamento não o faz imortal mas, como vê, irá ajudar a viver mais tempo!

Envelhecer juntos

Alguém quer ser mais velhos e sofrem a devastação da idade? Não é necessário que respondam… Mas quando está com a pessoa que ama verdadeiramente, a que você escolheu livremente e ao longo do tempo, a sua pele, o seu corpo… tudo irá mudar, mas o que não mudará é aquilo que foram construindo e, sobretudo, se algo que não se altera (inclusive melhora) é o olhar: esse brilho nunca o vão perder. Saberão reconhecer o que foram e o que são agora. 

Formará uma família

Segundo um estudo realizado por Stephen McKay y Harry Benson, da Marriage Foundation (Universidade de Lincoln. Reino Unido), “ter um filho antes de passar pelo registo aumenta a probabilidade de que o casamento termine em divórcio em até 70%”. Os dados da investigação determinaram que só 24% dos casais que esperaram casar para ter um filho se separaram, frente a 56% que primeiro tiveram um bebé e depois casaram. A conclusão a que chegaram os investigadores é que formar uma família exige um compromisso verdadeiro do casal, mas ter um filho não deve ser a razão para manter a relação.

Se quando um casal se casa ainda não tenha tido filhos, o mais provável é que mais tarde ou mais cedo a família cresça. A maioria das pessoas, independentemente do seu sexo, desejam ser pais algum dia e o casamento continua a ser considerado o entorno ideal para formar uma família estável e saudável.

Torna-nos pessoas melhores

Se é uma pessoa inteligente, que sabe o que quer e que não julga a sua cara-metade mas sim gosta dela tal como é, irá escolher uma pessoa que traz a melhor versão de si mesmo. Sentir-se-á amada, desejada, protegida… Além do mais, através do matrimónio aprenderá o verdadeiro significado de sacrifício, do compromisso, da tolerância… e isso a tornará – sem sombra de dúvida – uma pessoa melhor.

E agora que já descobriu o porquê de continuarmos a casar, quem sabe lhe interesse saber 50 ideias fora do comum para apimentar a vossa relação.

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

It's All About...
Porque é que celebramos o dia de São Valentim?
O São Valentim chegou novamente... Mas será que conhece o verdadeiro significado por detrás desta data? A lenda remonta a Roma Antiga no século III.
Hélder Couto Photography
Porque as segundas oportunidades podem ser boas!
Queremos acabar com o ditado "segundas oportunidades nunca são boas" e confiar nas histórias que são possíveis reescrever.
8 livros geniais e muito românticos: porque hoje é o Dia dos Namorados
8 livros geniais e muito românticos: porque hoje é o Dia dos Namorados
Hoje decidimos juntar uma série de joias da literatura que celebram o amor, tanto clássicas como modernas

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação