Viaje em lua-de-mel com as sugestões dos bloggers de viagens Carla Mota e Rui Pinto

Viaje em lua-de-mel com as sugestões dos bloggers de viagens Carla Mota e Rui Pinto

Os bloggers de "Viajar entre Viagens" e "Wanderers but not Lost" dão-lhe três sugestões maravilhosas, consoante o que pretende viver na sua lua-de-mel. Entre praia, descanso, beleza e espiritualidade, a escolha final é sempre sua!

Viaje em lua-de-mel com as sugestões dos bloggers de viagens Carla Mota e Rui Pinto
Cristal Resort Zanzibar
  • Destinos Lua-de-Mel
  • Entrevista
  • Recomendações
  • Casados de fresco
  • Índia
  • Tanzânia
  • Zâmbia

Para si que vai de lua-de-mel e não faz (ainda) ideia que destino escolher, temos a solução. E não é uma solução qualquer. Trata-se de sugestões de quem sabe. Primeiro, pense: o que pretende? Descansar da azáfama que foi organizar o seu casamento; aventura e adrenalina; ou algo mais espiritual? Seja o que for, os bloggers de viagens Carla Mota e Rui Pinto, autores dos blogues Viajar entre Viagens e Wanderers but not Lost, sabem qual é a “tal” – aquela viagem que vai encher-lhe as medidas e fazer com que você e o amor da sua vida desfrutem ao máximo. Ela, geóloga, e ele, físico, viajam há 12 anos pelo mundo, de mochila às costas, só pelo prazer de conhecer locais novos e viver novas experiências. Imagine que até já fizeram a exploração do Ártico!

Sem dúvida que as sugestões destes especialistas na “arte de bem viajar” são de “agarrar”. Ora, agarre numa caneta e aponte estes destinos para “fugir” em lua-de-mel!”

guardarCréditos: Viajar entre Viagens
Créditos: Viajar entre Viagens

Zanzibar

“Zanzibar é provavelmente o lugar mais bonito do mundo para quem gosta de praia”, começam. Esta ilha da Tanzânia tem tudo. Águas transparentes, mar cheio de corais e areia branca de coral. Há cabanas para dormir em frente ao mar e resorts. Há boa comida e bebida. Marisco maravilhoso. O nosso lugar de eleição”, contam-nos. Segundo os bloggers, este é o destino perfeito para os noivos que procuram paraísos perdidos, praias paradisíacas e dias intermináveis de amor e uma cabana. Será o seu caso? Então, quando lá chegar, procure as mesmas praias que os nossos entrevistados.

guardarChema Photo via Unsplash
Zanzibar. Chema Photo via Unsplash

Carla e Rui visitaram muitas praias, entre as quais a de Jambiani, com as águas e areias mais belas que encontraram em Zanzibar. “É uma praia extensa e um lugar isolado para quase todos os visitantes. Esta é, par com Paje, a uma das praias de Zanzibar mais belas”, afirmam. Nesta zona, há cerca de nove hotéis, entre os quais, o Blue Oyster Hotel; Sea View Lodge Boutique Hotel e The Loop Beach Resort. Portanto, sítios para passar a noite não faltam.

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Veja também as sugestões da Zankyou: Lua-de-mel em Zanzibar: os melhores hotéis para que seja de sonho!

guardarD.R.
Jambiani. D.R.

Se Jambiani é fenomenal, Carla e Rui consideram Paje igualmente avassalador. “As praias são das mais bonitas que já vimos, com um areal branco como neve e um mar azul que faz lembrar um quadro renascentista”. Quanto a alojamento, também não tem de se preocupar. Paje Beach Apartments, Paje by Night e Cristal Resort and Spa são apenas alguns dos sítios onde pode passar a noite.

guardarPaje. D.R.
Paje. D.R.

Se gosta de se mexer e aderir a atividades, visite a praia de Matemwe (costa oriental de Zanzibar). Este é um dos melhores lugares para fazer snorkel, segundo estes especialistas. Já se procura o mais belo e maravilhoso pôr-do-sol, o ideal é ir à praia de Nungwi.  Mas para quem pretende descansar e “ficar com aquele sentimento único de exclusividade, ao alcance de uma carteira de classe média, Chapwani é a sua praia”.

Veja também: As melhores agências de viagens em Portugal para viver a lua-de-mel que sempre sonhou

guardarNungwi. D.R.
Nungwi. D.R.

Safari na Zâmbia

Para Rui e Carla, “um Safari na Zâmbia é perfeito para aqueles que procuram destinos diferentes, programas quentes, de dia e de noite, onde podem dormir abraçadinhos com o ruído dos animais selvagens”. Será o seu caso? Então, saiba que para estes dois especialistas na arte de bem viajar, poucas coisas conseguem rivalizar com um safari em África. “No entanto a experiência verdadeira do safari é cada vez mais difícil de ter, especialmente porque os parques estão cheios de turistas”, lamentam Carla e Rui. No entanto, eles aperceberam-se que no Parque Nacional South Luangwa ainda se pode usufruir de uma experiência exclusiva, ficando alojado no interior do recinto, em cabanas luxuosas criadas para o efeito. “Acordar de manhã com um elefante a passear em frente à janela de 180º ou com o som dos hipopótamos a tomar banho no rio em frente é apenas o começo de um dia maravilhoso”, afirmam. Concorda com estes bloggers? Então, nem hesite. Tal como estes viajantes dizem: “A observação de vida selvagem no seu habitat natural não é o mesmo que uma visita a um jardim zoológico”. Claro que, tal como eles dizem, “num ambiente selvagem, não há, nem poderia haver, qualquer garantia de avistamento de determinadas espécies, mas quando estamos cara-a-cara perante espécies animais no seu habitat natural, o resultado é muito mais gratificante do que observar animais em cativeiro”.

Veja também: Os melhores passeios e safaris para uma lua-de-mel em África

guardarParque Nacional South Luangwa. Créditos: Ian McGrory via Unsplash
Parque Nacional South Luangwa. Créditos: Ian McGrory via Unsplash

Para estes viajantes, o sucesso de um safari depende de vários fatores: o local escolhido, o tipo de veículo, a qualidade dos guias, a quantidade de tempo disponível e a sorte. Portanto, já sabe, se optar por fazer um safari no mesmo parque que os nossos convidados (ou noutro), aposte em guias e instalações de qualidade. Isso já será meio caminho andado para que seja surpreendido com belos espécimes. Com os guias certos, mais facilmente chega a zonas com maior concentração de vida selvagem, porque eles conhecem melhor a fauna e flora local. Sem falar nos veículos todo-o-terreno que estes conduzem. Sem dúvida que circulam sem problemas por todo o tipo de trilhos. Imagine-se a começar o dia, avistando logo gazelas, impalas, búfalos, zebras, girafas, hipopótamos e elefantes. Uma emoção!

Veja também: A origem da expressão lua-de-mel…

guardarParque Nacional South Luangwa. Créditos: Henning Borgersen via Unsplash
Parque Nacional South Luangwa. Créditos: Henning Borgersen via Unsplash

Índia (Rajastão e ilhas Andaman)

Se procura a beleza das mil e uma noites e alguma aventura, o Rajastão não desilude”, afirmam os bloggers do Viajar entre Viagens, explicando que por lá encontra beleza humana e espiritual. A viagem de uma vida, com um toque de paraíso nas ilhas Andaman. “Palácios, templos, cores, joias, sorrisos, vestidos, tudo no Rajastão o transporta para o ideal das mil e uma noites, e podem fazê-lo sentir-se como um príncipe ou princesa. Dormir num palácio. Jantar em barcos no lago, à luz de velas. E terminar num paraíso chamado Ilhas Andaman…”

Veja também as nossas sugestões: Uma exótica lua-de-mel na Índia: magia, cor e diversidade

guardarÍndia. Créditos: C Rayban on Unsplash
Índia. Créditos: C Rayban on Unsplash

… E é pelas ilhas Andaman que os bloggers os vão transportar. Apesar de a maioria das pessoas irem a estas ilhas para fazerem praia, já que as águas são límpidas e as areias brancas de coral, há mais para conhecer. A geóloga e o físico consideram que a capital das Andaman é uma paragem obrigatória. “Vale a pena aproveitar a cidade para conhecer a prisão, utilizada na Segunda Guerra Mundial pelos ingleses. Para além da prisão, há vários bunkers e artilharia que ficou esquecida e espalhada pela cidade”, dizem. Já se  procura uma experiência mais autêntica nas ilhas, “a melhor opção é Long Island, uma ilha a norte de Port Blair, onde a população local vive de forma tradicional, longe dos olhares atentos dos turistas”. Segundo estes viajantes, as praias não são tão bonitas, mas a vida quotidiana é bastante interessante.

Veja também: Qual a melhor altura do ano para ir de lua-de-mel? A pergunta do século!

guardarPort Blair, Índia. Créditos: Pinakeen Bhatt via Unsplash
Port Blair, Índia. Créditos: Pinakeen Bhatt via Unsplash

Rui e Carla apenas alertam para o facto de que ter de andar muito de barco, nesta ilha. Só que isso torna a viagem mais morosa. Por isso, o melhor é ir a uma agência local e comprar logo bilhetes de barco para os dias que vai precisar. “Se quiser poupar dinheiro, e tiver tempo para visitar as ilhas Andaman, use os barcos públicos e descubra a outra face do arquipélago”, aconselham.

Veja também: Que tipo de lua-de-mel é melhor para si? Existem 12 diferentes!

guardarCréditos: Michael Schaffler via Unsplash
Créditos: Michael Schaffler via Unsplash

Como vê, já tem destino para a sua lua-de-mel. Agora, só falta fazer as malas. O que levar para a sua lua-de-mel? O SIM e NÃO de uma mala perfeita.

Descubra também o nosso vídeo com as melhores dicas para escolher o destino de lua-de-mel mais indicado para si.

Dê-nos a sua opinião

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!