Publicidade

Milão Fashion Week Primavera-Verão 2019: diversidade, cores fluorescentes e estampados revolucionários

Terminou a Semana de da Moda de Milão e não quisemos deixar escapar a oportunidade de fazer um resumo do melhor que vimos sobre a passarela italiana. Vai perder esta injeção de inspiração?

  • Planear o Casamento
  • Tendências
  • International
  • Fashion week
  • 2019
  • Atlier Versace
  • Dolce & Gabanna
  • Galleries

As marcas começam agora a dar a conhecer as suas coleções para a próxima temporada Primavera-Verão 2019. E se há duas semanas atrás fechámos as semanas de moda em Nova Iorque e Londres, fechamos agora a de Milão, uma das principais montras internacionais para os melhores designers.

Publicidade

O desfile que causou mais sensação nesta edição foi, sem dúvida, o de Dolce & Gabbana, protagonizado pela diversidade dos seus modelos, entre os quais se encontravam pessoas de todos os sexos, condição, físico e idade, lado-a-lado com estrelas bem nossas conhecidas, como Monica Belluci, Carla Bruni, Isabella Rossellini ou Emily Ratajkowsky. Pela passarela desfilaram peças clássicas e os estampados que são já marca da casa, assim como a peça estrela – o vestido – valorizado em todas as suas versões – longo, curto, estampado e minimalista – e os detalhes de animap print, tendência da temporada.

Entretanto, o branco foi um dos grandes protagonistas da Semana de Moda de Milão e, embora os convidados do casamento não devam apostar nesta cor (a não ser que o code dress assim o indique), a variedade de estilos apresentados até poderia dar-lhe uma oportunidade para brilhar nestes eventos. Assim o demonstraram Jil Sanders, que também cativou com o preto, e Versace, que também arrasou com outras cores e a mistura, aparentemente impossível, de estampados.

Gigi e Bella Hadid, Irina Shayk e Gaia Gerber participaram da passarela de Max Mara, onde se destacaram as peças maxi. Por seu turno, Alberta Ferretti apostou em cores neutras e nas rendas, naquele que foi um dos desfiles mais sofisticados.

Armani fez sucesso com o look total white, paralelamente à ousadia de roupas com cores fluorescentes, nomeadamente o verde, azul e fúcsia, bem como um ou outro tecido transparente bem sugestivo. Por seu turno, dentro do excêntrico, Moschino destacou-se pelo facto dos seus modelos simularem traços feitos com um marcador. Um verdadeiro show, no qual Kendall Jenner participou.

Os estampados com toque étnico e modelos esvoaçantes também aterraram naquela que foi uma passarela cheia de contrastes. Stella Jean foi uma das suas principais representantes, assim como Etro, com sua arriscada mescla de desenhos e cores. A Missoni, por seu turno, também apostou nas cores, mas sobretudo na reinvenção dos modelos esvoaçantes, que prometem cativar na próxima temporada.

Os prateados e os quadrados marcaram a tendência das roupas ali apresentadas por Roberto Cavalli, num desfile que teve Bella Hadid como protagonista. Entretanto, Salvatore Ferragamo, sóbrio em algumas das suas composições, reinventou a passarela com um modelo duas peças rosa, que promete ser um dos grandes sucessos do próximo ano.

Um desfiles mais extravagantes e provocadores foi, mais uma vez, o de Philipp Plein, com os seus prateados, o couro e os estampados militares enquanto principais ingredientes dos seus modelos. Já a marca MSGM triunfou pela variedade, sem nenhum padrão concreto para além da disparidade.

A Blumarine foi uma das marcas mais frescas e simples, de forma positiva e a marca Tod’s também se mostrou discreta, só demonstrando alguma ousadia com a escolha dos tecidos, que foi na sua maioria o couro.

O melhor mesmo é espreitar esta galeria, que aglutina o melhor que vimos na passarela da Milão Fashion Week e onde talvez encontre inspiração para o seu próximo look de convidada.

E para ser a convidada perfeita,

Talvez também lhe interesse:

Dê-nos a sua opinião