Anéis de noivado: tradição, como usar e 60 opções de cortar a respiração!

Noivos deste país, que nada vos falte: ao ler este artigo vai perceber a tradição, em que mão deve colocar os seus anéis de casamento (alianças e anel de noivado) e ainda selecionámos 60 anéis de noivado de cortar a respiração... pois está na hora de dar o nó!

  • Pedido de Casamento
  • Conselhos
  • Tendências
  • Msn
  • Aliança de noivado
  • Noiva
  • Casal
  • Galleries

Para qualquer casal chegar ao altar, primeiro tem de passar pelo pedido de casamento perfeito, um momento único e especial ao qual não pode faltar também o anel de noivado perfeito! Qualquer mulher sonha com ele e qualquer homem… Desespera só de pensar nele! Pois bem, noivos deste país, que nada vos falte! Este artigo responde a todas as vossas questões: tradição, como escolher, preços, estilos… Enfim! O que faltar: perguntem!

A origem da tradição do anel de noivado

Como fazer o pedido de casamento?

Anéis de noivado: como escolher?

Qual o preço dos anéis de noivado?

E agora… como usar o anel de noivado?

O que acontece se eu casar no civil e depois na igreja?

alianças numa caixa transparente com musgo

A origem da tradição do anel de noivado

Tudo pode ter começado na Grécia Antiga, onde era costume presentear a pessoa amada com um anel de noivado anunciando o futuro casamento.

No Egipto (por volta de 2800 a.C), os anéis eram feitos de ouro ou prata e a forma redonda simbolizava o amor, como um círculo, que não tinha começo nem fim e, como tal, representava o amor eterno e infinito. Desde então, apesar de algumas modificações e definições diferentes, essa tradição chegou aos nossos dias e tornou-se numa parte fundamental de qualquer casamento, representando a perfeita união do casal, simbolizando o amor, o compromisso e a eterna fidelidade. Depois dos noivos prometerem amor eterno, os anéis selam os votos e servem para lembrar essa promessa. Os arqueólogos costumam encontrar os anéis no terceiro dedo da mão esquerda: daí a lenda de que a veia “amoris” ou veia do amor liga o dedo anelar esquerdo diretamente ao coração.

A Igreja Católica, na cultura ocidental, só reconheceu esse símbolo no século XI, mas o hábito de usar o anel de noivado e as alianças só ficou popular em meados do século XVI. O anel de noivado como conhecemos hoje, com diamantes, teve primeiro registro em 1477 quando o Arquiduque Maximiliano da Áustria, ao pedir em casamento a Condessa de Borgonha.

Graças ao papa Nicolau I, as alianças começaram a fazer parte das cerimónias da Igreja Católica no século IX, após uma longa luta e superação de muitos obstáculos. Foi então decretada uma lei que ditava que, durante a cerimónia de casamento, o homem teria de dar à noiva uma aliança, como forma de declarar a honestidade da sua intenção ao casar com ela.

troca de alianças

Como fazer o pedido de casamento?

A circunstância pede-o: planeie o momento com carinho e cuidado, não se esqueça daquela pitada de romance e deixe-se levar pelo bater do seu coração! Temos a certeza: mulher alguma duvidará por um segundo que não seja você o homem certo para casar! 

De qualquer forma, nós estamos sempre aqui para ajudar, por isso indicamos-lhe aqui algumas técnicas para pedir em casamento.

Anéis de noivado: como escolher?

Os anéis de noivado são a peça fundamental do momento romântico que está a pensar preparar para dar o próximo passo. Mas, como escolher? Aqui ficam algumas dicas rápidas:

1. O estilo da futura noiva. Claro que a escolha de um anel de noivado passa por compreender o gosto de quem o vai receber. E tudo conta: observe as jóias que ela usa, que ela adora quando vê numa montra ou peça ajuda às amigas. Há também padrões que podem ajudar: uma mulher mais sóbria e discreta geralmente prefere algo mais tradicional, enquanto as mulheres com um estilo mais vincado procuram uma certa ousadia. Nós explicamos-lhe tudo aqui: O anel de noivado & a personalidade da noiva: como encontrar o match perfeito

2. Orçamento & conhecimento. Estipule quanto pretende gastar e até onde pode ir, caso encontre alguma peça mais cara, mas que lhe pareça perfeita. Existem anéis para todos os estilos e carteiras, por isso será essencial conhecer os vários tipos de anéis de noivado e todas as opções de cada um deles para conseguir tomar uma decisão ponderada. Apesar de haver uma infinidade de modelos, os 4 principais são: o solitário clássico, com um diamante no centro ou uma pedra preciosa de cor; o anel com diamantes no aro (que podem ocupar metade ou a totalidade da peça); o anel com um diamante no centro e diamantes à volta e com a opção de diamantes no aro; e o anel em que o centro é formado por diversos diamantes e que pode ou não ter diamantes no aro. Veja aqui como escolher a pedra preciosa do anel de noivado em 5 passos

3. O tamanho: Atenção ao tamanho do anel: leve à loja um anel dela, que lhe assente na perfeição, no dedo anelar direito.

4. Jogar pelo seguro: se para si é realmente muito difícil escolher, opte por uma peça clássica, não esquecendo a durabilidade e o conforto. Também será importante ter confiança na qualidade da peça, por isso procure uma joalharia com tradição.

5. Peça ajuda Não tenha medo de pedir ajuda. Visite uma loja de confiança, para poder contar com o apoio de quem tem a experiência do seu lado. Nós dizemos-lhe onde comprar o anel de noivado: a ajuda que precisa para ouvir um inequívoco “Sim”!

Qual o preço dos anéis de noivado?

Os anéis de noivado têm uma carga simbólica muito grande e, certamente, vai querer escolher o melhor para a pessoa que o seu coração escolheu para amar. Mas sabe quanto pode custar? É que varia muito consoante o material, a qualidade, o design e, claro, a marca. Aqui ficam algumas orientações:

Diamante, esmeralda ou rubi: O diamante é a pedra por excelência do anel de noivado. Se a sua futura noiva é romântica ou tradicional, então é a pedra perfeita. Se gostar um pouco de cor, pode sempre optar pelo verde da esmeralda ou o vermelho do rubi. Preços? O rubi é o mais caro, podendo oscilar entre os 1.000€ e os 7.000€, seguido do diamante e da esmeralda, que ficam entre os 300€ e os 3.000€. Claro que é preciso não esquecer que os valores dependem da marca e/ou do tamanho da pedra.

Ouro ou prata: Se quiser baixar a fasquia, estas são as duas opções. Hoje em dia o mais comum nos anéis de noivados – ou mesmo nas alianças de casamento – é o ouro branco ou a prata, apesar de muitas noivas que optem, por exemplo, num vestido de noiva com renda, mais tradicional, possam gostar também do ouro amarelo para fazer o match. Se levar uma, um anel de diamante banhado a ouro branco pode custar no mínimo 400€ e máximo 8.000€, caso procure em casas de renome. Por seu turno, um Swarosvky de prata com diamantes incrustados pode custar cerca de 200€.

O solitário: Este é, por excelência, um dos anéis noivado mais pedidos pelas noivas românticas. O desenho pode variar, mas o diamante tem de lá estar, podendo tudo custar até cerca de 500€ (e apesar de, mais uma vez, os preços serem muito variáveis)

Pérola ou safira: Os anéis de noivado com pérola são mais alternativos e podem ir até aos 900€. Pode também optar pelo azul intenso da safira, cujos preços médios rondam entre os 1.000€ a 7.000€, caso o anel tenha uma ou mais pedras.

E agora… como usar o anel de noivado?

Mão direita ou esquerda?

Por norma, o anel de noivado coloca-se na mão direita e a aliança de casamento na esquerda. Mas, nos dias de hoje, o casal já tem liberdade para fazer a sua escolha. Sabemos que muitos casais não seguem “tradições” e gostam de criar o seu próprio protocolo. Ou então existem noivos que apenas se sentem confortáveis usando anéis numa das mãos. Não há problema nenhum nisso.

No entanto, existem noivos “clássicos” que adoram seguir tradições. E algumas variam de acordo com o país. Apesar de em Portugal a aliança ser usada na mão esquerda, há países que a colocam na direita, como Espanha.

Existem ainda os noivos que preferem usar as alianças perto do coração, pendurando-as num fio ao pescoço. Mas as maneiras de se usar as alianças não se ficam por aqui, já que há ainda casais que optam por usá-las em mãos diferentes: assim, quando estiverem de mãos dadas, os anéis entrelaçam-se. 

a troca de alianças

Dedo anelar ou do meio?

Sempre no anelar! Se há algo em que todos os casais concordam, decidam usar a aliança na mão direita ou esquerda, é que a aliança e o anel de noivado ficam sempre no dedo anelar. Uma das principais razões, e talvez a mais poderosa, é que este dedo está conectado ao coração, através da “veia amoris”. Por essa razão, não havia um dedo mais especial para usar a aliança que simboliza a promessa de amor.

O anel de noivado é para continuar a usar depois do casamento?

Claro que sim, a diferença é que o anel de noivado move-se da mão esquerda para a direita, assim que a noiva dá o “sim”, para dar lugar à aliança. A partir do dia de casamento, a mulher passa a ostentar dois símbolos do seu compromisso, união, amor e respeito pelo homem com quem decidiu passar o resto dos seus dias. É um símbolo a mais que o homem, mas, como já lhe dissemos, nada é obrigatório. Se a mulher decidir não usar nenhuma destas jóias, não tem de o fazer. Isso pode acontecer em especial no que diz respeito ao anel de noivado, depois do casamento. Este muitas vezes só é usado em ocasiões especiais ou quando a (já) esposa quiser. Neste caso, a pressão social não é tão forte, como em relação à aliança.

O que acontece se eu casar no civil e depois na igreja?

Não há protocolo em relação aos anéis que os noivos devem passar a usar a partir do momento que se casam no civil e no religioso. Depende inteiramente do casal o que decidir. Há alguns casos em que os noivos decidem esperar pela cerimónia religiosa para começar a usar os anéis. Há outros em que a espera pode ser um tormento, então, os apaixonados decidem que, quando se casarem no civil, começarão a usar a aliança na mão direita (provisoriamente). Depois, quando se casarem no religioso, a passarão para a mão esquerda. Por isso, recomendamos que converse com seu noivo e cheguem a um acordo quanto a isso.

Inspire-se!

E agora que já lhe demos algumas dicas sobre os anéis de noivado, percorra a nossa galeria onde lhe damos a conhecer peças lindíssimas de conhecidas marcas internacionais como a Tiffany & Co., Suaréz, Piaget ou Cartier, passando pelos criativos e designers nacionais como Sofia Tregeira e David Rosas. Garantimos que o que não falta é bom gosto, requinte e elegância. Enfim, no fundo, anéis de noivado para todos os gostos e que todas as noivas quererão ver no seu dedo! Se bem se lembra, diamonds are a girl’s best friend, por isso, nunca subestime o poder de uma preciosa joia!

O anel certo está aqui, por isso não pense mais: peça-a em casamento! Está na hora de dar o nó!

Descubra ainda:

  • as nossas dicas para encontrar as jóias de casamento perfeitas;
  • o nosso vídeo onde lhe contamos tudo para acertar em cheio nas suas alianças de casamento.

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

João Almeida Fotógrafos e vídeo
Lugar da Jóia Joalharia e bijuteria
Mitt Photography Fotógrafos e vídeo
David Rosas - Porto Joalharia e bijuteria
Machado Joalheiro - Porto Joalharia e bijuteria
Machado Joalheiro - Lisboa Joalharia e bijuteria
Sofia Tregeira Joalharia e bijuteria
Ourivesaria Tavares Joalharia e bijuteria
Monseo Jewels Joalharia e bijuteria
CF Jóias Joalharia e bijuteria

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

Dê-nos a sua opinião

Lista de casamentos Zankyou. Receba 100% dos seus presentes em dinheiro!