4 questões sobre dinheiro a esclarecer antes de casar

As preparações para o grande dia podem ser tão entusiasmantes como enervantes, com tantas coisas para fazer e tantas decisões para tomar. Entre muitos assuntos que devem ser abordados, há um importante passo que o casal deve dar antes de iniciar a vida a dois e que ninguém adora propriamente: falar sobre dinheiro.

All Story isSolicite informação sobre “All Story is”
All Story is

Sendo um dos principais motivos para o divórcio, não deixe o tempo passar sem tocar nesse assunto com a sua cara-metade. Mas como começar esta conversa? E que questões abordar sem causar situações desconfortáveis ou até discussões?

1. Saiba abordar o assunto

Em primeiro lugar, sendo este um tema delicado, há que saber fazer a abordagem adequada. Iniciar uma conversa sobre dinheiro, colocando questões ao outro sobre eventuais gastos, poupanças e objetivos em comum, pode parecer demasiado inquisidor e afetar a confiança do casal.

Para casais que sejam frontais e pragmáticos, a melhor forma é ir directamente ao assunto. Explique que acha necessário que discutam algumas questões financeiras e pergunte quando é que será possível fazerem-no. Esta é uma estratégia bastante útil sobretudo para evitar que algumas questões incomodativas se acumulem e criem mau ambiente.

André Tavares FotografiaSolicite informação sobre “André Tavares Fotografia”
André Tavares Fotografia

Se, por outro lado, prefere uma abordagem mais suave, existem alternativas. As pessoas costumam sentir-se mais à vontade a analisar as decisões de terceiros sobre as suas próprias. Por isso, uma forma de começar a conversa é introduzir a situação financeira de alguém conhecido e questionar o(a) seu(sua) parceiro(a) sobre a sua opinião. Pode, por exemplo, referir que aquele casal amigo está a fazer uma conta-poupança para uma viagem até à Ásia e lançar a questão sobre se a ideia seria ou não interessante para vocês os dois.

Poderá também colocar uma situação hipotética: “Se tivesses 50 mil euros, o que é que fazias?”. Esta simples questão lançará o mote para discutirem não só sonhos, como também prioridades financeiras.

MittSolicite informação sobre “Mitt”
Mitt 

2. Esclareça quais são as suas despesas mensais

Seja transparente no que diz respeito às suas despesas mensais. Este é um exercício que deverá ser feito por ambas as partes. Quais são os gastos pessoais dos quais não quer abdicar? E quais são aqueles que pode reduzir ou até eliminar, com vista a aumentar o volume de poupança mensal para um objectivo a dois?

3. Conta separada ou conjunta?

Esta é uma decisão muito pessoal e que depende da preferência do casal. Acha que é mais fácil organizar-se com duas contas separadas? Ou, por outro lado, prefere que ambos tenham todos os gastos debaixo de olho com uma conta conjunta?

Light StorySolicite informação sobre “Light Story”
Light Story

4. Esforce-se por limpar o histórico de crédito

Para começar do zero, foque a sua atenção em limpar o seu historial de crédito, caso exista. A partir do momento em que se partilha a vida com alguém, boa parte dos planos passam a ser feitos a dois. Um crédito à habitação, por exemplo, só é concedido se tiver um historial de crédito limpo, para além de que assim será mais fácil obter propostas de taxas de juro mais baixas.

André Henriques PhotographySolicite informação sobre “André Henriques Photography”
André Henriques Photography

Por isso, a prioridade deve ser a regularização de dívidas que possam existir. Se são dívidas que ainda levarão algum tempo a ser reembolsadas, porque não juntá-las todas numa só? Para perceber se esta é uma opção compensatória, poderá simular online e conhecer todas as ofertas de consolidação de crédito. Assim, poderá perceber quanto poderá poupar por mês no seu caso em concreto.

José Luis Arras - Fotografia & VídeoSolicite informação sobre “José Luis Arras - Fotografia & Vídeo”
José Luis Arras – Fotografia & Vídeo

5. Quais os objectivos financeiros em comum?

Procure clareza quanto àquilo em que ambos pretendem investir: uma viagem, a entrada para uma casa ou apenas um fundo de emergência, por exemplo. Apesar de parecer óbvio, este é um ponto que merece atenção, já que poderão achar que estão a caminhar no mesmo sentido quando, no fundo, um tem o sonho de investir num barco à vela enquanto o sonho do outro é uma casa no campo.

DaydreamersSolicite informação sobre “Daydreamers”
Daydreamers

Definido o projecto a dois, vem a segunda parte do processo: quanto dinheiro é que precisam de amealhar para alcançarem a meta que estabeleceram? Só depois é que vem a questão mais importante: quanto terão de colocar de parte por mês para atingirem o objectivo no tempo pretendido?

AWESolicite informação sobre “AWE”
AWE

Finalmente, para o tão esperado dia D, convém que siga algumas linhas orientadoras para conseguir respeitar o orçamento a que se propôs. Este será, afinal de contas, o derradeiro teste para que se habituem a gerir finanças em casal.

Veja ainda:

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

10 gastos a evitar no seu casamento: não fique sem dinheiro!
10 gastos a evitar no seu casamento: não fique sem dinheiro!
Hoje, a Zankyou partilha consigo algumas dicas para evitar 10 gastos aquando a organização do seu casamento! Tome nota!
João Almeida Fotografia
8 detalhes onde vale mesmo a pena investir dinheiro!
Pequenos (grandes) detalhes que farão a diferença no seu casamento. Se quer algo inesquecível não perca este 8 conselhos que lhe damos!
A amizade antes do amor: 8 motivos para cultivarem a primeira antes do segundo!
A amizade antes do amor: 8 motivos para cultivarem a primeira antes do segundo!
Um casal que tenha cultivado a amizade antes do amor, conhece-se, por certo, muito melhor, e é mais fácil assim, manterem um laço estável, com um futuro próspero e feliz. Existem 8 razões para cultivarem a amizade antes do amor. Querem saber quais são? Então, vamos a isso!

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação