Descobriu-se que casar faz bem à saúde!

Descobriu-se que casar faz bem à saúde!

Psicólogos, cientista e sociólogos publicaram dados de estudos que revelam uma melhor saúde entre os casais casados!

Descobriu-se que casar faz bem à saúde!
Foto: The Framers
  • Vida a Dois
  • Recomendações
  • International
  • Msn
  • Noivos
  • Felicidade
  • Casal
  • Saúde

Não somos nós que dizemos, mas sim os investigadores da Escola de Medicina da Universidade Aston, no Reino Unido: casar não é apenas uma decisão importante para selar o amor, mas também para sobreviver!

O estudo, dado a conhecer em 2017 e feito durante 13 anos, realizou-se com 900 000 pacientes com diabetes do tipo 2, hipertensão, colesterol alto e outras doenças. Os resultados do mesmo indicam, então, que, no caso dos pacientes diabéticos e casados, a probabilidade de sobreviver superava em 14% os pacientes solteiros. No caso das pessoas com problemas de colesterol subia para 16% de probabilidade. Por seu turno, o estudo apoia-se em alguns resultados do ano anterior, que asseguravam que as pessoas casadas tinham 14% menos de probabilidade de risco de sofrer de doenças cardíacas.

Mas, em quê é que os casamentos melhoram a nossa saúde?

Não é que melhorem a saúde em si. Paul Carter, autor principal do estudo esclarece este mistério: “A nossa investigação sugere que o matrimónio oferece um efeito protetor, provavelmente por ter apoio no controlo dos principais fatores de risco“.

Leia também As pessoas casadas vivem mais e são mais ricas: descubra porquê!

guardar
Foto: The Framers

Não quer perder as últimas novidades para o seu casamento?

Subscreva a nossa newsletter

De qualquer forma, este estudo não é o único que mostrou os benefícios do casamento a nível da saúde. Na Universidade de Pittsburgh, psicólogos descobriram que o stress é outro mal que diminui quando as pessoas estão casadas. Em concreto, a hormona do stress, chamada de cortisol, tinha os níveis nuns 10-15% menos do que em pessoas que não estavam casadas.

O reverso da medalha

Como em tudo na vida, existe sempre o reverso da medalha. Neste caso, teorias que colocam em dúvida a explicada anteriormente, inclusivamente conhecidas antes daquela ser publicada. Matthijs Kalmijn, sociólogo na Universidade de Amesterdão, chegou à conclusão de que a felicidade e a satisfação não eram maiores nas pessoas casadas do que nas pessoas solteiras, defendendo que, durante o casamento, a satisfação vai diminuindo com o passar dos anos. Por isso aqui na Zankyou falamos sempre da importância de construir um casamento em constante reinvenção, onde cada dia seja especial e que sirva para descobrir novas coisas da nossa cara-metade.

guardar
Foto: Marcia Raposo Photography

Kalmijn afirma também que o efeito do divórcio é três vezes maior numa pessoa ao nível negativo do que é casar ao nível positivo e, que esse estado final é pior do que o de estar solteiro. No entanto, com o tempo, tudo acaba por ser superado e a satisfação de o ter conseguido é enorme, maior do que o estado das pessoas casadas. Neste sentido, defendemos com maior veemência um casamento que se renova e evita fissuras para, obviamente, evitar o divórcio. Só desta forma aproveitamos o bom que o casamento tem para nos dar e tiramos partido desse efeito protetor que circula em torno da saúde.

Leia também: Quero casar-me com o meu namorado de sempre: será que vai tudo correr bem?

guardar
Foto: Marcia Raposo Photography

A verdade é que o casamento não é milagroso, nem a forma secreta para viver muitos anos. No entanto, se é certo que, com o trabalho em equipa, as decisões são mais acertadas, por conseguinte a saúde tem mais probabilidade de se aguentar num ótimo estado!

Talvez também lhe interesse:

 

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

The Framers Fotógrafos e vídeo
Marcia Raposo Photography Fotógrafos e vídeo