Porque as segundas oportunidades podem ser boas!

No que toca ao amor, estamos bastante habituados a ouvir famosos ditados com os quais nos podemos identificar facilmente… Ou não! O amor, por vezes, pode ser bastante complexo, pelo qual não existem dois amores iguais, por mais que tentemos. E se o amor e as relações são diferentes, consequentemente a famosa frase “as segundas oportunidades nunca são uma boa ideia” devia acabar, pois as segundas oportunidades podem, de facto, revelar-se boas. Portanto, prepare as pipocas e descubra os passos que devem ser seguidos para que a sua segunda oportunidade seja, efectivamente, um sucesso!

Hélder Couto Photography
Hélder Couto Photography

Aproveitou bem a sua fase de solteira(o)?

Para que a segunda parte funcione, é imprescindível que tenha virado a página de uma forma definitiva e tenha aproveitado ao máximo o seu momento celibatário. Ao longo deste período é, igualmente, importante que se tenha descoberto a si própria(a) e experienciado coisas novas, saído, visto muito coisa, escutado, sentido sensações e emoções… Viajar com a família, amigos e viver pequenos amores. Sorrir, chorar, rir até ficar a doer o estômago… Se o destino decidir unir-vos novamente, só assim evitará ter a sensação de que não viveu tudo o que tinha para viver e, consequentemente, de ser impelida(o) pela vontade de voltar atrás para fazer o que não fez. O ideal é, ao contrário, sentir que não perdeu “nada de nada”. Desta forma, a vossa “nova” relação será uma nova aventura. 

Perdão 

Há relações que se vão desgastando sem que exista um culpado. Portanto, é indiferente: peça desculpa. Não deixe que um pequeno aspecto ou a negligência afecte a vossa história de amor. É verdade que existem diversos detalhes que se vão ignorando e que acabam por se aglomerar, colidindo, mais tarde, com um momento negativo na relação. Peça perdão!

Mais ainda se houve uma traição ou alguma reacção negativa que conduziu ao final da relação. Peça desculpa, sobretudo se os motivos forem fortes. Demonstre o que sente de uma forma plena e sincera, expondo tudo o que a/o destroem por dentro ao pensar que fez com que a outra pessoa sofresse. Ponha-se no seu lugar. Desta forma, se a outra pessoa se aperceber de que existe um verdadeiro arrependimento, poderá querer tentar novamente.

Diana Nobre Fotografia
Diana Nobre Fotografia

Deixe os aspectos negativos no passado 

Não há necessidade de se esquecer do passado, mas quando o arrependimento é perceptível e pertinente, o melhor é deixar esse aspecto menos positivo da vossa relação atrás das costas, evitando problemas que podem conduzir a julgamentos e a danificar progressivamente a relação, de tal forma que, passado algum tempo, possa culminar, mais uma vez, no fracasso.

Cresça

Durante o tempo em que estão solteiros, é importante que tenha crescido. Todas essas experiências, os novos amores, as viagens, os momentos menos bons e, sobretudo, o fim da relação que vão retomar, deveriam ter algum tipo de consequência positiva no seu estado mental, muito mais adaptado a esta fase da sua vida. É uma pessoa nova, com a mesma essência, mas mais forte, segura de si mesmo e consciente dos seus defeitos e eventuais erros que possa ter cometido no passado.

Momento Cativo
Momento Cativo

Corrigir os erros 

Agora toca a trabalhar. Retomar uma relação não implica continuar onde se deixou. É importante que retroceda ligeiramente, perspectivar e corrigir os aspectos que se foram degradando, aos poucos e poucos. Assim, nesta nova fase, avancem devagar, ou então, se esse era o problema da vossa relação, vão dando passos maiores. No entanto, prestem bastante atenção às decisões importantes com que se deparam, pois essas devem tomar o seu tempo!

Melhorar a comunicação

Quando as relações falham, a comunicação vai-se deteriorando, pelo que se deve apostar numa nova. E é exactamente isto que deve acontecer na nova oportunidade que estão a dar ao vosso amor, onde partilham tudo, fazendo com que não existam margens para dúvidas, mistério, inseguranças e desconfiança.

It's all about
It’s all about…

Uma decisão dos dois 

O retomar da relação pode eventualmente acontecer porque um dos elementos decidiu ligar ao outro e a partir daí, estarem, novamente, em contacto. Ou então, o que poderá ter acontecido é que a chama se tenha reacendido ao mesmo tempo para ambos, quer se tenham encontrado casualmente ou porque mantêm um contacto e o destino preparou-vos para uma segunda oportunidade. Em qualquer das situações, afaste-se das manipulações e da opressão. Aqui, tem de ser uma decisão consciente de ambos, não apenas de um. Para além disso, não volte para o seu antigo parceiro ou parceira por pena. Esse não é definitivamente o caminho a seguir.

Cuidar do sexo

É absurdo pensar na má qualidade do sexo quando começam uma relação, mas em muitos casais, ou na sua grande maioria, a rotina acaba por ser tornar bastante negativa, afectando os mais diversos âmbitos do dia a dia. O sexo não é, de todo, o factor mais importante, mas é definitivamente um aspecto extremamente poderoso, assim como outros mais emocionais que fazem com que a relação vá num bom caminho. Se só existe uma química na cama, então essa pessoa não é para si. Mas, se por outro lado, existe uma ligação que vai muito mais além disso, então tudo o que têm de fazer é trabalhar um pouco mais nos encontros amorosos que podem ter falhado no passado. Tentem novamente e não se esqueçam de cuidar deste aspecto sempre que possível.

João Almeida
João Almeida

Continue a trabalhar a sua relação com estes conselhos e receba a segunda oportunidade de braços abertos. Recorde, ainda, que os mais populares ditados nem sempre se aproximam à realidade e não escondem a solução para os problemas!

Conheça, ainda, as 10 coisas inevitáveis que vão acontecer no primeiro ano de casamento e os conselhos para superá-las, a lista de conselhos realista e directa para um casamento feliz, assim como as 9 coisas que devem fazer ao acordar para que vivam um noivado feliz

Contacte com as empresas mencionadas neste artigo

Dê-nos a sua opinião

11 tipos de abraços que dizem muito sobre a sua relação de amor ou amizade
11 tipos de abraços que dizem muito sobre a sua relação de amor ou amizade
Entre neste guia de abraços e eleja o seu favorito. Depois, faça o favor de praticá-lo muito. Com sorte, vai dar abraços para o resto da vida. Para muitos, valem mais do que beijos. Concorda?
Foto: Adriana Morais
6 atitudes que revelam maior intimidade num casal que o sexo: venham conhecê-las!
A vida a par tem tantos momentos que merecem ser lembrados... Por sabermos isso, não resistimos: revelamos-lhe, hoje, 6 atitudes que revelam maior intimidade num casal que o sexo!.. Vamos a elas?
Foto: Por Magia - Photography
Como cuidar da auto-estima em casal: 7 passos para o conseguir
A melhor forma de amar alguém é começar por se amar a si próprio. Desta forma poderá ajudar a sua cara-metade a fortalecer a sua auto-estima e garantir que nada vos debilite

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação