Será a sua cidade uma das mais sexuais do mundo?

O sexo é a chave em muitas culturas e mais importante numas zonas do mundo do que noutras. Assim sendo, existem cidades que se destacam pelo alto ou baixo componente sexual que impera a nível social e que, em ocasiões, tem muito a ver com o governo que as lidera. Como é a sua cidade a nível sexual? Para fazer este estudo, a plataforma Lazeeva realizou um ranking que nós, na Zankyou, analisámos. Para isso, fomos buscar os dados mais relevantes.

Foto via Shutterstock: Ollyy

Factores a ter em conta

Neste estudo, o volume de encontros sexuais não é a única data submetida a exame. Entram em jogo outros factores que são capazes de gerar debate na sociedade, como o acesso aos contraceptivos ou o consumo de pornografia. Além do mais, temas como o nível de experiências sexuais, a tolerância à comunidade LGTB e a igualdade de género também contaram para determinar a saúde sexual das cidades do mundo.

No pódio, a França ocupa o primeiro lugar, Rio de Janeiro o segundo e Londres o terceiro, as três cidades com uma pontuação semelhante. Aqui ao lado, Barcelona, está em 13º lugar e Madrid no 20º, apesar da fama sobre as altas temperaturas de Espanha em matéria sexual. Lisboa ocupa um mero 73º, em 100.

Os mais satisfeitos sexualmente são os habitantes de Bruxelas, Varsóvia, Amesterdão, Utrecht, Rio de Janeiro e São Paulo. Assim, os brasileiros e holandeses, no geral, são os mais felizes neste aspecto.

Quais as cidades que têm mais relações sexuais?

Talvez este seja o dado que mais lhe interessa. Desta vez, o Rio de Janeiro é a cidade vencedora com um incontestável 10, seguindo-se Paris (9,9), Los Angeles (9,8) e Ibiza (9,7). Também Londres, Berlim, Santiago do Chile, Praga e Nova Iorque surgem com boas pontuações e poderiam ser consideradas cidades TOP no que diz respeito a encontros íntimos. Já Lisboa tem uns meros 3.2.

Foto via Shutterstock: VGstockstudio

Quais as cidades mais tolerantes?

Se nos centrarmos no respeito perante a comunidade LGTB e na luta pela igualdade de género, Londres ganha com um 10 seguindo-se Toronto, Berlim, Paris, Madrid e Amesterdão. Lisboa demonstra um resultado ainda muito baixo (3,6), tendo ainda um longo caminho por percorrer.

Por outro lado, as cidades mais igualitárias a nível de género são Helsínquia (a melhor com um 10), Oslo, Bergen (Noruega), Estocolmo, Dublin, Auckland (Nova Zelândia), Basileia, Cork (Irlanda) e Génova, todas elas com uma pontuação excepcional. Assim, as capitais nórdicas e outras cidades do Norte comandam mas, também, são dignas de menção um grande número de cidades da Alemanha (Berlim, Munique, Leipzig, Stuttgart, etc.). O pais germânico é, sem dúvida, o que mais se destaca neste ponto, ainda que não chegue ao nível de igualdade das primeiras cidades mencionadas (todas as cidades alemãs do estudo têm nota de oito).

Foto via Shutterstock: oneinchpunch

Quais as cidades mais abertas?

A experiência sexual foi importante nesta lista e, de certa forma, determina o quão aberta (e fechada) é uma população. Los Angeles, São Paulo e Las Vegas são as rainhas na hora de experiências sexuais e, de forma geral, os austríacos e os alemães (com excepção de Berlim) são os que menos se atrevem a experimentar coisas novas.

Por outro lado, as cidades que mais praticam a troca de casais são Berlim, Paris, Las Vegas, Rio de Janeiro, Amesterdão e Londres.

Quais as cidades mais “protegidas”?

Sem entrar em debates de nenhum tipo e centrando-nos em aspectos relacionados com a segurança das pessoas, a China e o Reino Unido são as que mais facilidade dão acesso a contraceptivos aos seus cidadãos. Em ambos os casos, as suas cidades mais importantes, desde as capitais até outros núcleos relevantes, estão nesta lista com notas muito altas, muito mais que no resto das cidades do mundo.

A China conta com várias notas dez em cidades como Pequim ou Xangai, mas são muitas mais as que ostentam este nível máximo de protecção no país Asiático. Londres, Manchester, Birmingham, Liverpool, Bristol ou Edimburgo são só algumas das cidades britânicas que entram neste ranking.

Foto via Shutterstock: Jacob Lund

Como é a sua cidade em relação ao sexo? Este artigo, com dados “calientes” mas também importantes, quem sabe vos ajudem a conhecerem um pouco mais sobre a sua cidade. E você, como é?

Se gostou deste artigo, leia também O que têm em comum os casais que fazem MAIS sexo6 atitudes que revelam maior intimidade num casal que o sexo: venham conhecê-las! O significado dos sonhos sobre sexo: saiba tudo e relaxe!

Há também um estudo que diz que parece que se anda a fazer menos sexo… e a culpa é da tecnologia. Será?

Dê-nos a sua opinião

Os 9 melhores lugares do mundo para fazer mergulho na sua lua-de-mel
Os 9 melhores lugares do mundo para fazer mergulho na sua lua-de-mel
O vosso sonho é mergulhar nas águas mais cristalinas e desfrutarem, juntos, da beleza do fundo do mar? Então venha daí conhecer estes espectaculares lugares!
João Almeida
5 maus hábitos sexuais para acabar Já!
Não há dúvidas, o sexo é essencial num casamento. Deixe-se de rotinas aborrecidas e permita que as hormonas falem à vontade... À noite, de manhã, no duche ou no elevador...
Foto. Wullie Marr/DEADLINE NEWS
Uma história de amor única: o matrimónio entre uma sobrevivente do Holocausto e o soldado que a resgatou
Celebraram 71 anos em comum depois de se apaixonarem durante um dos cenários mais terríveis da história da humanidade.

Faça gratuitamente e em 2 clicks um site magnífico para o seu casamento.

100% personalizável e com centenas de layouts para escolher Ver mais layouts >

A sua empresa também pode estar na Zankyou!
Se tem uma empresa de casamentos ou é um profissional do sector, Zankyou oferece-lhe a oportunidade de divulgar os seus serviços a milhares de casais que nos escolhem para organizar o seu casamento em 23 países. Mais informação